EmpreendedorismoEngenhariaEngenharia de AlimentosEngenharia de Produção

Cervejaria premiada revela seu segredo para criação de novas receitas

0

O Brasil atingiu em 2019 a marca de 1000 cervejarias. Impulsionado pelo crescente número de consumidores de cerveja artesanal, o aumento na quantidade de produtores de cerveja é reflexo dessa tendência no gosto brasileiro, que cada vez mais exige produtos de maior qualidade e mais próximos aos importados. E a tendência não é só no Brasil, em Portugal também pode-se encontrar diversos “sítios” / ou uma bela cervejaria produtora de cerveja artesanal.

Recentemente conheci a Hespanha Brewery, que faz parte desse movimento. Criada pela família Hespanha, de Paranaguá, a cervejaria teve seu início na paixão dos membros da família por cerveja artesanal. Aliás, boa parte dos negócios de sucesso tem início na paixão de seu/seus fundadores por algo! Esse é um dos sinais do espírito empreendedor, rs.

João Paulo Hespanha, um dos sócios da cervejaria premiada, explica:

Nossa avó, de origem polonesa, tinha o costume de fermentar sua própria cerveja. Quando mais velhos, eu, meu irmão e meu pai resolvemos comprar um kit de produção de cervejas e a partir daí, não paramos mais.

cervejaria A premiada Sofia Sour, cerveja com mirtilo da Hespanha Brewery

A premiada Sofia Sour, cerveja com mirtilo da Hespanha Brewery

A paixão por brassar cerveja foi aumentando, assim como os kits de produção caseira. Eles se associaram à Acerva-PR, entidade que promove encontros entre cervejeiros. O feedback das pessoas que provavam as cervejas dos Hespanha era tão positivo que em 2018, eles resolveram participar de sua primeira competição.

Participamos de uma competição na cervejaria Maniacs e o ganhador iria produzir 500 litros da sua cerveja na fábrica deles. Concorremos com nossa Sour de Mirtilo, a Sofia Sour, e após uma disputa acirrada, levamos o prêmio de melhor cerveja, lembra João Paulo

A experiência em produzir cerveja na fábrica foi muito positiva. As cervejas, que eram como um hobbie da família, transformaram-se em negócio: uma cervejaria.

“Quando percebemos que podíamos desenvolver receitas de cervejas realmente diferenciadas e criativas, sentimos a necessidade de dividir isso com um número maior de pessoas. Não estávamos dando conta de suprir a demanda produzindo em casa ” diz João Paulo.

Cada receita traz um toque especial de brasilidade em sua composição, como goiaba, cajá manga e cumuru, semente típica de uma árvores do norte do Brasil e que se assemelha à baunilha em sabor. Eu ainda não provei essas receitas especiais, mas posso dizer pra vocês que estou louco para provar, hahaha!

cervejaria

Sinfonie Larger é uma das principais cervejas da Hespanha Brewery

Antes de um novo sabor ser lançado industrialmente, as receitas são testadas e produzidas de forma caseira pelos Hespanha. E uma peça fundamental nesse processo é o fermentador Izzibeer. Produzido pela Biertek, fermentador do qual já falamos por aqui e tem tecnologia inovadora que permite o manuseio da cerveja durante seu processo de produção sem que haja contaminação externa.

João Paulo diz que um dos principais diferenciais do Izzibeer é a sonda que entra direto na cerveja e permite acompanhar a real temperatura interna durante o processo de fermentação. Outro ponto é a que o Izzibeer permite a carbonatação da cerveja no próprio fermentar, pois possui uma entrada de CO2 no próprio equipamento e assim é possível reproduzir a mesma carbonatação de quando produzida na indústria.

Dentre os principais produtos da Hespanha Brewery está a Berries N’ Roses, uma sour Berliner Weisse que tem amoras, framboesa e rosas (daí a alusão à Guns N’ Roses). A Cajá da Peste Sour,  traz em sua receita Cajá Manga, fruta típica do nordeste. A premiada Sofia Sour foi a primeira sour da Hespanha a ser produzida industrialmente e é uma homenagem à avó dos sócios, chamada Sofia.

Hoje, a cervejaria Hespanha Brewery tem capacidade de produção mensal entre 1000 e 1500 litros, com objetivo de expansão para 2000 litros/mês a partir de 2020. Conhecida como uma cervejaria cigana, eles usam a estrutura da Way Beer para produzir suas cervejas. No momento, não há intenção de construção de uma planta própria.

Eduardo Cavalcanti
Engenheiro Civil de formação, empresário, e atua em diversos mercados. É aficcionado por tecnologia e está sempre em algum lugar diferente do mundo (sim, viajar está entre seus maiores hobbies). Já teve uma época em que não conseguia dormir sem assistir a um episódio do Netflix. Hoje, com o empreendedorismo pulsando em suas veias, usa praticamente todo o seu tempo livre consumindo conteúdos relacionados à cases de sucesso e ao mercado financeiro.

O Blog da Engenharia está oficialmente de volta, recheado de novidades!

Previous article

Trabalho voluntário pode ser um diferencial na sua carreira

Next article

Você também pode gostar

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *