0

Para otimizar e desenvolver atividades que participam de uma parcela da base econômica é preciso que a tecnologia seja implantada no processo e foi por isso que surgiu a Engenharia de Pesca. Já que, resumidamente a Engenharia de Pesca é responsável por implantar tecnologias que potencializam as atividades pesqueiras e os recursos aquáticos do país.

A Engenharia de Pesca é voltada para o bom aproveitamento dos recursos naturais aquáticos, por meio da tecnologia do pescado, da aquicultura e outras atividades de utilização e preservação desses recursos. Ela forma profissionais que vem sendo muito procurados no mercado tanto nas regiões costeiras como em rios, por exemplo. Vamos saber mais?

Como o Engenheiro de Pesca trabalha?

Fonte: Pixabay, 2021.

Como o Engenheiro de Pesca trabalha?

O Engenheiro de pesca poderá atuar nas áreas de biotecnologia, aquicultura, extensão pesqueira, administração e economia pesqueira, sustentabilidade, tecnologia do pescado e de planejamento pesqueiro.

Na área de Biotecnologia são estudadas as substâncias presentes em outros organismos para serem utilizadas em produtos como remédios, cosméticos e até alimentos. 

Na área de aquicultura, o engenheiro de pesca será responsável por toda a produção em cativeiro de seres aquáticos (peixes, caranguejos, algas, entre outros) e por avaliar se as condições do local de criação são adequadas.

O Engenheiro de pesca também pode atuar prestando consultoria para os pescadores de comunidades, passando para os pescadores boas práticas que aumentam a produtividade de maneira sustentável, dinamizando a atividade no local.

Outra atividade em que o engenheiro de pesca pode atuar é no projeto ou gerenciamento de empresas de pesca. Podendo oferecer consultoria a empresas, órgãos governamentais e não governamentais do setor. 

O engenheiro de pesca participa das pesquisas e estudos dos ecossistemas aquáticos (doce e salgada) para uma exploração sustentável e com preocupação com o meio ambiente, inclusive podendo descobrir novas espécies.   

Você também pode optar pela área de tecnologia de pescado, sendo responsável por controlar e fiscalizar a higiene e técnicas de conservação e industrialização do pescado, podendo ainda trabalhar no desenvolvimento de novos produtos.

Poderá também, realizar o planejamento pesqueiro, pesquisando o potencial pesqueiro de determinadas regiões e a elaboração de atividades para o seu desenvolvimento, para que o mercado explore esse potencial, além de criar práticas de captura de organismos aquáticos.

ENGENHARIA DE PESCA

Fonte: Pixabay, 2021.

Onde você como Engenheiro de Pesca poderá trabalhar?

O Engenheiro de Pesca encontra espaço no setor público ou na iniciativa privada. No primeiro, tem oportunidades em órgãos públicos como Secretarias Municipal, Estadual e Federal, bem como, relacionados a preservação e conservação do meio ambiente e o meio docente. No segundo, em empresas de beneficiamento do pescado e ramos da algocultura, aquariofilia, embarcações pesqueiras, carcinicultura, ostreicultura, salmonicultura, tilapicultura e frigoríficos de pescado e na própria pesca. 

Outra boa opção de atuação desse engenheiro está nas fazendas aquáticas, já que, segundo a legislação, esses estabelecimentos devem ter a presença de um engenheiro de pesca como responsável técnico. 

Há oportunidades também, em atividades de consultoria, ensino e pesquisa (particularmente as focadas em novas tecnologias de cultivo sustentável). 

Pode atuar também na instalação e manutenção de equipamentos que auxiliam a produção pesqueira. Participa ativamente na idealização e construção de infraestrutura ligada a área, tais como construção de lagos, barragens e cativeiros. Acompanha o desenvolvimento da produção, onde observa quais são as melhorias necessárias.

ENGENHARIA DE PESCA

Fonte: Pixabay, 2021.

Bora fechar o assunto!

A Engenharia de Pesca é uma área que tende a ganhar mais visibilidade no Brasil, devido ao grande potencial que o país tem em suas mãos (vasta costa, rios enormes e recursos das mais variadas formas). 

Espera-se que os futuros Engenheiros de Pesca contribuam para que o Brasil possa se tornar um dos maiores produtores mundiais de pescado, aumentando assim a oferta de carne com proteína de qualidade e a geração de milhões de novos postos de trabalho e renda, e ainda contribuir para o desenvolvimento sustentável desta importante atividade. Que tal?

Redação

Óleo em praias de Fernando de Noronha

Previous article

LHC: O Grande Colisor de Hádrons

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Colunistas