0

Partindo destes questionamentos  fundamentais, abordo o tema do mês de Junho do Blog da Engenharia: Diversidade.

Eventualmente quando nos deparamos com um impasse que possui diversas formas de ser solucionado, nos sentimos positivos com o desenrolar da situação que estamos encarando. Porém, quando falamos em ter uma equipe que inclua a diversidade, frequentemente a percepção desta visão se altera.

Qual o impacto de mudar esta percepção e possuir uma equipe diversa?

A DIVERSIDADE DENTRO DA DIVERSIDADE

Além de entender o impacto que a presença da diversidade no meio empresarial, precisamos entender o como a diversidade não se enquadra em uma forma única, fixa e definida, mas sim em uma forma multifacetada.

Diversidade que prepara equipesUm ambiente com diversidade, é um ambiente que permite que pessoas diferentes compartilhem sua pluralidade, como por exemplo: idade, gênero, orientação sexual e etnia. Cada forma de diversidade é capaz de agregar ao repertório da equipe. Uma equipe estruturada de forma diversa se encontra preparada para enfrentar os desafios do dia-a-dia, além de ser capaz de lidar com os obstáculos que estes desafios possam trazer.

Através da inserção de profissionais com diferentes idades em uma equipe, por exemplo, a interação proporciona que a perspectiva do futura do mercado e a experiência se misturam e se complementam. Nesse sentido, ideias diferentes podem se complementar em uma equipe formada por pessoas de gênero, habilidades e deficiências físicas, etnias e orientação sexual diferentes.

Ao passo que pessoas diferentes e diversas possuem visões alternativas, as soluções se tornam mais abrangentes. Ou seja, trazendo um repertório mais amplo, plural e preparado para responder da melhor forma possível, das questões mais simples às mais complexas. Pessoas com diferentes experiências e talentos, são capazes de trazer ao ambiente um maior nível de flexibilidade e adaptação às dinâmicas exigidas pelo mercado.

Cada grupo diverso possui uma cultura, história, língua e origem. Estes complementares rompem padrões tradicionais e agregam à companhia, tornam seu capital humano rico.

SAIA DA BOLHA

Romper preconceitos estruturais enraizados na sociedade como xenofobia, homofobia, machismo, racismo pode ser um dos grandes desafios do mundo corporativo.

Ultrapassar esta barreira não surte efeito somente em seu time, mas também é capaz de influenciar a sociedade como um todo. Reeducar seu comportamento dentro da sua empresa reflete em seu comportamento fora dela. Reeducar seu comportamento fora da empresa, reflete no seu comportamento diante da sociedade. Mudar comportamentos e influenciar os demais à fazer o mesmo, evitam que o preconceito seja disseminado, evitando que as seguintes estatísticas abaixo continuam aumentando:

  • A ONU afirmou que no ano passado que das 16,2 milhões de pessoas vivendo em extrema pobreza no Brasil, 70,8% são afro-brasileiras;
  • De acordo com um estudo realizado pelo Fórum Econômico Mundial, no ritmo atual seriam necessários 95 anos para que mulheres e homens atingissem situação de plena igualdade no Brasil;
  • A cada 23 minutos um jovem negro é assassinado. Apenas 6% dos negros tem diploma universitário;
  • A cada hora um LGBTQ+ é vítima de violência física no Brasil, e a cada 26 horas um LGBTQ+ é assassinado. Sendo que a expectativa de vida para uma pessoa trans é de 30 anos;
  • 41% dos LGBTQ+ afirmam ter sofrido discriminação por sua orientação sexual ou identidade de gênero no ambiente de trabalho;
  • 33% das empresas não contratariam pessoas LGBTQ+ para cargos de liderança;
  • 61% dos funcionários LGBTQ+ optam por não revelar sua sexualidade a gestores e colegas de equipe;
  • A maioria das crianças com síndrome de down, passam a infância isoladas por não serem aceitas nas escolas, jovens não conseguem empregos e idosos ficam em instituições.

INVISTA NO SEU CAPITAL MAIS PRECIOSO: PESSOAS

Atualmente há diversas consultorias que viabilizam a inserção da cultura da diversidade nas empresas, entre elas a consultoria da Mais diversidade de Rodrigo Sales e de Beia Carvalho.

Porém, por que esperar por uma iniciativa da sua empresa? Não há forma melhor de mudar algo do que começar por você, pelos seus próprios hábitos. Portanto comece com atitudes pequenas e conscientes. Dê voz à quem não têm sido ouvido. Abra a porta para o diverso, inclua a diferença, invista no múltiplo.

As pessoas com as quais você trabalha, a sua rede de trabalho, se elas forem plurais, elas estarão naturalmente e constantemente tirando você dos seus lugares de conforto e, com isso, colaborando para que seu negócio esteja sempre um passo à frente em inovação, inventividade e criatividade.

Adriana Barbosa

 

Da mesma forma que não possuímos apenas uma engenharia, um único material e somente uma fórmula matemática, não temos uma única forma para diversificar e formar equipes de sucesso. Todos são essenciais.

Somos plurais, somos multidisciplinares, somos diversos, somos diversidade.

Letícia Martins Bodanese
Engenheira Naval pela Universidade Federal de Santa Catarina, onde durante a graduação desenvolveu pesquisas na área da soldagem e participou por 3 anos na equipe Hydra Nautidesign, competindo no Desafio Universitário Internacional de Nautidesign (DUNA). Atualmente trabalha no departamento de planejamento da thyssenkrupp Estaleiro Brasil Sul e é pós-graduanda no curso de Engenharia de Estruturas pela Universidade Unyleya. Catarinense, apaixonada pela área naval, Letícia acredita que com dedicação e persistência tudo pode ser aprendido e alcançado.

    Diversidade e Inclusão: Importância e Desafios

    Previous article

    Enedina Alves: conheça a história da primeira Engenheira Civil negra do país

    Next article

    You may also like

    Comments

    Leave a reply

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    More in Carreira