BrasilColunistasEngenhariaMercado de Trabalho

Eleições municipais 2020: podem gerar empregos na construção civil?

0

Você muito provavelmente deve estar se perguntando como a eleição pode influenciar o mercado e gerar emprego, principalmente na construção civil. Não é verdade?

Como muitos de vocês já sabem, a construção civil tem uma forte dependência de investimentos provenientes do setor público e privado, consequentemente, isso impacta na geração de novos postos de trabalho e vamos te mostrar como isso funciona. Fique conosco.

Mas primeiro, precisamos explicar um pouco do funcionamento do sistema eleitoral brasileiro para que possamos entender o contexto, okay?

O voto é o nosso direito de escolher, nós próprios, aqueles que queremos como nossos representantes. Isso pode ser a chave para gerar empregos.
O voto é o nosso direito de escolher, nós próprios, aqueles que queremos como nossos representantes. Isso pode ser a chave para gerar empregos.

Neste ano de 2020, acontecem as eleições municipais, em que cada cidade deverá eleger prefeitos, vice-prefeitos e vereadores.

A eleição acontece a cada 4 anos, sendo seus representantes podendo permanecer em um período máximo de 8 anos.

Além disso, está previsto para acontecer na data de 04 de outubro de 2020 para primeiro turno e 25 de outubro para segundo turno.

Em contrapartida, para participar das eleições, o partido tem que registrar seu estatuto no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) até seis meses antes do pleito e a idade mínima para se eleger é de 21 anos para prefeito ou vice-prefeito e de 18 anos para vereador.

O que as eleições e política pública contribuem para gerar de emprego

Em todo país existem programas do governo ou setor privado para gerar empregos, no entanto, o principal é o ajuste das contas públicas.

Sem ela, fica muito difícil um país criar novos postos de trabalho no país.

Necessitamos incentivar setores como a indústria, a construção civil, reforçar o ensino técnico e o desenvolvimento de regiões carentes de infraestrutura.

Ademais, necessitamos urgentemente desburocratizar o ambiente de negócios e abertura de novas empresas, e com isso, estimular novas tecnologias e pesquisas em nosso país.

As concessões de serviço público e a parceria público-privada, movimenta 6,2% do PIB e tem faturamento superior a R$1,1 tri de reais.

Gerar emprego movimenta a economia e faz com que o dinheiro se distribua, é por isso que é tão importante criar postos de trabalho.

Nessa perspectiva, temos programa minha casa minha vida (MCMV), maior programa habitacional do país que gera um milhões de empregos direta e indiretamente.

Qual o cenário para a construção civil no momento

No momento, as obras que estão em andamento estão liberadas para exercer suas atividades normalmente, mas precisam de adaptar ao cenário e ter atenção especial na execução de tarefas do dia a dia.

Em contrapartida, novas tendências e filosofia de trabalho estão sendo desenvolvidos e implementados em escritórios, canteiros de obras e indústrias para tentar minimizar o impacto negativo que o COVID-19 vem causando, que é tentar gerar empregos de maneira remota.

Por mais que a construção civil esteja em baixa, ainda existem áreas que podemos trabalhar.
Por mais que a construção civil esteja em baixa, ainda existem áreas que podemos trabalhar.

Existem algumas áreas que achamos que irá gerar emprego a médio em longo prazo, são elas:

  • Setor da tecnologia
  • Engenharia clínica
  • Engenharia diagnóstica e manutenção
  • Áreas de projeto

Porque é tão importante ler notícias a respeito desse assunto

Concluindo, as eleições municipais, assim como as eleições presidências, têm uma relação direta com a geração de empregos, pois quem elegemos participará das decisões de políticas públicas anotadas naquela região e para isso, temos que saber o que o candidato pensa a respeito e quais são suas propostas.

Além disso, um bom trabalho realizado de políticas públicas com incentivos para gerar empregos contribui muito significantemente para retomada de profissionais ao mercado de trabalho.

Atualmente, o cenário ainda é totalmente incerto, mas acreditamos que alguns municípios vão fazer seus papeis para fomentar a criação de novos postos de trabalho e gerar mais empregos, não só na construção civil como em outras áreas.

Rafael Vieira
Rafael Vieira, Head de Infoprodutos, Engenheiro Civil, MBA em Planejamento, Orçamento e Cronogramas de obras. Atuante em Engenharia Diagnóstica, Avaliação de Imóvel e Gestão de Obras . instagram : @engenheirorafaelvieira linkedin: /ravieiraengenharia

    Cultura da Segurança do Trabalho na Engenharia: Custa caro não tê-la.

    Previous article

    REPROVEI 3 VEZES EM CÁLCULO E 4 VEZES EM FÍSICA | Blog da Engenharia

    Next article

    You may also like

    Comments

    Leave a reply

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    More in Brasil