ColunistasDestaqueDestaque + Editor's PickDestaque + PopularesDicasVida de Universitário

4 dicas para você conseguir o primeiro estágio

0

A expectativa do estágio acompanha muitos universitários logo nos primeiros períodos da graduação. O interesse da maioria é buscar por uma oportunidade de conhecer suas áreas, e por em prática tudo que vem sendo aprendido.

Nesse sentido, estagiar é primordial para se desenvolver, ter um contato direto com o mercado e assim se  familiarizar com o mesmo.Estágio

Portanto, confira a seguir 4 dicas valiosas para lhe ajudar no processo de se preparar para iniciar as buscas por uma vaga de estágio.

1- Saber estruturar um currículo

Primeiro de tudo, é importante saber estruturar um currículo. Este será seu primeiro contato com a empresa, podendo ser um fator determinante em relação à oportunidade de avançar ou não dentre as etapas do processo seletivo.

Muitas páginas não são sinônimo de um excelente currículo. Desse modo, é essencial ser breve e direto, sem dar muitas voltas. Buscar por modelos na internet é uma boa estratégia, mas tenha cuidado com a referência que irá usar.

Pode parecer clichê, mas é válido reforçar: ao encaminhar seu currículo use SEMPRE o formato PDF.  

2- Ter um perfil no LinkedIn

Não pense que o LinkedIn será útil apenas após a conclusão da graduação. É essencial entrar para essa rede e já se familiarizar enquanto estiver na universidade.

Além disso, o LinkedIn é uma excelente alternativa para encontrar vagas de estágios e gerar networking. 

De antemão, é importante usar bem os recursos disponíveis na rede, sendo um dos primeiros passos escolher bem a foto a ser usada, e preencher todos os itens do perfil. Estágio

3- Conhecer a cultura da empresa

Por vezes, ao estar buscando por uma oportunidade de estágio muitos se cansam ao ponto de estar dispostos a “pegar o que aparecer”. 

Sem julgamentos por aqui, mas você já refletiu se a empresa a qual você está participando do processo seletivo possui uma cultura que você se identifica? 

Pois bem, pesquisar sobre a cultura e clima organizacional das empresas antes de participar de um processo seletivo é interessante.Estágio

Além de conseguir perceber quais são as políticas que guiam a forma com que a empresa se relaciona com seus colaboradores e clientes, a partir disso é possível que você tenha noção se irá se adaptar ao ambiente e se o mesmo corresponde às suas expectativas.

Sem contar que no processo dessa análise é possível que você se encante por empresas que achava pouco interessantes. 

4- Participar de atividades extracurriculares 

É expressivo o número de empresas que estão aderindo plataformas para conduzir seus processos seletivos, mas o tradicional currículo ainda é muito utilizado. 

No entanto, o item mais temido por muitos universitários é o de “Experiências”. Não demora muito para que reflexões do tipo “mas eu quero a oportunidade para ter experiência” surja na cabeça, não é mesmo? 

Ainda que isso seja um fato,  as atividades extracurriculares podem ser grandes aliadas no preenchimento deste item. Por vezes muitos adiam a participação em diretórios acadêmicos, projetos de pesquisas, trabalhos voluntários, e até mesmo de empresas júnior, por achar que não será possível conciliar tais atividades com o seu desenvolvimento acadêmico. Estágio

Mas é importante romper com esse rótulo, pois ainda que não seja fácil conciliar, é importante o esforço, pois tais experiências são capazes de gerar networking, e além disso, faz com que muitas habilidades sejam desenvolvidas, como falar em público, proatividade e trabalho em equipe, dentre diversas outras soft skills que as disciplinas de cálculo, por exemplo, não lhe ajudam a desenvolver. 

Não desanime com os possíveis “nãos” que podem surgir durante o processo de busca por um estágio. Isso não significa que você não é bom o suficiente. Com perseverança e foco o seu sim irá chegar! 

Gabriely da Silva Pinto
Gabriely da Silva Pinto, cursa Engenharia Elétrica no CEFET/RJ campus Nova Friburgo. É natural de Cantagalo, Rio de Janeiro, tem 20 anos. A vontade de se aventurar na engenharia a acompanhou por anos, mas o amor por elétrica nasceu dentro do SENAI. Atualmente é membro de uma pesquisa de projeto de extensão sobre obtenção de biogás proveniente de resíduos sólidos urbano (RSU) para geração de energia elétrica. Faz parte do diretório acadêmico do curso de engenharia elétrica em seu campus, o DAEL, tendo como atual cargo a presidência. Vegetariana, apaixonada pela natureza, e como uma boa estudante de engenharia é amante de café.

    TRUMPF expande e adquire LANTEK

    Previous article

    Transformação Digital – Um caminho sem volta

    Next article

    You may also like

    Comments

    Leave a reply

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    More in Colunistas