CarreiraColunistasEngenharia Agrícola

Dia Mundial Da Água – Seu Uso Pela Engenharia Agrícola

0

Com o tema “Água e Segurança Alimentar”, hoje, 22 de março de 2012 – Dia Mundial da Água, adotado pela Organização das Nações Unidas (ONU), celebramos a existência e buscamos discutir e executar a preservação desse recurso indispensável. O consumo de água e nutrientes, em conjunto com a respiração, são as atividades primordiais à sustentabilidade dos seres-vivos. No caso da humanidade, para atender a essa precisão vital, é necessário que a produção atenda a demanda global por alimentos e haja disponibilidade e acesso à água e demais recursos naturais.

Devido à importância que a água possui para a agricultura, a engenharia agrícola busca criar e inserir tecnologias viáveis no processo produtivo dos alimentos, preservação e remediação dos recursos naturais. Uma de suas áreas científicas é dedicada ao estudo da Engenharia de Água e Solo, ou, especificamente, chamada de “Irrigação e Drenagem”.

Dessa forma, a irrigação aparece como uma técnica importante no auxílio ao desenvolvimento da agricultura, proporcionando equilíbrio à produção, já que evita as possíveis interferências ocasionais provocadas pela falta de precipitação. Os ganhos de produtividade agrícola permitidos por ela são, em grande parte, os responsáveis pela viabilidade da alimentação da população. No entanto a irrigação também apresenta alguns perigos socioambientais.

A princípio, a falta de controle na irrigação pode causar o consumo exagerado de água, impactando no seu fornecimento à população. O manejo inadequado do sistema de irrigação e a falta de implantação de medidas mitigadoras, a exemplo da drenagem da área, pode causar, ainda, a degradação do solo, deteriorando suas propriedades físicas, químicas e biológicas que influenciam diretamente em sua fertilidade e consequentemente na produtividade da área.

Um dos problemas mais graves enfrentados pelos produtores rurais é a salinização do solo que, além do controle da irrigação e outras dificuldades, constitui um grande desafio aos cientistas na busca por medidas mitigadoras eficientes, assim como na investigação de culturas resistentes a salinidade do substrato. Em regiões de clima semiárido tal problema é constantemente encontrado nos solos, já que a hidrologia do local, caracterizada pela distribuição espacial e temporal irregular da precipitação, além de altas taxas de evapotranspiração, propicia as condições ideais para formação do fenômeno.

A atividade agrícola nas regiões semiáridas pode-se tornar um empreendimento de alto risco, caso não sejam adotadas, entre as práticas agrícolas, o uso da irrigação em conjunto com o seu manejo adequado. Um sistema de irrigação mal planejado, que atenda apenas o fornecimento de água às culturas apresenta um grande potencial de causar sérios desastres ambientais.

Solidarizando com a causa – Dia Mundial da Água, introduzo resumidamente um uso, essencial, da água pela engenharia agrícola e os efeitos causados pelo mau planejamento, execução e manejo de sistemas de irrigação. Nas demais profissões da engenharia, qual a utilidade que a água possui, seus impactos e quais atividades são realizadas para preservar esse recurso indispensável? Reflita, comente, discuta!

USP e Unicamp se destacam no cenário mundial

Previous article

[Começa HOJE!] Feira Internacional da Construção – Feicon Batimat

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Carreira