2

A Engenharia da Computação tem como foco a criação de desenvolvimento, planejamento e integração de hardwares e softwares. Você pode estar se perguntando o que são hardwares e softwares?! Vamos lá…

O hardware se aplica à unidade central de processamento, à memória e aos dispositivos de entrada e saída do computador e dos equipamentos embarcados em produtos que necessitam de processamento computacional, como os dispositivos encontrados em equipamentos hospitalares, automóveis, aparelhos celulares, ou seja, todas a mídias de dados. 

O software é o suporte lógico, uma sequência de instruções a serem seguidas e/ou executadas, na manipulação, redirecionamento ou modificação de um dado (informação) ou acontecimento. É o nome dado ao comportamento exibido por essa sequência de instruções quando executada em um computador ou máquina, inclui o programa de computador seus manuais e suas especificações. Entendeu?

Sendo assim, a Engenharia da Computação abrange vários campos da Ciência da Computação e da Engenharia Eletrônica. Vamos conhecer um pouco melhor?

Como o Engenheiro da Computação trabalha?

Como a tecnologia não para, e essa engenharia é pura tecnologia, adivinha? O campo de atuação da Engenharia da Computação é bastante vasto. 

Temos nas empresas um grande interesse em utilizar ferramentas que otimizam a gestão dentro dos processos de sistemas de informação. Além disso, elas buscam o profissional de Engenharia de Computação para criar e gerenciar sistemas ou desenvolver novas máquinas industriais e novas tecnologias.

Então, se tornando um engenheiro de computação poderá atuar no planejamento e coordenação das atividades de comércio de equipamento e componentes na área da informática. Poderá trabalhar, também, no gerenciamento, nas instalações, na operação e na manutenção das redes de computadores da empresa, no suporte técnico delas, na transmissão de dados e nos sistemas de automação comercial e industrial.

Você poderá projetar e implementar sistemas digitais, robôs, sensores e outros componentes nas linhas de produção, para controlar e automatizar as indústrias. Que tudo né?

Mas a parte mais interessante, pode ser também a criação e fabricação de hardwares, projetando computadores, periféricos (equipamento físico do computador) e circuitos. E aí você estará preocupado em como integrar todos esses componentes, já que a conexão deles é algo essencial para os processos atuais. 

Como engenheiro da computação, poderá também desenvolver softwares e aplicativos. Gente, super século XXI não é mesmo?

Para terminar, ainda poderá se manter no meio acadêmico, para dar aulas em universidades e desenvolver pesquisas científicas.

Mas, onde você como Engenheiro da Computação poderá trabalhar?

Esse mercado, está em alta e em crescimento contínuo. Sendo o engenheiro da computação um profissional bastante versátil, ele pode atuar em vários setores da indústria, como a automobilística, a de informática, a farmacêutica, a de telecomunicações.

Como Engenheiro da Computação, vai se dar bem também em bancos, instituições financeiras, empresas de comércio eletrônico e de consultoria tecnológica.

Prepare-se para uma afirmação que gostamos de ouvir: em qualquer polo industrial do País existirá uma demanda por engenheiros da computação. Pronto para ingressar?

Conclusão

A Engenharia da Computação, deve ser a primeira engenharia que pensou, se você se interessa por tecnologia, pois é um ramo que possui avanços muito rápidos. 

Vamos lá, pense um minuto, na sua casa deve ter pelo menos um computador, dois ou três smartphones e, é possível que tenha também, um telefone e uma impressora, não é mesmo? Saiba então, que todos esses componentes fazem parte dos ambientes desse profissional, responsável pelo desenvolvimento de hardware. Já dá pra perceber que é uma carreira bem promissora, né?


Saiba aqui como funciona o mercado financeiro!

Guilherme Matos de Carvalho
Catarinense, 22 anos, formado em Técnico em Agropecuária (2016) e graduando em Engenharia Agronômica no Instituto Federal Catarinense Campus Santa Rosa do Sul- SC. Membro dirigente no CREAjr-SC na regional de Araranguá-SC, e Vice presidente no Centro Acadêmico de Agronomia em 2020. Ama o agro, ama escrever e ama se rodear de boas pessoas. Sonhador, fã de games e louco por conhecimento.

Dicas para trabalhar em home office com sucesso

Previous article

ENGENHARIA DE HORTICULTURA – Guia das Engenharias

Next article

You may also like

2 Comments

  1. […] um elemento constituinte desse sistema, como material (Engenharia de Materiais), computação (Engenharia da Computação) ou equipamentos (Engenharia […]

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Colunistas