publicidade

publicidade

Engenheiro dá aulas de matemática e física totalmente de graça em praça do Rio de Janeiro


É com a frase “Tiro dúvidas de matemática e física. Grátis” que Silvério da Silva Moron, engenheiro aposentado e com 63 anos de idade, segue a sua filosofia de que o conhecimento não é nada se não for compartilhado. E convenhamos, ele está coberto de razão.

Foto: Reprodução/G1

Como forma de aproveitar seu tempo livre e a sua paixão pelo ensino, o engenheiro decidiu oferecer aulas de física e matemática totalmente de graça, em uma praça pública no Botafogo na zona sul do Rio de Janeiro. Incrível, não é mesmo?

Com a certeza de que o maior e mais importante investimento de todos é a educação, Moron auxilia estudantes de diferentes faixas etárias a superar as suas dificuldades em matemática e física. Os alunos sentem-se motivados a aprender sempre mais sobre as matérias.

O aposentado já demonstrava essa vontade há muitos anos, mas por conta de todas as suas obrigações profissionais, nunca conseguiu concretizar o seu sonho. Porém, há mais ou menos 14 anos, o engenheiro descobriu sua forte vocação para lecionar, e desde então ele dá aulas particulares, tirando dúvidas de matemática e física, e que vão desde o ensino médio ao ensino superior.

“O problema da nossa cidade se resolve com educação. Se todo mundo se unir para ensinar alguma coisa, já conseguiremos resolver grande parte dos nossos problemas”. disse Silvério ao G1.

Foto: Reprodução / G1

Como toda boa iniciativa, o engenheiro já vem colhendo bons frutos. Um de seus primeiros alunos, Márcio Almeida Junior, que já estava decidido a trancar o curso de Engenhaira Mecânica, foi estimulado pelo engenheiro e professor, que tira dúvidas de matemática e física, a reverter a sua situação de parar os estudos.

O Marcio vem aqui todos os dias, mas só agora fui saber que ele ia desistir do curso de Engenharia porque estava com muitas dificuldades em Matemática” contou o aluno surpreso em entrevista ao G1.

E não pense que o engenheiro está limitando as suas aulas de tira dúvidas de matemática e física. Silvério, que está muito feliz e surpreso com tamanha a repercussão do caso, pretende ficar na praça até dezembro, de segunda a sexta-feira.

Foto: Reprodução / IG

Eu amo o que eu faço. Eu não tenho formação de professor, mas eu me sinto professor. Eu amo ensinar e motivar as pessoas a estudar“. afirma o engenheiro.

Este é um verdadeiro exemplo de que ainda existem pessoas boas e solidárias no mundo. O engenheiro afirma que não quer ficar famoso, mas sim servir de exemplo para que outras pessoas se espelhem nele.

Print de comentário de sua irmã, demonstrando o reconhecimento. Via Saber Viver Mais

Se tivermos mais educação teremos menos violência”, finaliza Silvério.


Particularmente falando, sinto muito orgulho em ser seu colega de profissão, Silvério! Em nome de todo o time do Blog da Engenharia, parabéns pela atitude!

 


publicidade

publicidade