ColunistasEngenhariaEngenharia Civil

Como entrar com o pé direito na área de Perícia Judicial

0

A cada dia que pesquisamos sobre pericia judicial na internet nos deparamos com uma imensidão de conteúdo, blogs, perfis nas redes sociais.

Falando sobre o tema, uma enxurrada de informações é despejada em segundos, porém na maioria das vezes de forma dispersas e sem organização cronológica e de fatos dificultando seu entendimento.

Sugiram também ultimamente no mercado uma série de cursos presenciais e online sobre o tema.

Pericia Judicial

Mas a primeira pergunta é: É preciso fazer um curso para atuar na área de Perícia Judicial?

E a Resposta é… Depende. Nós engenheiros pela Resolução do Confea/CREA recebemos a habilitação técnica para atuar na área.

Alguns estados brasileiros exigem cursos preparatórios para profissionais fazerem seu cadastro, outros estados não.

Então o primeiro passo é verificar junto ao Tribunal de Justiça do seu estado a necessidade, seja ela por exigência ou conhecimento próprio.

Se for necessário por exigência ou você é um profissional que tem zelo e deseja investir na área as segunda pergunta a se fazer é: Quanto vale o seu tempo?

Perícia na prática

E a terceira é: Quanto vale anos de experiência prática de um profissional/professor, compilada e organizada em poucas horas de conteúdo?

Se seu tempo investido em pesquisa dispersas na internet valerem mais que o valor pago em um curso de Perícia, o investimento em um Curso vale a pena!

E como escolher o curso ideal?

Busque por cursos ministrados por profissionais da área.Se você é engenheiro faça curso de perícia com um engenheiro.

Porque? Ele vai se comunicar de forma mais assertiva exemplificando e ligando situações práticas da área e não vai se ater e perder muito tempo com leis, Código de Processo Cível e outras informações não objetivas e realmente relevantes a perícia.

Tempo é dinheiro! Conhecimento é poder.

Siga no instagram: @cursosengenhariaonline

Robson schneider
Olá, sou Robson Schneider, possuo graduação em Engenharia Agrícola e Mestrado em Tecnologia Ambiental. Trabalho com ênfase em Engenharia Agrícola, nas áreas de: engenharia de avaliações e perícias, engenharia de água e solo, máquinas agrícolas, armazenamento e beneficiamento, planejamento rural, construções rurais e fontes alternativas de energia. Gosto de novos e grandes desafios ao qual colocam em prova minhas habilidades técnicas, estratégias, conhecimentos e capacidade de inovação e realização à prova.

Gramado de Futebol, como funciona?

Previous article

O que você precisa saber antes de utilizar um Drone

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Colunistas