DestaqueDestaque + Editor's PickDestaque + PopularesEngenharia de EnergiaEngenharia Elétrica

Biogás como alternativa sustentável para geração de energia elétrica

0

A obtenção de energia elétrica a partir de biogás possui grande potencial para promover uma diversificação na matriz elétrica do Brasil. Visto que, parte significativa da mesma  ainda é proveniente da geração de energia a partir de hidrelétricas.

Além disso, trata-se de uma fonte renovável de energia, contribuindo, portanto, para geração de energia limpa. Continue a leitura e confira  outros aspectos em relação ao grande potencial que o biogás possui para ser uma excelente alternativa sustentável para geração de energia elétrica.

Entendendo o que é o biogás

Sobretudo, o biogás é uma  mistura de gases, tendo como seus principais componentes o metano (CH4) e o dióxido de carbono (CO2). Sim, os dois principais gases de sua composição são altamente prejudiciais ao meio ambiente.

No entanto, o CH4 é mais prejudicial quando comparado aos efeitos do CO2 na atmosfera, visto que ele retém 28 vezes mais calor que o dióxido de carbono, aumentando assim o efeito estufa no planeta Terra.

Contudo, a composição do biogás pode sofrer variações devido a fatores como a temperatura e o material a ser digerido para sua geração. Tendo em vista que o material é um dos fatores que influencia a composição deste, é relevante citar a partir do que é possível obter este gás. 

A decomposição anaeróbia (ausência de oxigênio gasoso) da matéria orgânica irá gerar dentre seus outros produtos o biogás. Algumas das matérias orgânicas passíveis de gerar este gás, são:

  • Fezes e estrume de animais;
  • Resíduos sólidos urbanos (RSU) presentes em aterros sanitários;
  • Esgoto.

Como gerar energia elétrica a partir do biogás? 

Basicamente a geração de energia elétrica a partir do biogás, é feita por meio de uma conversão da energia química do gás obtido no processo de decomposição anaeróbia, em energia mecânica por um processo de combustão. 

Confira a seguir como pode ser o desdobramento das etapas para geração de energia elétrica a partir do biogás, tendo como exemplo matéria orgânica proveniente de fezes e estrume de animais.

Biogás

(Fonte: CBIE | Reprodução)

Além de obter energia elétrica e gás natural veicular ao final do processo, é possível obter também biofertilizante. Trata-se um subproduto obtido a partir da fermentação anaeróbica da matéria orgânica na produção de biogás. A utilização deste material proporciona às pastagens e lavouras ganhos de muitos nutrientes, e pode até ser capaz de substituir a utilização de agrotóxicos. 

O Brasil neste cenário 

O Brasil possui um grande potencial para explorar cada vez mais o biogás. Dentre os aspectos que sustentam esse ponto de vista, está o fato de termos matéria orgânica proveniente de fezes e estrume de animais, resíduos sólidos urbanos e esgoto em grande escala. 

Além disso, todas as matérias orgânicas citadas precisam de tratamento adequado visto que todas devem ter uma destinação final adequada devido ao potencial que todas possuem para serem prejudiciais ao meio ambiente.

Então por que não usar a obtenção de biogás alinhada aos tratamentos destas matérias orgânicas? Segundo o Panorama do Biogás no Brasil 2020, publicado pela CIBIOGÁS

O potencial nacional de produção de biogás bruto calculado pela ABiogás, é de 82,58 bilhões de metros cúbicos ao ano, considerando os setores sucroenergético, saneamento, proteína animal e produção agrícola.

Ao comparar este potencial com o atual cenário de produção de biogás brasileiro de 1,83 bilhão de metros cúbicos ao ano, constata-se que apenas 2% do total é aproveitado e que há oportunidade de expandir em 98% a produção de biogás no Brasil.

Biogás

(Fonte: CIBIOGÁS – Nota Técnica: N° 001/2021 | Reprodução)

Dessa forma, é inegável o grande potencial que o Brasil possui. E dentre tantas motivações que poderiam ser mencionadas há as crises hídricas, que estão sendo cada vez mais corriqueiras. O biogás  tem potencial para protagonizar com êxito o processo de  diversificação da matriz elétrica do Brasil.


Referências: 

[1] CIBIOGÁS. Nota Técnica: N° 001/2021 – Panorama do Biogás no Brasil 2020. Foz do Iguaçu, Março de 2021

Gabriely da Silva Pinto
Gabriely da Silva Pinto, cursa Engenharia Elétrica no CEFET/RJ campus Nova Friburgo. É natural de Cantagalo, Rio de Janeiro, tem 20 anos. A vontade de se aventurar na engenharia a acompanhou por anos, mas o amor por elétrica nasceu dentro do SENAI. Atualmente é membro de uma pesquisa de projeto de extensão sobre obtenção de biogás proveniente de resíduos sólidos urbano (RSU) para geração de energia elétrica. Faz parte do diretório acadêmico do curso de engenharia elétrica em seu campus, o DAEL, tendo como atual cargo a presidência. Vegetariana, apaixonada pela natureza, e como uma boa estudante de engenharia é amante de café.

    ENGENHARIA DE AQUICULTURA – Você conhece essa profissão?

    Previous article

    Óleo em praias de Fernando de Noronha

    Next article

    You may also like

    Comments

    Leave a reply

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    More in Destaque