publicidade

publicidade

5 dicas para se dar bem nas entrevistas de estágio


Cedo ou tarde, durante a faculdade, chega a hora de procurar um estágio. Na grande maioria dos processos, há uma ou mais fases de entrevista com os candidatos e, como a primeira impressão é importante – e a segunda também – separamos aqui algumas dicas básicas tão básicas que às vezes nos esquecemos para mandar bem na entrevista e aumentar suas chances de ser contratado.

Licença: Creative Commons. Foto por: COD Newsroom
Licença: Creative Commons. Foto por: COD Newsroom


  1. Revise e altere seu currículo

    Não deixe, de maneira alguma, de revisar, atualizar e alterar seu currículo, se necessário. Há divergências em relação à quantidade de páginas que um currículo de candidato a estagiário deve ter – meus professores sempre disseram que deveria ser apenas uma página -, mas independente do tamanho do currículo, principalmente se for de uma única página, seja breve e sucinto e, se tiver que escolher o que colocar em virtude da falta de espaço, dê preferência às experiências, cursos e habilidades que têm mais a ver com a vaga para a qual você está aplicando. Por exemplo, se sou candidata a uma vaga na área de Logística, darei ênfase às minhas experiências relacionadas à área. Isso ajuda a mostrar que você é qualificado para a posição.

    Fonte: loiane.com
    Fonte: loiane.com

  2. Pesquise sobre a empresa

    Nem todo entrevistador testa seus conhecimentos sobre a empresa, porém é bom ir sabendo de algumas informações da empresa – tamanho, número de filiais, se opera em mais de um país, se é a maior do ramo, algum aspecto cultural, etc. Além de te deixar mais seguro ao responder potenciais perguntas sobre a empresa em si, essas informações podem te ajudar também a responder à famosa pergunta “por que você quer trabalhar nesta empresa?”


  1. Cuidado com o linguajar

    Parece óbvio, mas no meio do nervosismo podemos soltar, sem querer, um “tipo assim”, “mano”, “véi”, enfim, expressões informais. Apesar de isto não ser um grande problema para todos os entrevistadores, é mais seguro eliminar as gírias das conversas e partir para uma conversa mais formal mas não precisa imitar Machado de Assis, ok?, já que na maioria das vezes não sabemos quem irá nos entrevistar.

    Fonte: dicasdiarias.com
    Fonte: dicasdiarias.com

  1. Cuide do visual

    Em alguns processos seletivos há indicação do tipo de roupa que você deve ir na entrevista (se é social ou não), se houver tente adequar-se ao indicado. Caso não haja indicação, vista-se da forma que acha mais adequada, lembrando-se de que, além de estar vestido decentemente, passando seriedade e responsabilidade. O visual não se atem a apenas a roupa, mas também a higiene e postura durante o processo.


  1. Na falta de experiências, mostre força de vontade!

    Certa vez participei de um evento sobre entrevistas de emprego e uma das recrutadoras, levantado o questionamento sobre pessoas que estavam procurando sua primeira experiência, aconselhou que, durante a entrevista, mostre o quão seria importante para você esta primeira experiência, mostre sua força de vontade e que você aproveitará cada oportunidade que lhe for oferecida.

Ah, não se esqueça de se preparar para as famosas perguntas:

“Qual seu pior defeito?”, “Como você se vê daqui a 5 anos?”, “Qual sua maior qualidade?”

Parecem perguntas óbvias, mas na hora do nervosismo podemos acabar não respondendo tão bem. Dedique-se a estes processos como se fossem os únicos e últimos, dê o seu melhor, seja você mesmo e boa sorte!


Compartilhe conosco outras dicas que você já seguiu ou acha importante numa entrevista de estágio!


publicidade

publicidade

  • Lemuel Araújo

    Só acrescentando… quanto ao vestimento, seria interessante visitar discretamente a firma ou empresa para saber qual o estilo de roupas usam os funcionários do RH ou do cargo desejado na entrevista. E em relação às perguntas pessoais do tipo “qual sua maior qualidade?”, seria interessante fazer um teste online de temperamento, para se conhecer melhor… muitas dicas de como cada pessoa é são informadas nos resultados desses testes… algumas não batem, é verdade, mas a maioria mostra ter tudo a ver conosco. Abraço.

  • Luis Cesar

    Nunca se sabe o que se passa na cabeça de um recrutador. Ele pode dar pesos bem maiores a certas qualidades e outras nem tanto, ou ignorar outras totalmente. O candidato deve sempre procurar estar mais adequado e preparado possível para a entrevista. É efetivo na maioria das vezes, apesar de acontecerem algumas surpresas.
    Já participei de um processo seletivo onde o candidato selecionado havia passado por seis empresas em dois anos sob o argumento de contratos curtos (pff) e na entrevista, estava (pasmem) com o uniforme da empresa onde ele trabalhava naquele momento, ainda por cima com calçado de epi! Ou seja, nesse caso o recrutador levou em conta qualidades que julgou ser mais relevantes e ignorou totalmente a vestimenta do candidato e a possibilidade de depois de 3 meses ele sair fora. Preparação é tudo.

    P.S Jessica, você também é campista ou está aqui só a estudo? 🙂