publicidade

publicidade

Robô limpa o mar e transforma algas tóxicas em biocombustível


robo_algas_01_blog-da-engenharia
Batizado de Algae Harvester, o robô foi criado pelo designer sueco Fredrik Ausinsch (Foto: Divulgação)

A Semana de Design de Dubai só acontece em outubro, mas um projeto que será apresentado no evento já vem chamando a atenção: o robô idealizado para remover algas tóxicas e transformá-las em biocombustível.

Criado pelo designer sueco Fredrik Ausinsch e batizado de Algae Harvester, o equipamento tem o objetivo de melhorar a qualidade da água dos mares, já que as algas se reproduzem em excesso justamente por causa de poluentes. Em grande quantidade, essas espécies podem até eliminar parte do oxigênio do bioma marinho.

A função do robô, aliás, é inspirada no Mar Báltico, local onde Ausinsch costumava pescar e que vem enfrentando grave desequilíbrio ecológico. Conhecido como eurotrofização, o processo é caracterizado pela poluição da água, que adquire coloração turva e fica com níveis muito baixos de oxigênio dissolvido. Com isso, peixes e outras espécies marinhas acabam morrendo.

Para evitar esse tipo de desequilíbrio ecológico, o Algae Harvester capta as camadas excessivas de alga, levando-as para um compartimento interno. Após ser processado, o material pode ser utilizado na produção de biocombustível e fertilizantes, produtos de cuidado com a saúde, dentre outros componentes.

robo_algas_02_blog-da-engenharia
Com design silencioso e hidrodinâmico, o equipamento funciona como se fosse um cortador de grama (Foto: Divulgação)

+ Design ecológico

Ausinsch chegou ao design silencioso e hidrodinâmico após conversar com pesquisadores e cientistas. Ele criou três formatos diferentes, que funcionam como se fossem cortadores de grama, mas suaves. Ao ser ligado, o equipamento deixa um rastro de água limpa por onde passa, evitando que as algas se dispersem.

A invenção se adapta a diferentes espaços marinhos, como os contornos da costa, a baía e o mar aberto. Além de limpar os mares, a máquina pode colaborar com o desenvolvimento do turismo em várias áreas prejudicadas pela poluição e o excesso de algas.

Embora ainda seja um protótipo, o robô será exibido para o público da Semana de Design de Dubai entre os dias 24 e 29 de outubro.

robo_algas_03_blog-da-engenharia
O formato permite que o robô se adapta aos contornos da costa, à baía e ao mar aberto (Foto: Divulgação)

Fontes: Casa Vogue, DesignBoom e IB-USP.


publicidade

publicidade