publicidade

publicidade

Estudantes criam parede que reduz a temperatura


No auge do verão, seja do hemisfério Norte, como do hemisfério Sul, boa parte da população sonha em ter em casa ou no trabalho acesso a um ambiente climatizado, com ar condicionado. No entanto, quem tem sabe o quanto esse “mocinho” é o verdadeiro “vilão” da conta de luz.

Justamente por ser tão caro a população se utiliza de velhos truques para amenizar a temperatura nos meses mais quentes. Uns apelam para o ventilador, outros desligam os eletrodomésticos da casa e tem até quem chega a jogar baldes de água do lado de fora da parede.

Na Espanha, estudantes de arquitetura tiveram a ideia de fazer uma parede capaz de reduzir a temperatura do ambiente. Quer saber como?

Imagem: gizmodo.com
Imagem: gizmodo.com

O material utilizado, a hidrocerâmica, é formado por bolhas de hidrogel capazes de reter até 400 vezes o seu volume em água. Essa característica permite que as esferas absorvam água e, nos dias quentes, com a evaporação, reduz a temperatura.

hidroceramica3

Após testes, os estudantes verificaram que o melhor material para ser utilizado junto com o hidrogel foi a argila, que por conta de sua porosidade, auxilia a evaporação.

Assim, chegaram a reduzir a temperatura em 6 graus centígrados.

imagem: digitaljournal.com
imagem: digitaljournal.com

A invenção não utiliza energia elétrica e a redução na conta de energia pode ser de até 28%. Sem falar que, com uma parede dessas, o ato de jogar um balde de água nela seria bem mais eficiente para amenizar o calor. Além disso, você pode poupar o esforço e a água, já que no Brasil os períodos mais quentes são também os mais chuvosos, dando uma bela ajuda na recarga das bolhas de hidrogel.

Imagem: interestingengineering.com
Imagem: interestingengineering.com

O vídeo abaixo mostra o funcionamento, a fabricação e o processo de testes do material embutido na parede.

.

Referências: Arch Daily; Designboom.


publicidade

publicidade

  • Luiz Neto

    Excelente ideia, seria uma alternativa para amenizar a temperatura de ambientes que estejam situados em regiões quentes, como é caso de Fortaleza onde moro.