publicidade

publicidade

Para refletir: a influência da educação no mercado de trabalho


Em pleno século XXI, em torno de 9% da população brasileira é considerada analfabeta, segundo dados do IBGE. Quando pensamos em porcentagem, parece simples, mas em números temos em torno de 18 milhões de analfabetos no Brasil, o que se torna extremamente complicado, pois como é que o mercado de trabalho lida com tal situação?

É uma miscigenação de profissionais, àqueles que são qualificados e diferenciados, e outros que não tem tanta clareza do mercado, da profissão e muitas vezes nem mesmo de escrita e leitura. É claro que a ponta do iceberg é bem mais intensa e profunda do que parece. O processo se inicia com a falta de estrutura familiar, a falta de geração de empregos, entre outros temas polêmicos e complexos quando pensamos em discuti-los.

Você, como estudante de engenharia, que quando terminar sua faculdade ou ao longo dela, vai procurar por uma vaga de trabalho, já tem noção do que vai encontrar lá fora?

Quando nós procuramos um emprego ou um estágio, é sempre uma surpresa, pois nunca sabemos o que encontraremos e com quais profissionais iremos trabalhar. Já pensou que você pode trabalhar com pessoas que não sabem ler? Que não sabem escrever? Quem tem dificuldades tecnológicas?

Pois é, o mundo está miscigenado de formações, de culturas, entre outras características que corroboram com o nosso próprio desenvolvimento, pois quanto mais trabalhamos em meio a pessoas diferentes de nós, mais aprendemos a ser flexíveis, profissionais diferenciados e requisitados pelas organizações.

Fonte: Pixabay.

+A importância da edução

A educação influencia muito no que somos e no que seremos, mas é importante lidar com as interferências externas e levar em consideração a cultura do outro. O mercado de trabalho não é fácil, mas quando fazemos o que amamos podemos não só agir de forma consciente e humana, como também auxiliar as pessoas que têm mais dificuldades.

Hoje em dia o público das organizações é bastante misto, em todos os sentidos, classes sociais, cultura, faixa etária, e o que percebemos é que os jovens vêm ocupando lugares cada vez mais importantes e de extrema responsabilidade. Podemos dizer que a população está mais consciente e que os jovens têm se esforçado mais, procurado pelas oportunidades? Sim! Nem todos, é claro. Ainda temos boa parte dos jovens perdidos, que não conseguem saber qual profissão seguir, o que fazer, com o que trabalhar, que são dificuldades extremamente naturais, porém após algum tempo, com o amadurecimento e o autoconhecimento, as coisas começam a melhorar e o desenvolvimento pessoal cresce, logo os jovens começam a encontrar carreiras e se apaixonam por elas.

A educação faz toda diferença nos dias de hoje e em qualquer época. Nós nos espelhamos em grandes professores, em grandes filósofos, em grandes líderes, sonhamos com alguns profissionais e os colocamos como objetivo, pois queremos ser iguais ou parecidos a eles, mas é claro, cada profissional tem o seu próprio brilho. Há espaço para todos brilharem nesse mundão!

Fonte: Pixabay.

Educação é importante, necessária e ainda precisa ser conscientizada na sociedade, é a partir dela que traçamos nossos ideais, que temos nossas ideologias e, principalmente, entendemos o que é certo e o que é errado. Todos esses fatores são decisivos e interferem diretamente no mercado de trabalho, na busca incansável pelo desenvolvimento e por vagas e salários melhores. Afinal, quem é que não quer ser bem visto no mercado de trabalho e ainda ganhar bem, não é mesmo? Por isso, invista na educação, ela te levará aos melhores lugares!


publicidade

publicidade