0

A água é um dos recursos naturais mais abundantes e importantes do mundo, porém sua escassez em algumas regiões e o desperdício desse elemento é um fator preocupante a nível mundial. ENGENHARIA HÍDRICA- O que você não sabia!

A necessidade da aplicação de tecnologias e o senso de gestão são fatores que fazem a importância da engenharia hídrica, tornando o Engenheiro Hídrico indispensável e sua carreira muito promissora, até porque a Engenharia Hídrica se destaca na exploração eficiente e consciente dos recursos hídricos do planeta. Vamos saber mais?

Fonte: Pixabay, 2021.

Como o Engenheiro Hídrico trabalha?

O campo especializado na exploração e gestão de recursos hídricos é a a Engenharia Hídrica. O planejamento da utilização dessas riquezas, com o objetivo de prevenir ou até mesmo evitar impactos negativos causados por atividades humanas é feito pelo Engenheiro Hídrico. 

A utilização de conhecimentos em tecnologias para solucionar os problemas relacionados com o desperdício e a escassez dos recursos hídricos, considerando os aspectos ambientais, sociais, políticos e econômicos é o objetivo principal desse profissional. 

Temos um vasto e diversificado campo de atuação para os engenheiros hídricos, uma vez que os recursos hídricos, principalmente no Brasil, onde são abundantes, estão envolvidos em diversas atividades. 

Podemos dizer que esse engenheiro pode trabalhar em segmentos como projetos, gestão de bacias, estudos ambientais e operação de reservatórios.

O engenheiro hídrico pode atuar em projetos de sistemas e redes de irrigação, drenagem, bombeamento, tratamento e distribuição de água. Também pode planejar, definir e fiscalizar obras e estruturas hidráulicas, como canais e portos.

Fonte: Pixabay, 2021.

Cabe ao engenheiro hídrico, também, gerenciar o uso bacias hidrográficas, com o objetivo de que os recursos hídricos disponíveis sejam utilizados de forma otimizada, suprindo necessidades e evitando desperdícios.   

Para proteção ambiental, o engenheiro poderá planejar programas e ações para controlar os recursos, fazendo um intenso monitoramento dos parâmetros hidrológicos, visando analisar o impacto das atividades realizadas no local (como obras de usinas hidrelétricas, por exemplo).

Você, como engenheiro hídrico pode optar também pela área de operação de reservatórios, onde irá trabalhar com a administração do uso das águas de represas, focando, principalmente, na geração de energia elétrica. 

Há também a necessidade da gestão desse recurso voltada para atividades de irrigação, transporte e lazer.

Onde você como Engenheiro Hídrico poderá trabalhar?

Podemos chamar o mercado de trabalho de favorável para os engenheiros hídricos. Até porque a crise hídrica vivenciada por diversos municípios do país nos últimos anos, reforça a necessidade desse engenheiro em equipes responsáveis pela gestão dos recursos hídricos.

O Brasil abriga mais de 12% do total de água potável superficial do planeta e precisa preservar seus mananciais hídricos, como o Aquífero Guarani, um dos maiores depósitos subterrâneos de água do mundo. 

O setor de projetos de sistemas de irrigação e bombeamento é o mais aquecido, e visam a garantia do abastecimento de água no meio rural e em centros urbanos. Se optar por essa engenharia, depois de formado ainda pode trabalhar no monitoramento, no diagnóstico, no manejo e na gestão dos recursos hídricos, em condições naturais ou em estruturas artificiais. 

Fonte: Pixabay, 2021.

Pode encontrar vagas ainda, na área de desenvolvimento tecnológico de ferramentas para avaliação dos recursos hídricos e processos envolvidos com a água.

Sendo assim, a sua atuação pode ir desde o planejamento até a execução de projetos na área ambiental e na de infraestrutura hídrica. Há vagas também nos setores elétrico, de saneamento básico, de portos e hidrovias.

Conclusão

Sabe-se que para que haja o desenvolvimento dos seres vivos e que os ecossistemas sejam moldados, a água é fator determinante. Porém a água é um recurso natural renovável, mas isso não quer dizer que a quantidade disponível para consumo se mantém. 

No mundo, a quantidade de água doce por pessoa caiu nos últimos anos e, nos próximos anos, a tendência é cair mais. A distribuição e o consumo desse recurso são desiguais, o que causa o problema crônico de falta de água em algumas regiões.

Sendo assim, podemos chamar de fatores emergenciais o reaproveitamento e a gestão desse recurso, para que haja o avanço e o desenvolvimento da sociedade como um todo. Por isso, o papel do engenheiro hídrico é essencial para que esse problema (entre outros) não se agrave ainda mais. Tamanha importância essa profissão né?

Redação

A briga judicial entre a SpaceX e a Blue Origin

Previous article

Engenharia Têxtil, saiba mais sobre ela!

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Cursos