DestaqueDestaque + Editor's PickDestaque + PopularesEngenhariaSustentabilidadeTecnologia

Como a sustentabilidade pode afetar o futuro do mercado de TI

1

A experiência humana sempre esteve no cerne das discussões sobre quem somos, o que fazemos e o porquê produzimos determinadas coisas. Afinal, qualquer que seja o período histórico ou a indústria a ser avaliada, algo que não muda é o fato de que as pessoas estão sempre trabalhando para construir soluções que ajudem a entregar melhores experiências para todos os seres humanos. Como a sustentabilidade pode afetar o futuro do mercado de TI?

Neste cenário, o trabalho da indústria – em conjunto com a tecnologia e a ciência – tem como princípio básico encontrar novas formas para criar um mundo melhor. Evidentemente, essa não é uma tarefa simples, ainda mais quando as velhas técnicas e abordagens ficam obsoletas.

Nos tempos atuais de pandemia, que também amplia as preocupações com crise climática e as transformações sociais atingindo níveis nunca vistos, é cada vez mais difícil ignorar a importância da sustentabilidade como parte central da experiência da humanidade. Por isso, o grande desafio neste século XXI é justamente encontrar novas formas de produção para melhorar a vida humana sem deixar de pensar na preservação de nosso planeta. Não por acaso, de acordo com estudos econômicos globais, as empresas que levam a responsabilidade ambiental a sério tiveram um desempenho 16% superior ao logo dos últimos três anos1.

Mas como, afinal, o investimento em sustentabilidade e nas questões humanas pode impactar o futuro da indústria, afetando setores como a área de TI? A resposta certamente está na capacidade de aproveitar melhor recursos como imaginação, conhecimento e know-how para dar uma contribuição duradoura para o benefício de todos.

É preciso reunir esforços e experiencias multidisciplinares, pesquisas, testes e muita colaboração para transformar as novas demandas da humanidade em inovações que revolucionem e melhorem a forma como as pessoas vivem, trabalham e se divertem. Para alcançar essa estratégia, é fundamental focarmos no desenvolvimento de modernos projetos, colocando as descobertas científicas ao lado de outros setores estratégicos da economia, incluindo a indústria. É preciso enfrentar os diversos desafios de sustentabilidade do mundo com uma abordagem científica e de negócios verdadeiramente holística, baseada na compreensão, representação e imaginação de um novo mundo.

É neste cenário que a adoção de plataformas colaborativas e digitais certamente ajudará a acelerar ainda mais a transformação da indústria, inclusive a de TI. Uma experiência virtual em três dimensões permite aos usuários integrar recursos de modelagem, simulação, inteligência da informação e colaboração de forma muito mais prática e sustentável para a criação de produtos mais leves, menos impactantes ao meio ambiente, em lotes mais enxutos, com maior reutilização de materiais e muito mais.

Essas plataformas 3D permitem às indústrias reunir análises científicas e desenvolver os projetos avaliando características de design, materiais utilizados, desempenho, segurança e, ainda, a usabilidade dos clientes antes mesmo que os itens sejam produzidos para teste. Estima-se que processos mais inteligentes facilitarão a construção de ambientes tecnológicos que, entre outros indicadores, permitirão reduzir estoques em 40%, reduzir em até 50% o tempo gasto com os ciclos de produção e diminuirão em 20% a demanda de manutenção das máquinas2.

A simulação tem tudo a ver com descoberta e know-how para tornar os produtos mais leves, ter melhor desempenho, durar mais e levar a designs melhores. Os engenheiros estão criando universos virtuais para fazer novas descobertas por meio de simulação baseada na ciência. Estão colaborando para identificar soluções inovadoras e sustentáveis; estender e melhorar o mundo real; para até mesmo validar produtos que não podem ser testados em nosso mundo.

Para entregar soluções melhores e para a humanidade, sempre protegendo o meio ambiente, a indústria de TI precisará buscar outros modelos de trabalho, de compartilhamento e de avaliação para encontrar novos processos de produção que sejam sustentáveis e que possibilitem uma melhor qualidade de vida aos clientes.

As plataformas de experiência são a base do Renascimento da Indústria do século 21, acelerando o conhecimento e know-how no contexto de mundos virtuais para transformar a maneira como as companhias inventam, aprendem, produzem e comercializam produtos. Na nova era, não há nada mais humano do que colaborar e pensar, colocando o know-how à disposição das pessoas para imaginar, pensar e desenvolver novas experiências que ressignifiquem o que é ser, de fato, um humano. Essa colaboração irá estimular a inovação sustentável e apoiar a tomada de decisões para a construção de um novo planeta muito mais sustentável.

Por Mario Belesi, Diretor da Dassault Systèmes SOLIDWORKS para a América Latina


Leia mais:

Aqui!

E aqui!

Redação

ENGENHARIA METALÚRGICA- O que você precisa saber!

Previous article

A química da vida: os alimentos e suas cores.

Next article

1 Comment

  1. […] é acessível, parcialmente acessível, não acessível ou se não foi avaliado. Podendo ser analisado qualquer local de interesse do […]

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Popular Posts

Login/Sign up