publicidade

publicidade

Com quantos tijolos (por m²) se faz uma casa? Aprenda a calcular!


Em se tratando de construir ou reformar um imóvel, é sempre importante estabelecer a quantidade de materiais que serão necessários. Já existem muitos programas de computador e aplicativos para celular que ajudam a realizar esses cálculos. Porém, é importante verificar se seus resultados realmente estão corretos. Qualquer erro pode comprometer o andamento de uma obra, acarretando, por exemplo, em gastos indesejados.

Calcular a quantidade de tijolos de uma construção, a princípio, é uma tarefa simples. Esse é um assunto abordado em vários cursos, principalmente nos de Engenharia Civil, Arquitetura & Urbanismo e Técnico em Edificações. Geralmente, a disciplina é chamada de ‘Práticas Profissionais’, ‘Calculo de Materiais’ ou ‘Cálculo Estrutural’. Este artigo é somente um resumo, uma revisão do que se aprende sobre o consumo de blocos ou tijolos em qualquer obra. Mesmo assim, vale a pena conferir o passo a passo!

(imagem extraída de Pixabay)

+ Variáveis importantes

O método mais rápido de se fazer o cálculo do consumo de tijolos em uma obra é multiplicando a área de uma parede, por exemplo – sendo sua altura vezes sua largura – pela quantidade de tijolos. Mas, o simples não é tão simples assim. Isso porque nessa fórmula foram desconsideradas algumas variáveis importantes. Primeiro, é preciso lembrar que cada tipo de tijolo possui metragens diferentes e funções específicas. As paredes externas dos imóveis costumam receber tijolos de larguras maiores, em relação aos das paredes internas. Também há maneiras diferentes de posicioná-los para construir as fiadas. Então, tudo isso, no final, pode influenciar na quantidade de peças a ser comprada.

Para continuar o cálculo tenha em mãos: todas as dimensões da parede, cômodo ou imóvel a ser construído; as dimensões do tijolo ou bloco a ser utilizado; e seu consumo por metro quadrado de superfície.

(imagem extraída de Public do Main Pictures)

+ Sobre os tijolos cerâmicos

No mercado mundial, existem tijolos feitos de concreto convencional, de concreto celular, de vidro, de lixo reciclado, de adobe ou outros materiais ecológicos. Porém, os tijolos cerâmicos são os mais empregados em obras brasileiras, principalmente naquelas de pequeno porte. E também como elementos de vedação em edifícios. Os tamanhos mais comuns encontrados nas lojas de construção são os de 9x19x19cm ou 9x19x29cm. O rendimento desses modelos é de 25 e 17 peças por metro quadrado, respectivamente. Na NBR 15270/2005 pode-se conferir melhor os requisitos dimensionais dessas e de outras peças.

+ Outros rendimentos

Essas são as medidas e rendimentos de outros modelos de tijolos encontrados no mercado brasileiro:

  • Tijolo Maciço Comum – 5x9x19cm com rendimento de  80 peças por metro quadrado;

  • Tijolo Maciço Rústico – 5,5×9,5x21cm com rendimento de 70 peças por metro quadrado;

  • Tijolo Maciço Branco – 5,5×9,5x21cm com rendimento de 80 peças por metro quadrado;

  • Tijolo 18 Furos – 5,5x11x23cm com rendimento de 60 peças por metro quadrado; e

  • Tijolo 10 Furos – 5x9x19cm com rendimento de 80 peças por metro quadrado.

(imagem extraída de Pixabay)

+ Consumo por m²

Para se encontrar o consumo de blocos por metro quadrado de superfície, primeiro deve-se achar, obviamente, a área que um único tijolo cobre – como foi demonstrado no item anterior. Para isso é necessário se multiplicar os valores de comprimento e altura da peça escolhida. Depois, divide-se esse valor encontrado por 1 m². Logo, a cada 1m² teremos aproximadamente ‘X’ tijolos.

Só que mesmo esse valor encontrado para ‘X’ no cálculo anterior não pode ser considerado como o resultado final. Isso porque ele não é preciso. Por exemplo, entre as peças haverá a massa de assentamento. Então, pode-se arredondar a quantia de tijolos para baixo. Em contrapartida, é aconselhável que se compre, no mínimo, dez por cento a mais sobre a quantidade total, visando à reposição para perdas e quebras durante a obra.

(imagem extraída de Pixabay)

 + O perímetro da edificação

Uma forma de calcular o consumo total de tijolos para uma edificação é através da soma de toda a extensão do seu perímetro, ou seja, somam-se os comprimentos de todos os cômodos da casa. Lembrando que, para uma construção mais simples, devem-se incluir no cálculo todas as paredes, de acordo com a altura do pé-direito – não se esquecendo do oitão, que sustentará o telhado. Indica-se também, por questão de economia, a subtração da área referente aos vãos de janelas e portas. Depois, basta dividir essa área total pela área de cada tijolo.

+ Simulação de cálculo

Para uma construção mais simples, de apenas um pavimento, planta baixa quadrada e telhado de duas águas, eis os seguintes valores:

  • Duas paredes de 4m e duas paredes de 2m;

  • Pé-direito de 2,7m;

  • Oitão de 80cm;

  • Uma janela de 120x120cm; e

  • Uma porta de 90x210cm.

(imagem extraída de Pixabay)

Somando o perímetro das paredes temos 12m. Multiplicando esse valor pelo pé-direito tem-se 32,4m². Somando esse valor à área dos oitões, de 3,2m², chega-se a 35,6m². Subtraindo a área das aberturas, a área total de paredes da casa é de 32,27m². Com a utilização de um tijolo maciço, de rendimento de 80 tijolos por metro quadrado, pode-se estimar o consumo de aproximadamente 2582 peças para se erguer a construção. Acrescentando mais 10%, chega-se ao número final de 2840 tijolos.


Leia Também:

Conheça o aplicativo que ajuda a calcular os gastos de uma obra

BDE Explica: argamassa polimérica em bisnaga


publicidade

publicidade