ColunistasCuriosidadesDestaqueDestaque + Editor's PickDestaque + PopularesEngenharia CivilNotícias

A pirâmide consumida pela floresta

0

As pirâmides sempre foram construções que fizeram o ser humano se maravilhar. Essas grandes estruturas geralmente de pedra, são um mistério para todos que olham: como é possível serem construídas por homens anos atrás com tão pouca tecnologia? Porém há algo que vem intrigando mais ainda os cientistas, o fato uma delas simplesmente ter sumido do mapa e  sido “consumida” por uma floresta. Ficou curioso? Vem que eu te conto mais sobre essa história.

pirâmide

Floresta de Samoa. Fonte: BBC (Reprodução)

Conheça um pouco dessa pirâmide

De acordo com relatos, localizada no meio das densas florestas de Samoa em uma trilha de difícil acesso, foi encontrado esse grande segredo pelos arqueólogos.

Aproximadamente 80 estruturas muito antigas com o formato de estrela que simplesmente deixam os cientistas responsáveis pelo trabalho extremamente curiosos mesmo depois de diversas escavações. Esse monumento, possui as dimensões de 12 metros de altura e uma base de 65 metros por 60 metros, batizado de Monte Pulemelei sendo considerada uma das mais antigas estruturas de pedra da Polinésia.

Vale lembrar que esse local exótico, apesar de sua forma, já era chamado diversas vezes de pirâmide, que foi construído em diversas etapas a partir de 1000 d.C. Além disso, especialistas dizem que ela pode ter sido abandonada há cerca de 200 a 300 anos.

pirâmide

Pirâmide com demonstração das suas oito pontas. Fonte: g1 (Reprodução)

Detalhes sobre a estrutura

De acordo com imagens aéreas percebe-se que a estrutura que foi tomada pela vegetação, possui oito pontas dando uma aparência de estrela. Além disso, houve a conclusão que ela pode ser orientada pelos pontos cardeais e possui diversas estruturas menores cercando a construção principal.

É importante ressaltar, que até hoje ninguém conseguiu desvendar os mistérios dessa construção. Só se sabe que ela é feita com rochas vulcânicas, podendo ter sido usada para cerimônias religiosas e grandes eventos nos quais grande parte dos habitantes do local participavam, por ser um local extremamente estratégico e visível.

De um ponto de vista estritamente arqueológico, eu diria que elas provavelmente eram usadas para algum tipo de ritual. Quando olhamos para vilarejos modernos, vemos que geralmente não há apenas uma igreja, mas várias dentro de um mesmo vilarejo. Segundo o pesquisador Greg Jackmond, do Centro de Estudos de Samoa.

Avanços da pesquisa sobre o local

Primeiramente o local hoje em dia é de difícil acesso dos pesquisadores interessados em achar respostas desse mistério. Mesmo com uma equipe grande, houve uma enorme dificuldade de limpar a área e começar as escavações, pois necessitariam muitos sítios arqueológicos.

Porém um mapeamento feito a laser em volta do monte, trouxe algumas informações importantes para os especialistas. Esse trabalho, revelou uma série de ruínas sob a copa das árvores, consideradas vias de acesso, sistemas de drenagem.

De acordo com essa descoberta, trouxe indícios de como existia uma enorme população antes da colonização, o que deixou os cientistas mais intrigados. Há muito mais que ser desvendado desse mistério, mas não sabemos quando será relevado por conta de todas essas dificuldades a respeito do local.

pirâmide

Mapeamento feito pelos cientistas. Fonte: BBC (Reprodução)

Quer saber sobre mais curiosidades da Engenharia? Você pode clicar aqui e ter acesso aos meus outros artigos. Além disso, você consegue me encontra nas redes sociais: Instagram | Linkedin

 

Isabela Guedes
Engenheira Civil, especialista em Geotecnia e MBA em Gestão de Obras na Construção Civil. Desde o início da graduação trabalhei em diversas áreas da Engenharia, o que me trouxe uma vasta experiência de sete anos no mercado. Moro atualmente no interior do estado do Rio de Janeiro, possuo 28 anos e sou apaixonada por novos desafios, tecnologia e inovação, séries e games. Produzo conteúdo nas minhas redes sociais com muito humor e de forma acessível para quem não é da área, misturando minhas duas paixões Engenharia Civil e Cultura Pop. Tenho como grande objetivo trazer mais visibilidade para as mulheres na construção civil. Instagram: @isabelaeng

Conheça a Engenharia Elétrica com ênfase em Eletrotécnica

Previous article

Embraer aquece o mercado de mobilidade aérea

Next article

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Popular Posts

Login/Sign up