0

Não é de hoje que sabemos o quanto a tecnologia evoluiu nos últimos 100 anos. Historicamente, há uma guerra para saber quem saiu na frente em uma das invenções mais importantes da história moderna: o avião.

Para os estadunidenses, esta criação se deve aos irmãos Wright, feita no dia 17 de dezembro de 1903, a bordo do Flyer, na cidade de Kill Devil Hills, na Carolina do Norte, sendo descrito pela Federação Aeronáutica Internacional como “o primeiro voo motorizado, sustentado, controlado e motorizado de uma máquina mais pesada que o ar.”

Em contrapartida, para os brasileiros – e boa parte da comunidade científica mundial, o autor da invenção foi Santos Dumont com o famoso 14-bis. O feito aconteceu no dia 23 de outubro de 1906, sobre o campo de Bagatelle, em Paris, sendo apreciado por um público de mais de mil pessoas, incluindo a mídia.

A tecnologia no desenvolvimento dos motores

O motor para aeronave, era, com certeza, o maior problema a ser solucionado. Nos primeiros anos do século 20, os irmãos Wright decidiram criar seus próprios motores. Porém, sem sucesso, pois só geravam 12 cavalos de potência, o que tornava incapaz até mesmo de realizar a decolagem.

Santos Dumont, já experiente em dirigíveis, utilizou no 14-bis, um motor de lanchas de corrida chamado Antoinette V-8, que conseguia chegar, em sua segunda versão, a 50 cavalos de potência e 1500 rotações por minuto, graças a uma alteração na versão original feita por León Levasseur.

Antoinette V-8

Antoinette V-8

No final da década de 1920, Frank Whittle criou o conceito de motor de propulsão a jato, tornando a viagem aérea mais eficiente e confortável. Esse modelo mostrava um compressor com dois estágios axial e ajudou a criar a primeira aeronave a jato do mundo: o Heinkel He 178.

Heinkel He 178

Heinkel He 178

Atualmente, os motores turbofans são beneficiados de alta tecnologia, evoluído do motor turbojato. Como resultado, se tornou o motor mais seguro do mundo, com 99,97% de confiança, ultrapassando, em 2020, 100 milhões de horas de voo.

Viagens autônomas

Já pensou em poder voar sem o comando de pilotos? É provável que isso vire realidade nos próximos anos! Na verdade, já existem, porém de forma experimental. O pioneiro nessa questão é a aeronave – ou drone militar X-47B, criado pela Northrop Grumman.

X-47B

X-47B

A British Aerospace está testando uma modificação para a versão autônoma do Jetstream 31, uma aeronave capaz de transportar até 16 passageiros. A alteração se dá nos sistemas e instrumentos do avião, sendo habilitado para lidar com qualquer situação que coloque em risco a vida dos passageiros.

Jetstream 31

Jetstream 31

Conforme entrevista dada à BBC, o engenheiro do CityAirbus, Marius Bebesel, prevê que em 5 anos teremos modelos de táxi aéreos autônomos 100% elétricos que pousam e decolam verticalmente e que transportem de quatro a cinco passageiros, acrescentando que reservar um assento nesse tipo de veículo será tão fácil quanto pedir um táxi no seu celular.

Como isso é possível?

Graças a tecnologia super avançada implantada, com câmeras, sensores e algoritmos que permitem que a aeronave voe de forma automática, até mesmo sem auxílio do aeroporto ou satélite.

Teste de automação

Embora os aviões atuais consigam operar e realizar alguns procedimentos sem assistência do piloto, ainda necessitam de uma infraestrutura pesada dos aeroportos e sistemas de navegação, algo que essa automação permitirá reduzir.

Então, você está preparado para voar em aeronaves com tecnologia autônoma? Comenta aí!


 

Cayo César Nascimento Santos
Graduado em Engenharia Civil com ênfase em estruturas de concreto. Pretende fazer mestrado em Engenharia Aeronáutica. Atua na área de construção civil geral. Possui cursos de Matemática Aplicada, Orçamento de Obra, AutoCAD, Eberick, QIBuilder, Revit e Sketchup, desenvolvendo projetos em BIM.

    Geotecnia: importância e atuação profissional.

    Previous article

    Metalurgia no dia a dia: ENDs em cilindros de oxigênio medicinal

    Next article

    You may also like

    Comments

    Leave a reply

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    More in Curiosidades