publicidade

publicidade

BDE Explica: o que é um fusível e qual sua finalidade?


Nos equipamentos se tornaram um dos bens mais preciosos. (Créditos: www.portalnovarejo.com.br).
Nos equipamentos, os fusíveis se tornaram um dos bens mais preciosos. (Créditos: www.portalnovarejo.com.br).

Já imaginou se os componentes e sistemas elétricos não tivessem nenhuma proteção contra sobrecargas? O tanto de curto-circuitos que poderiam causar uma série de danos irreversíveis como incêndios e perda de equipamentos? Quase não dá para imaginar, né? Neste artigo, o Blog da Engenharia vai explicar um elemento que ajuda a manter nossos equipamentos funcionando corretamente: o fusível.

Mas o que é um fusível?

Diferentes tipos de fusíveis. (Créditos: www.jng.com.br).
Diferentes tipos de fusíveis. (Créditos: www.jng.com.br).

Fusíveis são dispositivos de proteção, utilizados para proteger contra sobrecorrente (curto-circuito) e sobrecarga de longa duração. Eles são constituídos por um condutor de seção reduzida (elo fusível) em relação aos condutores da instalação, montados em uma base de material isolante. A estrutura física de um fusível é constituída por:

  • Base: é o suporte da estrutura do fusível;
  • Porta fusível: como o próprio nome já diz, é um porta fusíveis;
  • Anel de proteção: protege a rosca da base, evita contato da rosca da base com o circuito;
  • Fusível: parte substituível que contém o elo fusível em seu interior. O valor de corrente que o fusível suporta geralmente vem expressa em seu corpo;
  • Indicador: indicação visual de operação do fusível.

Possui as seguintes características:

  • Corrente nominal: valor de corrente que o fusível deve suportar continuamente sem se fundir. Essa corrente geralmente vem expressa no corpo do fusível.
  • Corrente de ruptura: valor máximo de corrente que o fusível consegue interromper.
  • Corrente convencional de atuação: valor específico de corrente que provoca a atuação do dispositivo de proteção dentro de um tempo determinado.
  • Curva característica: apresenta a relação entre o tempo necessário para interrupção em função de corrente.

Classificação

De acordo com o tempo de atuação, os fusíveis podem ser classificados como rápidos ou retardados. Os fusíveis retardados são empregados na proteção de motores, devido ao pico de corrente na partida.

  • Elo fusível: o tempo que o mesmo leva para se fundir é proporcional ao quadrado da corrente aplicada e da inércia térmica do material empregado ao elo. Por isto, a variação do material utilizado interfere na velocidade de ação do fusível. Ele pode ser muito rápido, rápido, média, lenta ou muito lenta.

Mas como toda peça de equipamentos, os fusíveis possuem uma classificação que define onde ele deverá ser empregado:

LETRA DESCRIÇÃO
Primeira letra Minúscula a Fusível limitador de corrente, atuando somente na presença de curto-circuito.
g Fusível limitador de corrente, atuando na presença tanto de curto-circuito como de sobrecarga.
Segunda letra Maiúscula G Proteção de linha, uso geral.
M Proteção de circuitos motores.
L Proteção de linha.
Tr Proteção de transformadores.
R Proteção de semicondutores, ultrarrápidos.
S Proteção de semicondutores e linha (combinado).

Além disso eles possuem diferentes tipos:

  • Fusível tipo NH: os fusíveis NH são aplicados na proteção de sobrecorrentes de curto-circuito em instalações elétricas industriais. Possuem categoria de utilização “gL/gG”, e são apresentados em seis tamanhos diferentes. Atendem correntes nominais de 6 a 1250A. São fusíveis limitadores de corrente e têm capacidade elevada de interrupção (120KA em até 690VCA).
  • Fusível tipo D: os fusíveis D são utilizados na proteção de curto-circuito em instalações elétricas; são bastante seguros, permitindo o seu manuseio sem riscos de choque. Possuem categoria de utilização “gL/gG”, e são encontrados em 3 tamanhos diferentes. Atendem a correntes nominais de 2 a 100ª. Possuem capacidade de interrupção de:

1. 20A – 100kA.

2. 25 a 63A – 50 a 70kA.

  • Fusíveis ultrarrápidos: Os fusíveis ultrarrápidos são utilizados para proteção de curtos-circuitos em circuitos retificadores e conversores de frequência. Podem ser usados para curtos circuitos internos ou externos.
Fusível. (Créditos: brasilescola.uol.com.br).
Fusível. (Créditos: brasilescola.uol.com.br).

Em se tratando de eletricidade e equipamentos, agora conseguimos enxergar a importância do fusível. É incrível o que essa pequena peça (de alguns poucos centímetros de comprimento) e tão barato (custo por volta de R$ 1,00) pode fazer para nós!


publicidade

publicidade