publicidade

publicidade

Lâmpadas de garrafa PET são utilizadas em canteiros de obras

Além de sustentável, iniciativa permitiu economia de até 30% na conta de luz

Há algumas semanas, apresentamos aqui no Blog da Engenharia o projeto da” Litro de Luz”, da ONG que incentiva a utilização de fontes de luz ecológicas e baratas, feitas com garrafas PET, canos de PVC, lâmpadas de LED e placas solares. Dessa ideia, surgiu o Poste Solar (saiba mais aqui).

Agora, uma empresa brasileira do segmento de engenharia passou a adotar essas lâmpadas ecológicas na iluminação dos canteiros de suas obras. Feitas a partir de garrafas PET reaproveitadas, as peças já ajudaram a companhia a economizar mais de R$ 8 mil em energia elétrica.

A ideia foi implementada no início de 2015 em oito canteiros. Desde então, e a empresa chegou a economizar 30% de energia elétrica. Dependendo da intensidade da luz solar, cada garrafa PET equivale a uma lâmpada incandescente de 40watts a 60watts.

lampadas-de-garrafa-pet_01_blog-da-engenharia
Econômicas, acessíveis e eficientes, as lâmpadas de garrafas PET também são ecológicas (Foto: Divulgação/MRV)

+ Como funciona?

As lâmpadas ecológicas de PET iluminam graças ao uso de água sanitária (1 litro do produto pode ser usado em centenas dessas peças). As garrafas precisam ser transparentes e são preenchidas com água limpa e a medida de uma tampa da PET com água sanitária. O produto evita que o conteúdo fique turvo com o tempo.

Depois disso, a garrafa é encaixada e vedada com silicone em um orifício na telha, com apenas 1/3 da embalagem para fora. A parte que fica do lado externo capta a luz solar e ilumina dentro do ambiente.

lampadas-de-garrafa-pet_02_blog-da-engenharia
A água sanitária ajuda a manter o líquido transparente, deixando a iluminação mais eficiente (Foto: Sunshine Deleon)

+ Eficiência e sustentabilidade

Além de econômico e eficiente, o método também é sustentável. Com o reuso das garrafas PET, evita-se o descarte das embalagens e de lâmpadas incandescentes no meio ambiente. Estas últimas contaminam os locais com metais pesados contidos nelas.

Outra vantagem é que a lâmpada de garrafa PET não emite gases responsáveis pelo efeito estufa – a incandescente de 60watts, se ligada por 14 horas diariamente, libera 200 kg de dióxido de carbono em um ano.

E você, adotaria a medida no canteiro de sua obra? Caso ainda não tenha se convencido, assista ao vídeo abaixo:

Fontes: Blog da Engenharia, The Guardian e Instituto de Engenharia.


publicidade

publicidade