CarreiraCuriosidadesDestaque + PopularesEngenhariaengenharia de materiaisengenharia de materiais

Anseios dos profissionais da engenharia de materiais – Parte 1

0
Anseios dos profissionais da materiais - Parte 1

Essa matéria sobre anseios dos profissionais da engenharia de materiais será apresentada em duas partes: Parte 1 e Parte 2.

Essa Parte 1 é sobre os anseios dos profissionais da materiais antes e durante a graduação. Fiz a seleção por meio dos anseios que eu mais vivenciei, presenciei e ajudei/ajudo profissionais da materiais a entendê-los e superá-los.

Dessa forma, para o desenvolvimento dessa parte 1 foram selecionados 5 dos principais anseios dos profissionais da materiais antes e durante a graduação. Espero que gostem da matéria e façam bom uso dela!

ANSEIO 01: “Como definir se a carreira de Engenharia de Materiais é para mim?”

Será que a carreira de Engenharia de Materiais é para mim?

Durante a escolha do curso da graduação muitas pessoas possuem dúvidas se Engenharia de Materiais é uma carreira a qual irá se identificar. Uma das principais características da carreira de engenheiro (a) de materiais é de ser bem diversificada em relação aos campos de atuação. Nesse sentido, este profissional não precisa necessariamente ser pesquisador na área ou trabalhar no “chão de fábrica”. Essa escolha dependerá do perfil do profissional que estará em desenvolvimento durante o percurso da formação. Há vários caminhos para serem seguidos.

O importante nesse momento é saber que o profissional da materiais é formado para entender, manipular e desenvolver os materiais. Juntamente com a interconectividade entre a estrutura, processamento, propriedades e aplicações desses materiais. Porém, é preciso relatar que o profissional da materiais precisa entender e conhecer bastante de química. Disso não tem como escapar completamente se este profissional quiser trabalhar diretamente com os materiais! Outra característica importante é se a pessoa possui interesse em como as coisas funcionam, de que os materiais são feitos e se é movida a desafios, sendo assim a carreira em Engenharia de Materiais uma alternativa extraordinária. Uma boa dica é buscar se conhecer um pouco mais por meio de testes vocacionais. Porém, para aplicações desses testes é de suma importância procurar profissionais e/ou sites altamente especializados e de qualidade.

ANSEIO 02: “Estou cursando Engenharia de Materiais, mas estou frustrado por não estar estudando sobre materiais nos primeiros semestres do curso.”

Os primeiros semestres realmente são maçantes para a maioria dos profissionais que se formam em qualquer engenharia. Do mesmo modo são para os profissionais da materiais! Os primeiros semestres da engenharia são recheados de disciplinas de cálculo, química e física. Isso é feito para embasar o conteúdo e a prática que o graduando estará em contato nos próximos semestres. Além disso, uma outra função desses primeiros semestres, principalmente o desenvolvimento das disciplinas de cálculo, é preparar o aluno para ser um profissional mais sistêmico, lógico e rápido em relação as soluções que a engenharia tanto precisa.

Sabendo disso, a dica é antecipar autonomamente o estudo das disciplinas específicas, por vídeos aulas e/ou leituras específicas e, também, procurar sempre conversar com os veteranos. Além disso, o aluno pode estar procurando nas redes sociais, páginas e sites que estão em seu cotidiano apresentando e disseminando informações sobre Engenharia de Materiais.

ANSEIO 03: “Qual das áreas da materiais (polímeros, metais ou cerâmicas) deve ser minha ênfase?”

Existem Universidades que após um certo momento na duração do curso os alunos precisam decidir a ênfase da sua formação, podendo ser em materiais poliméricos, cerâmicos ou metálicos. Essa política de ênfase muda de Universidade para Universidade, podendo estar presente ou não. Um exemplo é a Universidade Federal de São Carlos que solicita esse parecer sobre a ênfase no quarto ano. Porém, existem Universidades que preferem sistematicamente apresentar todas as áreas de maneira igualitária para que o aluno não saia com ênfase, como, por exemplo, o caso da Universidade Tecnológica Federal do Paraná – Campus Londrina.

Para os alunos das Universidades que fazem essa solicitação sobre o parecer da ênfase, a minha dica é sempre escolher a área que mais se identifica e que possui mais aptidão e, não escolher a área que o aluno apenas acredita que trará mais oportunidades para ele no futuro. Neste momento é muito importante lembrar que o Engenheiro (a) será Engenheiro de Materiais e não Engenheiro de polímeros, ou Engenheiro de metais, ou Engenheiro de cerâmicas. Com isso, estes profissionais da materiais precisam estar cientes que mesmo tendo ênfase em sua formação ele precisará estar atualizando constantemente seu conhecimento nas outras áreas.

ANSEIO 04: “Porque fazer iniciação científica sendo que eu não quero ser pesquisador?”

Uma grande parte dos alunos durante a graduação ou até mesmo antes de iniciar o curso acreditam saber em qual dos setores de atuação da Engenharia de Materiais ele quer seguir durante sua carreira profissional. Porém, grandes equívocos podem acontecer, até porque este aluno geralmente não conhece a vivência de atuação em nenhuma das áreas. Com isso, o mesmo precisa estar conhecendo e vivenciando o máximo de experiencias que a Universidade pode proporcionar a ele.

Um exemplo dessas vivências é na área da pesquisa científica e tecnológica, trabalhando com equipes e desenvolvendo pesquisas na área. Dessa forma, vivenciando esta experiência este aluno poderá estar se conhecendo melhor como profissional. Além de estar identificando se é uma das áreas de atuação que ele apresenta aptidão, ou não. Se por acaso a conclusão for negativa, conhecimento agregado nunca será um fator maléfico.

ANSEIO 05: “Quais são as melhores experiências que devo ter durante a graduação?”

Para iniciar a discussão desse anseio, é preciso entender que um currículo recheado de notas boas já não é mais o suficiente para que o profissional se destaque no mercado de trabalho. Além disso, atualmente é importante formar um profissional dinâmico que se adapta e que tenha habilidades suficientes para interagir e trabalhar de forma sistêmica com a equipe. Geralmente, para estar resolvendo problemas cotidianos da Engenharia de Materiais. Em suma, algumas das experiências que o profissional da materiais deve buscar durante sua graduação devem ser por meio de participações em:

-Centros acadêmicos

-Empresas Júnior

-Eventos e em organizações de eventos

-Monitorias

-Grupos de pesquisa

-Ações solidárias

-Intercâmbios

Afinal de contas, além de desenvolver habilidades durante a participação nesses tipos de atividades extra curriculares, esse profissional da materiais estará criando um dos principais caminhos de sucesso utilizados atualmente, o Networking.

Bárbara Guimarães
Engenheira de Materiais pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Campus Londrina. Durante a graduação desenvolveu pesquisas na área de metais, compósitos, nanomateriais aplicados, analítica e de tecnologia da educação. Foi diretora de Protocolo do Club Rotaract Londrina Sul, presidente do Centro Acadêmico do Curso de Engenharia de Materiais e, co-fundadora do projeto Eu-Reciclo na pré incubadora de empresas da UTFPR. Trabalhou em uma empresa de consultoria prestando serviço em empresas do estado de São Paulo. Atualmente trabalha no mercado financeiro e é mestranda do programa de pós graduação em Ciência e Engenharia de Materiais na Universidade Federal de São Carlos - SP. Sua área de atuação é em materiais compósitos de alto desempenho. Proprietária do Instagram @engenhariademateriaisbg e do canal Materializando BG no YouTube. Mineira, adora ler, correr e ter bons amigos. Toma mais café do que água. Defende a ideia de que viver o próprio sonho é sempre melhor do que viver o sonho de alguém.

Acredite, o mundo não vai mudar.

Previous article

ENEM: como se preparar paras as dissertações sobre coronavírus

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Carreira