publicidade

publicidade

Desafio: montar uma patinete só com fita. Será que o BDE consegue? Challenge accepted!


Qual engenheiro/estudante de engenharia nunca fez um reparo com fita? É claro que praticamente todo mundo já usou um pedaço de fita para para montar ou reparar qualquer coisa. Porém, nos últimos tempos, as fitas deixaram de ser um “recurso gambiarristico” e passaram a ser uma ferramenta em processos de montagem, reforma ou construção. É isso mesmo, velhos parafusos ou rebites, que fazem aquela sujeira com resíduos e deixam buracos nas coisas deram lugar às fitas, que são práticas, de fácil uso e de boa fixação. Para comprovar como as fitas estão revolucionando e tornando a vida mais fácil, nós, do Blog da Engenharia, fomos desafiados a montar uma patinete só com fitas adesivas (VHB).

+ Sem rebites, sem soldas, sem parafusos. Será que dá para montar uma patinete só com fitas?

Abaixo, você confere o vídeo do passo-a-passo da nossa montagem. Claro, depois você pode também conferir o test drive, caso tenha dado certo, para saber se funcionou ou não.

https://youtu.be/FgH-bdphK6M

Se você assistiu ao vídeo, claramente viu quão trabalhoso foi: a parte mais difícil foi puxar o plástico e colar as partes nas outras. Nada de furos ou furadeira, nada de parafusos ou rebites, nada de sujeira ou pó para todo lado. Como destacado no vídeo, uma vantagem das fitas no lugar de outras formas de fixação é a eliminação de ruídos. Nada daquele “ranger” de parafusos ou de ficar colocando óleo para aliviar o barulho. Ainda, sobre a não geração de resíduos, é importante destacar que, se pensarmos em larga escala, a quantidade de resíduos que deixa de ser gerada é considerável.

montar uma patinete só com fita
Imagem: Eduardo Slabocicor Cavalcanti em sua primeira volta com a patinete montada | Blog da Engenharia.

+ Montar uma patinete só com fita 3M VHB

Depois de tirar tudo da caixa e dar uma bela olhada no manual de instruções, o primeiro passo é montar a base da patinete. A roda traseira é a primeira a ser encaixada e o freio vem logo em seguida. Depois, é hora de encaixar a roda dianteira, que é acoplada ao eixo do guidão e é só encaixar mesmo (também com a fita 3M VHB). O guidão é o último a ser finalizado e, com mais fita 3M VHB, a patinete já está pronta para uso.

Imagem: Eduardo Slabocicor Cavalcanti durante o processo de montagem da patinete | Blog da Engenharia

A base da patinete é feita de uma placa de madeira sobre uma base de policarbonato. O guidão é de alumínio e as rodas são de poliuretano. No final da montagem, a patinete é bem firme e estável.













montar uma patinete só com fita
Imagem: Eduardo Slabocicor Cavalcanti durante o processo de montagem da patinete | Blog da Engenharia

+ As fitas 3M VHB

Há tempos as fitas 3M VHB têm sido usadas em vários processos de produção, montagem ou reformas. A praticidade é tanta que, ao invés de pegar uma furadeira, gerar um monte de pó e ainda correr o risco de fazer o buraco errado na parede ou outro objeto, muitas pessoas (inclusive eu) já estão substituindo os parafusos por um pedaço de fita.

montar uma patinete só com fita
Imagem: Blog da Engenharia.

As fitas 3M VHB são compostas de um adesivo acrílico com propriedades viscoelásticas, o que proporciona um núcleo de espuma acrílica de alta resistência e dupla face. Assim, ela veda e cola ao mesmo tempo e serve para vários materiais como vidro, aço e plásticos. Há vários tipos de fita e é importante escolher o ideal para o que você deseja fazer. Conheça algumas das integrantes da família 3M VHB:

– Fita VHB Dupla Face de Adesivo Transferível 4910: de cor transparente, é indicada para aplicações de uso interno como colagem de vidro em porta de estufa metálica, Bonding Header Panel, colagem de painel de teto em cabines de caminhão e outros. Os substratos indicados são diversos, como madeiras, vidros, plásticos e metais. Possui 1mm de espessura, suporta peso de até 3,0kg/metro linear e temperaturas de até 149°C, possui fixação invisível sem tempo de secagem e cria um selo permanente contra água e umidade.

– Fita VHB Dupla Face de Espuma 4950: para uso em diversas superfícies, como cerâmica, vidro, aço galvanizado, inox, aço pintado, alumínio e outros. É indicada para uso externo na fixação de chapas metálicas, montagem em materiais de linha branca, placas de sinalização e outros. Possui cor branca e sua espessura é de 1,1mm, suporta peso de até 3,4kg/metro linear e temperaturas de até 149°C, cria um selo permanente contra água e umidade e tem alta resistência a solventes.

– Fita VHB Dupla Face 4026: é indicada para fixação de objetos em áreas úmidas, como banheiros. É branca, possui 1,6mm de espessura e suporta até 3,7kg/metro linear.

+ Reinventando o processo de montagem na engenharia

Quando a engenharia é mais que a profissão, é uma paixão, ser desafiado a montar alguma coisa é uma diversão. Mais que isso, ser desafiado a aprender um novo processo de montagem muito mais prático é ver a revolução da engenharia transformando os produtos e tornando a vida das pessoas mais fácil. Ou seja, é ver a engenharia ser aplicada na melhoria da qualidade de vida. É a reinvenção do processo de montagem e nós, engenheiros ou quase engenheiros, fazemos parte dela.

montar uma patinete só com fita
Imagem: Eduardo Slabocicor Cavalcanti “curtindo” a sua patinete | Blog da Engenharia.


publicidade

publicidade