DestaqueDestaque + Editor's PickDestaque + PopularesEngenharia de EnergiaEngenharia ElétricaSustentabilidade

Além da GD: Outros 5 modelos de sistemas com a Energia Solar

4

Não existe só o sistema fotovoltaico! Isso mesmo, ao se pensar em Energia Solar só se imagina comumente no sistema fotovoltaico. Porém, o sol pode gerar energia de diferentes formas, sejam elas diretas ou não. Atualmente, 6 sistemas são usados no mundo, sendo eles: Usina Heliotérmica, Sistema Off Grid, Usina Solar Fotovoltaica, Aquecimento Solar, Sistema Híbrido e Geração Distribuída.

Vamos conferir abaixo!

Usina Heliotérmica

A usina Heliotérmica (HLT) é chamada também de Solar Thermal Electricity (STE) e o seu objetivo, primeiramente, é aquecer um fluido e depois gerar energia. Essa técnica se distingue da fotovoltaica que transforma a luz do sol de modo direto em energia elétrica através do efeito fotovoltaico. 

O funcionamento da Usina Heliotérmica se exerce por meio do acúmulo dos raios em um ponto, de modo que os transformem em calor. Portanto, esse calor é transportado para uma máquina térmica, que faz a conversão em energia elétrica. Hoje, existem quatro principais tecnologias: Torre solar; Cilindro parabólico (parabolic trough); Fresnel linear e Disco parabólico (dish) (CASTRO, 2015).

Fonte: FREEIMAGES (2021)

Sistema Off Grid

“Fora da rede” é a tradução de Off Grid e esse nome corresponde a uma rede isolada e autônoma. Sendo assim, a rede autônoma pode fazer uso de várias fontes de energia, como a Energia Solar. Esse sistema que converte a luz do sol em eletricidade faz uso de baterias e é composto por três blocos: Gerador, condicionador de potência e armazenamento.

E Usina Solar Fotovoltaica? Já ouviu falar?

Usina Solar Fotovoltaica

A Usina Solar Fotovoltaica é um imenso Sistema Solar Fotovoltaico, visto que ocupa uma extensa área preenchida por módulos fotovoltaicos. Esse sistema possui características próprias como a fixação dos módulos no solo ou instalados sobre a água em rios e mares, além de que o fornecimento de energia é voltado para comercialização, uma vez que a energia produzida em larga quantidade é vendida para distribuidoras e consumidores nos leilões de energia e no Mercado Livre. 

É conhecido também como Geração Centralizada, Fazenda Solar ou Parque Solar. Ressalta-se que a energia é gerada em alta voltagem com o propósito na distribuição. 

Em relação ao funcionamento, é análogo aos sistemas instalados em residências (On Grid), pois a energia é gerada em Corrente Contínua e entregue em Corrente Alternada por intermédio dos inversores. 

Ao se debruçar sobre o Estudo Estratégico Grandes Usinas Solares 2020 Mercado Livre e Leilões, se pode constatar que até janeiro de 2020 o Brasil possui em operação 105 Usinas Solares Fotovoltaicas.

A diferenciação desse sistema para o On Grid é que o excedente de energia não é lançado na rede elétrica, ocorre o armazenamento no seu sistema. Ou seja, a grande vantagem é poder fazer uso da Energia Solar em lugares isolados, como fazendas e sítios.

Fonte: Freepik (2021)

Aquecimento Solar

A Energia Solar térmica é dirigida ao aquecimento de fluidos, comumente usada em atividades do dia a dia dentro de uma habitação ao aquecer a água. Esse sistema absorve o calor do sol e o converte em energia térmica por meio do coletor solar. Portanto, o sistema de aquecimento solar térmico não é destinado a gerar eletricidade. 

Os SAS – Sistema de Aquecimento de Água usado na Energia Solar são formados por coletores solares, fonte auxiliar de energia, reservatório térmico e tubulações isoladas termicamente (MESQUITA, 2011).

Os Sistemas podem ‘se ajudar’ complementando-os! Confira abaixo!

Sistema Híbrido

O Sistema Híbrido permite possuir duas ou mais fontes de energia. Pois, segundo Barbosa et al. (2004), um sistema híbrido é aquele que utiliza conjuntamente mais de uma fonte de energia, conforme a disponibilidade dos recursos energéticos do local, com o propósito de gerar energia elétrica.

Ao utilizar esse tipo de sistema na Energia Solar, se tem a combinação do uso dessa fonte com a de outro tipo renovável também. A exemplo destes sistemas, pode citar a combinação do sistema fotovoltaico com o eólico.

Assim, as suas principais vantagens são a independência e a disponibilidade energética. Portanto, em 2015, foi inaugurado o primeiro parque híbrido de energia renovável no Brasil. O mesmo é localizado em São Francisco – Pernambuco e une o uso da energia eólica com a solar, sendo capacitado a gerar 340 gigawatt-hora por ano.

Conheça o meu Canal no Instagram: @eletrizandoo para mais informações!

Sabe o que é a GD? confira esta leitura!


REFERÊNCIAS:

CASTRO, Gabriel Malta. Avaliação do valor da energia proveniente de usinas heliotérmicas com armazenamento no âmbito do sistema interligado nacional. Universidade Federal do Rio de Janeiro/Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia/Programa de Planejamento Energético, 2015. 

MESQUITA, Marcelo. Sistemas de aquecimento solar de água. Théchne. Ed. 177. Dezembro, 2011.

Thays Marques Ferreira
Discente de Engenharia Elétrica com ênfase em Eletrotécnica na Universidade de Pernambuco; Administradora do canal no Instagram @eletrizandoo; Colunista do Blog da Engenharia; Membro e Coordenadora do projeto de extensão PROJETO PADRINHOS - NAPSI POLI/UPE. Tem interesse na área acadêmica, além do setor elétrico voltado as Energias Renováveis.

    A importância da Responsabilidade Técnica nas atividades de Engenharia

    Previous article

    Como a engenharia ajuda na produção de sistemas para e-commerce?

    Next article

    4 Comments

    1. Excelente artigo, em minha cidade, a energia limpa está crescendo paralelamente ao turismo.

      1. Muito bom!

    2. Em minha cidade, a energia limpa está crescendo paralelamente ao turismo.

    3. Não estava antenada a essas opções! Obrigada Pela excelente matéria.

    Leave a reply

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Popular Posts

    Login/Sign up