publicidade

publicidade

Empreender diante da crise, é possível?


É muito complicado lidar com toda esta crise, não é mesmo? Muitas vezes nos deparamos com a falta de motivação e de interesse das próprias empresas, pois como é possível sobreviver no século 21, com uma inflação que chega a quase 10%?

Pois bem, mas sempre há uma luz no final do túnel, e muitas vezes é o “empurrão” que as pessoas precisam para realizar seus sonhos, ganhar mais dinheiro, crescer profissionalmente e para outros, uma medida de urgência, por estar sem emprego, por exemplo.

CRESCIMENTO-blog-da-engenharia

Segundo o jornal Folha de São Paulo, o ano de 2015 é promissor para aprender com as grandes empresas e tentar empreender. Na matéria, o economista Marcos Silvestre apontou que com a crise o mercado se torna extremamente focado, é como se “tirasse do jogo” os que não estão preparados, ou os que não conseguem se adaptar. Ele ainda alerta que é uma ótima chance para empreender, mas simplesmente imitar a concorrência não é um bom negócio, é preciso ser diferente, inovador.

De fato, é preciso extrair fatos positivos em meio a tantas dificuldades ocasionadas por tamanha crise no Brasil. Muitas vezes, a criatividade precisa apenas de algum fato mais relevante para acontecer, para que o medo descontrolado seja perdido, para realmente acreditar e achar que é possível, que você é capaz de abrir um negócio, de empreender, de ser diferente, inovador, e quem sabe atender às necessidades de uma fatia da população. O que todas as pessoas querem é que as suas necessidades sejam atendidas pelas empresas, de forma diferenciada, como se fossem os únicos clientes que a empresa possui.

MUDANÇA-blog-da-engenharia

É claro, quando se está empregado, o melhor é ter estabilidade e conservar um bom emprego. Mas, aí eu te pergunto, e quando a crise afeta até mesmo as grandes empresas? Os funcionários são despedidos, mas todos possuem uma vida particular. Portanto, é preciso que haja algo para motivar a população no momento do desemprego.

E uma ideia que sempre fica para depois pode acarretar consequências muito positivas se colocada em prática em momentos como esse, de bastante tensão, que pode acabar criando a motivação necessária para que um novo negócio venha a existir e beneficie a população.

O Sebrae costuma prestar diversos tipos de consultorias e auxiliar os empreendedores, os novos, os que têm medo e disponibilizam gráficos, principalmente demonstrando um alto índice de registros de microempreendedores no Brasil. Em um dos gráficos que eles disponibilizaram, é possível verificar, por exemplo, um alto índice de interesse da população em empreender, isso é fantástico. O Sebrae apontou um registro de 1 milhão de criação de MEI no ano de 2014. O mercado está carente de pessoas com vontade, de empresas com potenciais que realmente enxerguem o cliente com o seu devido valor, e não simplesmente como ações de comunicação, mas que seja perceptível sua importância, e o advento de pessoas que realmente têm uma forma diferenciada de observar essa crise pode ser o que o Brasil precisa para se desenvolver cada vez mais.


publicidade

publicidade