2

Benefícios do PMOC para Sustentabilidade.

Existem diversos fatores que fazem do Plano de Manutenção, Operação e Controle, extremamente necessário. No entanto, neste artigo elencamos 3 pontos de benefícios do PMOC para sustentabilidade.

Plano de Manutenção, Operação e Controle PMOC

Você sabe o que é PMOC ?

Mais conhecido após a entrada em vigor da Lei nº 13.589, de 4 de janeiro de 2018, que o instituiu. PMOC – Plano de Manutenção, Operação e Controle, para sistemas de climatização. Lei que tornou obrigatória a execução de um plano de manutenção atendendo a parâmetros de qualidade regulamentados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e a normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

Depois disso, o PMOC tornou-se obrigatório para a totalidade das edificações de uso público e coletivo. Entretanto, de acordo com o seu regulamento técnico (Portaria nº 3.523/1998), somente para empreendimentos com mais de 60.000 BTU/h de máquinas instaladas.

PMOC e Sustentabilidade

  • Consumo de Energia:

Um dos benefícios do PMOC realizado periodicamente, permitem que não trabalhem de forma anômala ao que foram projetados e pode melhorar o desempenho energético do equipamento em até 20%.

Como resultado, das etapas de lubrificação, limpeza e a desobstrução dos filtros, entre outras, evitam aquecimento excessivo dos componentes internos do ar-condicionado, evitando o desperdício de energia elétrica.

Na maioria dos edifícios comerciais, os sistemas HVAC (Aquecimento, Ventilação e Ar Condicionado) representam entre 30% e 50% do consumo total de energia elétrica.

  • QUALIDADE DO AR:

A realização das manutenções periódicas, evita acúmulo de poeira e a proliferação de fungos. Ainda a regulação do processo de renovação de ar previne o usuário de transmissão de doenças respiratórias.

Além disso, o controle dos níveis de temperatura possibilitam o conforto e assegura o aumento da produtividade dos ocupantes do ambiente. Garantem por sua vez o conforto térmico no ambiente de trabalho é essencial para a execução das tarefas sem danos a saúde.

  • Aumento da vida útil dos equipamentos

Garantir as manutenções planejadas e periódicas evita que aparelhos quebrem ou fiquem parados, algo que contribui diretamente com a sustentabilidade das instalações. Uma vez que os equipamentos trabalham na mesma condição de “novos” por mais tempo.

Da mesma forma, manutenções preventivas se diferenciam de manutenções corretivas pelo fato de anteciparem e tratarem as causas de possíveis problemas. Um exemplo disso: diminuição do acúmulo de poeira, que permite que operem de forma adequada, contribuindo para vida útil dos equipamentos.

Em conclusão, a verificação visual do estado de limpeza, remoção de sujidades por métodos físicos e manutenção do estado de integridade e eficiência de todos os componentes dos sistemas de climatização, para garantir a qualidade do ar de interiores.

Assim, trazem além de benefício à saúde dos ocupantes, redução significativas no consumo de energia e redução no tempo de descarte de equipamentos por substituição.


Confira aqui para conferir a Engenharia Química sustentável! 

Carolina Palma
Graduada em Engenharia de Produção pela ÁREA 1 - DeVry. Especialista em Engenharia de Planejamento pela UFBA em parceria com o PROMIMP/Petrobrás. Pós-Graduanda em Engenharia da Climatização da FAPRO/ABRAVA. Carreira construída em grandes empresas, de alimentos, energia renovável e mineração, sempre atuando com implantações ou Gestão de Operações na Cadeia de Suprimentos. Coach, Consultora. Apaixonada por livros, adora compartilhar conhecimento através de cursos, palestras e também nas rede sociais no seu instagram @eng.carolpalma.

    Lixo eletrônico: Panorama atual

    Previous article

    Eventos sustentáveis: Futuro é agora e Rock in Rio

    Next article

    You may also like

    2 Comments

    1. Excelente reflexão!

    Leave a reply

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    More in Colunistas