EngenhariaEngenharia de AlimentosNotícias

Engenharia de Alimentos e Covid-19

3

Vivemos em um Mundo V.U.C.A. Volátil, Incerto, Complexo e Ambíguo, que se encontra em constante transformação. E na Engenharia de Alimentos não é diferente.

2020 comprovou tudo o que já ouvia-se falar sobre estas mudanças, principalmente no que se diz respeito ao futuro do trabalho e da convivência social/profissional.

E muito embora os efeitos econômicos para a Agropecuária sejam positivos, houveram sim inúmeras transformações necessárias em diferentes aspectos.

E o que mudou na Engenharia de Alimentos?

Engenharia de Alimentos

É mais fácil falarmos sobre o que não mudou na Engenharia de Alimentos! E pode-se afirmar que Fake News: isso certamente não mudou!

A Engenharia de Alimentos continua sendo alvo de muitas notícias falsas. E neste momento delicado onde os próprios órgãos responsáveis pela saúde e pela segurança alimentar se depararam com um adversário desconhecido, o resultado foi uma chuva de insegurança para os consumidores.

Mas, muitas questões já foram ou estão sendo esclarecidas. E uma coisa é certa: A Covid-19 NÃO é uma DTA (Doença Transmitida por Alimentos)!

Entretanto, as agroindústrias e toda a cadeia produtiva do setor alimentício precisam se adequar às novas práticas higiênico-sanitárias estabelecidas, a fim de prevenir uma contaminação cruzada a partir de alimentos, embalagens ou superfícies que tenham tido contato com algum hospedeiro da Covid-19.

Novas Práticas?

Obviamente, após toda essa reviravolta causada pelo novo Coronavírus, protocolos sanitários que garantam a segurança alimentar serão cada vez mais requisitados. Afinal, os consumidores estão superatentos e exigentes não só com a procedência, mas também com a rastreabilidade e cuidados sanitários desde a produção até a logística de distribuição dos alimentos.

No dia 18 de junho, os Ministérios da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), da Economia (ME) e da Saúde (MS) definiram em portaria conjunta as medidas destinadas à prevenção, controle e mitigação dos riscos de transmissão da Covid-19 nas atividades desenvolvidas na indústria de abate e processamento de carnes e derivados destinados ao consumo humano e laticínios (Acesse aqui).

Entre as orientações previstas pela portaria está o distanciamento mínimo de 1 metro entre os funcionários, o uso obrigatório de máscaras de proteção e demais EPI’s, o acompanhamento de sinais e sintomas de Covid-19, alterações nas escalas de trabalho, reforço quanto a limpeza e desinfecção dos locais de trabalho e a continuidade e reforço no cumprimento das Boas Práticas de Fabricação (que mesmo antes da Covid-19 já eram exigidas).

Esta portaria pode ser atualizada a qualquer momento em virtude do conhecimento e do controle da pandemia. Portanto, atualize-se com fontes seguras → aqui.

O Serviço de Inspeção Federal (SIF) também continua funcionando normalmente e já emitiu relatórios de atividades de inspeção para acompanhar os impactos decorrentes da pandemia.

Então, o que esperar da Engenharia de Alimentos daqui pra frente?

Como já mencionado: Bem-vindos ao Mundo V.U.C.A!

man wearing mask with purple smoke background

Muita coisa ainda pode mudar. Mas é certo que a segurança dos alimentos será uma grande preocupação do mundo inteiro após esta pandemia.

E ela está diretamente relacionada ao trabalho exercido pelo profissional da Engenharia de Alimentos.

Logo, implantar, seguir e reforçar as Boas Práticas de Fabricação atendendo às recomendações supracitadas é imprescindível para garantir a qualidade e a segurança dos alimentos e consequentemente, a saúde e a confiança do consumidor.

Tudo isso está nas mãos deste profissional versátil, bem como também, de diferentes outros profissionais, sejam estes ligados à Engenharia ou não.

O importante é entendermos que, neste momento, cada um precisa fazer a sua parte, seguindo as orientações de forma cuidadosa e sobretudo com ética, na esperança de que o Mundo V.U.C.A (pós Covid-19) pode sim, ser um Mundo Melhor.

Camila de Oliveira Inácio
Carioca, 27 anos, casada, mãe, formanda do curso de Engenharia de Alimentos no Instituto Federal Catarinense de Concórdia - Santa Catarina. Foi Coordenadora Estadual do Programa CREAjr-SC no ano de 2019, é entusiasta, visionária, solidária e amante da vida. Tem como propósito pessoal impactar positivamente a vida das pessoas, ama conversar, escrever, fazer novas amizades e garantir tempo de qualidade com quem estima.

Conheça a HP DesignJet T130 – A Plotter mais acessível do mercado

Previous article

Desta vez separamos 03 calculadoras para você, venha conferir

Next article

You may also like

3 Comments

  1. Muito bom, parabéns !!

  2. Muito bom!!

  3. […] Mas seja lá como for o futuro da humanidade, é fato que o primeiro passo em direção à criação dos “humanos 2.0”, perfeitos e imortais, já foi dado e não é mais possível voltar atrás com tais avanços.Gostou do nosso conteúdo? Veja também: Engenharia de Alimentos e a Covid-19 […]

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Engenharia