ColunistasCursos de EngenhariaEngenharia de EnergiaEngenharia ElétricaEngenharia EletrônicaEngenharia FísicaEngenharia Hídrica

Desmistificando a diferença entre energia solar térmica e fotovoltaica

2

A energia solar é oriunda da elementar fonte de energia do planeta terra, o sol. O Brasil é considerado um país beneficiado a respeito dos índices de radiação solar, visto que por ser um país posicionado na sua maior parte na região intertropical, possui grande potencial de energia solar durante todo ano (TIBA, 2000). 

Contudo, o proveito da energia solar ocorre de duas formas: térmica e fotovoltaica, existindo diferença entre elas. Portanto, entenda a seguir quais são essas diferenças!

Energia Solar Térmica 

A energia solar térmica ocorre através da captação do calor do sol, convertendo-o por meio do coletor solar em energia. Nesse processo, a energia solar térmica é destinada ao aquecimento de fluido, o que corriqueiramente serve para aquecer água. A partir disso, se pode tomar como exemplo, o uso desse sistema em atividades residências que utilizam piscinas, chuveiros e torneiras. 

De acordo com o funcionamento do coletor solar, temos três expressivos processos: irradiação, condução e convecção. A energia que incide por meio da irradiação é absorvida através da chapa metálica preta, cor esta que favorece a captação da radiação e, consequentemente, da emissão. É por intermédio dos coletores solares que a radiação solar é assimilada aquecendo o fluido que passa pelas tubulações. 

Fonte: Tecnosol

Energia Solar Fotovoltaica 

A energia solar fotovoltaica é determinada por a conversão direta da radiação solar em eletricidade através do efeito fotovoltaico. Esse fenômeno refere-se a produção de uma diferença de potencial elétrico no meio dos terminais e faz uso dos materiais semicondutores, dado que a partir do aparecimento da luz solar ocorre o movimento dos elétrons e os mesmos geram a corrente elétrica. A respeito desses materiais semicondutores, tem-se como exemplo as células solares que comumente o silício é utilizado na produção.

Fonte: Engegrid

Com finalidade de ocorrer a conversão da energia elétrica em corrente contínua (CC) para corrente alternada (CA), utiliza-se um equipamento denominado inversor. Assim sendo, esse inversor é um importante equipamento nos sistemas solares, isso porque os módulos fotovoltaicos geram energia elétrica em corrente contínua e a corrente que desfrutamos em residências nas tomadas é alternada

Existem dois modelos de sistemas fotovoltaicos, sendo eles: Off-grid (sistemas isolados) e On-grid (conectado à rede). Logo, o Off-grid é um sistema autônomo que faz uso de baterias, as mesmas atuam como dispositivo de armazenamento de energia. Por outro lado, já no sistema On-grid, que é conectado a rede elétrica, permite produzir excedentes e, por conseguinte, desfrutar de créditos futuros. 

Diferença entre os sistemas 

Dessa forma, diante do que foi apresentado neste artigo, a energia solar térmica é uma forma de utilizar a energia proveniente do sol como calor e a energia fotovoltaica é um tipo de tecnologia que gera corrente contínua a partir de semicondutores quando estes são iluminados por fóton (RIBEIRO, 2016).

Portanto, a diferença entre os sistemas corresponde ao fato de que a energia solar térmica é indicada ao aquecimento de fluido e a energia solar fotovoltaica é dirigida a geração de eletricidade. 

Siga também o instagram @eletrizandoo e conheça mais sobre as Energias Renováveis aqui! https://blogdaengenharia.com/um-olhar-sobre-as-energias-renovaveis/


Energia Solar: entenda a diferença entre a térmica e a fotovoltaica

Referências 

RIBEIRO, Nadja Cardoso Campos. Análise de sistema híbrido solar: fotovoltaico e térmico. 2016. [58] f., il. Trabalho de conclusão de curso (Bacharelado em Engenharia de Energia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2016.

Tiba, C. Atlas Solarimétrico do Brasil – banco de dados terrestres. Recife: Editora Universitária da UFPE, 2000. 

[1] Imagem  https://www.tecnosol.net.br/fabrica-de-coletor-solar.php 

Thays Marques Ferreira
Discente de Engenharia Elétrica com ênfase em Eletrotécnica na Universidade de Pernambuco; Administradora do canal no Instagram @eletrizandoo; Colunista do Blog da Engenharia; Membro e Coordenadora do projeto de extensão PROJETO PADRINHOS - NAPSI POLI/UPE. Tem interesse na área acadêmica, além do setor elétrico voltado as Energias Renováveis.

    O que você precisa saber sobre o Novo Código de Trânsito Brasileiro?

    Previous article

    Queda de estátua da Havan e a importância das simulações digitais

    Next article

    2 Comments

    1. Parabéns pelo Artigo, não sabia mesmo a diferença! Sempre falava que era mesma coisa, bem esclarecedor.

      1. Fico feliz que tenha ajudado!

    Leave a reply

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Popular Posts

    Login/Sign up