publicidade

publicidade

BDE Explica: o que é e quando usar concreto translúcido?


O significativo avanço das técnicas na construção civil proporciona uma visão mais ampla das possibilidades variadas da utilização do concreto. Atualmente, pode-se aplicar esse material de diversas formas, conforme seu processo de fabricação e execução na obra. E isso tem sido modificado, adaptado e mesmo aprimorado de acordo com os desejos e necessidades dos clientes.

Mais recentemente, os projetistas foram apresentados ao concreto do tipo translúcido. Visualmente impressionante, seu maior diferencial é a estética. Ele permite a passagem da luz natural de forma a criar um belo efeito, que potencializa as sensações sobre a obra arquitetônica.

concreto_translucido_04-blog-da-engenharia
(imagem extraída de Mediavida)

+ Light Transmitting Concrete

Em pesquisa desenvolvida por volta do ano 2000, em conjunto com a empresa húngara Luccon, o arquiteto Áron Losonczi criou uma nova fórmula para o concreto. Sua invenção ficou conhecida popularmente como ‘concreto translúcido’.  Porém, trata-se de uma mistura resultante de um processo relativamente simples.

Os blocos, que podem ser de vários tamanhos e, inclusive, com incorporação de isolamento térmico, recebem o concreto como de forma habitual. A diferença é a mistura de uma pequena quantidade cabos de fibra ótica à composição – na proporção 5% de fibra para 95% de concreto.

concreto_translucido_02-blog-da-engenharia
(imagem extraída de Construção Civil PE)

As fibras são dispostas de modo transversal em relação à forma do bloco, misturando-se ao concreto acrescido no interior da fôrma. Elas funcionam como uma espécie de agregado miúdo. O resultado disso é um componente estrutural mais maleável, impermeável e resistente do que o concreto convencional. E todas essas características do concreto translúcido dificultam a ocorrência de certas patologias nas estruturas, como rachaduras e infiltrações.

+ Aplicação do material

O concreto translúcido – produzido hoje pela empresa húngara LitraCon e, de forma semelhante, pela empresa italiana Italcementi e a alemã Lucem – já está sendo utilizado pelo mundo. Vê-se, por exemplo, seu emprego em obras de mobilidade e segurança pública, como em quebra-molas, iluminados internamente por LEDs, em estações de metrô e em celas de presídios, que podem receber luz natural durante o dia.

concreto_translucido_05-blog-da-engenharia
(imagem extraída de Solucionista)
concreto_translucido_01-blog-da-engenharia
(imagem extraída de Hometeka)

+ Vantagens e desvantagens

O valor do concreto translúcido, em relação ao convencional, ainda é alto, por várias razões. E reduzir seu custo é apenas um dos desafios de mercado. Até o momento, não existem normas técnicas que reconheçam esse material, o que restringe o seu uso. Mesmo assim, o efeito de transparência e luminosidade das peças, contrapondo com a rusticidade aparente, atrai a atenção daqueles interessados em novas soluções para a construção civil.

Um produto com status de ‘ecologicamente correto’ é sempre bem valorizado. E o concreto translúcido serve também ao conceito de ‘preocupação ambiental’. A quantidade de luz que trespassa uma parede nesse material, por exemplo, pode auxiliar na redução do consumo de energia elétrica dentro da edificação. Isso é totalmente determinado pela quantidade de fibras óticas aplicadas à composição.

Veja, neste vídeo, as muitas vantagens da utilização do concreto translúcido:

 

 + LitraCon x Concreto Translúcido do México

Por volta de 2005, uma empresa mexicana lançou no mercado o, também chamado, concreto translúcido. Acredita-se que a diferença entre esse material e o fabricado pela empresa LitraCon, da Hungria, seja a composição química. A técnica desenvolvida por Áron Losonczi consiste em um sistema de matriz tridimensional. São blocos pré-fabricados, que medem trinta por sessenta centímetros e são compostos pela mistura do concreto com fibras óticas.

concreto_translucido_04-blog-da-engenharia
(imagens extraídas de Concremix e Simbiosis Group)

Diferentemente, o concreto translúcido desenvolvido no México é auto adensável e pode ser aplicado em grandes volumes. Ele se adapta a qualquer tamanho e objeto por ser bem flexível. Também apresenta um melhor acabamento, resistência, leveza e transparência. Desde a sua origem, trata-se de uma massa composta de cimento branco, agregados, água e aditivos – cuja fórmula é secreta. A luz tênue e suave passa pela estrutura construída, dependendo da espessura da mesma e do tamanho dos agregados utilizados na massa, sem haver qualquer distorção de iluminação em até dois metros.

Mesmo sem necessitar de nenhum equipamento, tratamentos térmicos ou laboratório especial, a tecnologia mexicana exige mão-de-obra qualificada. Por isso esse concreto translúcido também possui um custo elevado em relação ao concreto convencional. Além disso, ele ainda sofre com a descredibilidade do mercado. Mesmo assim, apresenta vantagens como o baixo impacto ambiental e a possível condutividade elétrica, que permite a construção de estruturas sem fiação interna.

O concreto translúcido desenvolvido no México é indicado para a aplicação em pisos, paredes, telhados, claraboias, bancos, mesas, luminárias e outros. Uma boa ideia para a sua utilização é em edificações em zonas de furações ou terremotos, que necessitam de estruturas mais resistentes e com menos aberturas, resistindo fortemente às intempéries.

Entenda qual a diferença visual deste concreto translúcido assistindo o vídeo abaixo:

+ Veja também:

BDE Explica: concreto submerso

BDE Explica: concreto colorido

 

Fontes: HometekaWikipediaLinkedin, Arch DailyHabitissimo, Pini Web, GloboSimbiosis News.


publicidade

publicidade