publicidade

publicidade

Como são construídos os pilares submersos?


Desde a Grécia antiga os pilares são usados em grande escala pelos construtores. Numa estrutura eles são de importância indispensável para a sustentação da obra arquitetônica. Há aqueles que são construídos acima do nível dos solos utilizando fôrmas definindo assim, sua estética final. Existem aqueles que estão abaixo no nível dos solos utilizando para isso equipamentos tipo perfuratriz ou bate estaca. E aqueles pilares que se localizam abaixo do nível dos mares e rios, como são construídos?

Ponte Rio Niterói
Ponte Rio Niterói

Antes, vamos entender alguns conceitos:

+ Finalidade

Normalmente tais pilares servem como sustentação para pontes com grande comprimento, algumas plataformas de petróleo, portos e outras construções que necessitam se localizar dentro d’água. Devido à grande fragilidade do solo nessa região e a dificuldade de acesso a ele, vem a necessidade de aplicar o método.

+ Método Construtivo

Tubulão: São tubos metálicos inseridos na região a ser escavada. Para a construção em região alagada é utilizado o Tubulão a Ar Comprimido que faz com que pressão expulse a água permitindo a remoção do material (isso vale também para áreas que se encontram com contato direto com o lençol freático). Sua concretagem é realizada in loco, podendo ser por concreto armado ou não, dependendo das especificações técnicas do projeto. Para que o concreto seja depositado e atinja uma uniformidade em seu esboço, é comum a utilização de uma “camisa” que molda o pilar a ser construído podendo ela ser retirada depois.

Tubulão
Retirada das camisas no tubuão

Quer saber mais sobre a execução de pilares? Deixe nos comentários 😉


publicidade

publicidade