publicidade

publicidade

BDE Explica: O que são Rolos ou Mantas de Concreto


Durante a Guerra do Afeganistão, em 2001, a empresa britânica Concrete Canvas estudou soluções industriais mais viáveis para a construção de abrigos militares. Foi nesse período que surgiu a ideia da manta de concreto. Ela é utilizada, atualmente, em mais de quarenta países no mundo. Trata-se de um tipo de tecido flexível, protegido com policloreto de polivinila – ou PVC – quimicamente resistente e impregnado de concreto seco, especialmente formulado. O detalhe inovador dessa tecnologia é que a fibra pode ser moldada de diferentes maneiras e, quando hidratada, endurece em poucas horas.

Veja Também: Lona de concreto: tudo o que você precisa saber sobre essa inovação tecnológica

(imagem extraída de Concreto Flexível)

+ Características do material

O produto possui ótimas qualidades. A manta é versátil, prática e simples de usar. Bom isolante térmico com alta impermeabilização, resistente ao fogo e a ataques climáticos e químicos agressivos. Não se degrada pela ação da radiação ultravioleta. E tem durabilidade média estimada em cinquenta anos. Suas finas fibras de polipropileno são bastante flexíveis, elas reforçam bem o conjunto e impedem a propagação de rachaduras.

(imagem extraída de Solucione Especiales)
(imagem extraída de Concreto Flexível)

+ Comercialização do produto

A manta de concreto é comercializada em rolos pequenos ou grandes, em medidas que permitem serem mais bem carregados, transportados e usados. Isso só é possível devido às características do material. Ser flexível permite que o produto venha enrolado como charuto. Existem no mercado tubos com um metro de largura por até duzentos de comprimento. Suas espessuras irão variar de cinco a treze centímetros. O produto oferecido vem somente na cor natural do cimento, o cinza. Se o cliente preferir pode colorir o material utilizando, por exemplo, uma tinta comum, como as utilizadas na pintura de paredes de alvenaria externa.

(imagens extraídas de Cimento Itambe e Concreto Flexível)
(imagem extraída de Solucione Especiales)

+ Usos e Benefícios

A instalação da manta de concreto é bastante simples. Ela dispensa escavações, remoções de materiais ou outras tarefas de grande porte. Pode substituir a aplicação de certos líquidos ou elementos pré-moldados, representando uma economia de produtos, de equipamentos e processos, como a betonagem; de logística e de tempo de obra. Além disso, pode reduzir a quantidade de resíduos e de emissão de carbono, comparado a métodos convencionais de construção.

(imagem extraída de Archi Expo)

+ Empregabilidade

O concreto em rolo é o produto ideal para ser aplicado como revestimento ou impermeabilização de locais de acesso limitado ou de terrenos incrivelmente difíceis, como encostas de morros e áreas de erosão em praias.  Pode substituir ou proteger paredes de ventilação de minas, assim como barreiras, gabiões, trincheiras, fossos e taludes de estabilização. Pode ser instalado sobre estruturas com vazamentos ou canais que conduzam líquidos, mesmo que contaminados e com alta acidez ou alcalinidade. Exemplo disso são as bacias de contenção, as valas de drenagem, os diques, os aquedutos e outras infraestruturas de saneamento.

A manta da Concrete Canvas pode ser utilizada até para revestimento ou reparação de tubos de aço, remendos de betão e acabamento de pisos, paredes e coberturas. Além do seu emprego na arquitetura e na engenharia civil, os rolos de concretos podem ser utilizados também na jardinagem e no design de interiores. O avanço da flora, por exemplo, pode ser controlado com esse material. E objetos e elementos de decoração podem ser criados ou consertados com esse tecido.

(imagens extraídas de Burdens)

+ Instalação, cura e manutenção

Certamente, a ideia da manta de concreto tem mudado a história do uso das tecnologias em concreto. Esse tecido pode ser posicionado da maneira que for. Mesmo assim, ele irá copiar a forma do fundo sobre o qual foi aplicado. Depois de umedecido com água – salgada ou doce – permanecerá flexível por duas horas, mas endurecerá rapidamente em menos de vinte e quatro; e curará no período de quarenta e oito, com 40Mpa ou 400kgf/cm²– ou seja, resistência a esforço de compressão. Não apresentará nenhum tipo de problema mesmo com adição de água em demasiada, já que foi projetado para ser utilizado inclusive em estruturas submersas.

Caso seja necessário unir as camadas, pode-se fazer a fixação das juntas com pregos, grampos, adesivos selantes, argamassa de concreto ou outros métodos mecânicos ou não mecânicos. Em dias mais quentes, deve-se regar o material por umas quatro vezes, até completar as primeiras dez horas de cura. Já se a temperatura ambiente estiver muito baixa, deve-se utilizar água morna, para uma melhor hidratação do material; e também cobri-lo com lona plástica, para garantir que o processo seja concluído no tempo correto. Depois disso, não há a necessidade de manutenções regulares. Para demolir o material endurecido é preciso a ajuda de equipamentos. E para descarta-lo no lixo, devem-se seguir os mesmos procedimentos utilizados com resíduos de concreto convencional.

FontesBeticreteAEC WebConcrete Canvas.


Leia Também:

BDE Explica: como funciona o sistema de concreto inflável

Cientistas lançam concreto flexível com mais resistência e durabilidade

BDE Explica: concreto autocurativo

BDE Explica: Concreto submerso


publicidade

publicidade

  • Samir Tavares Trajano

    Seria uma alternativa na contensão de encostas e morros em arias de riscos pela praticidade.

  • Thais

    Tem um valor que o torna viável sua utilização no mercado?

  • Andre Muller

    40mpa = 400kg/cm2

    • Simone Tagliani

      Obrigada pela observação Andre. Já arrumei. Abraço.