1
É isso mesmo que você leu!  Você não é Engenheiro ou Engenheira após finalizar a graduação. Vem com a gente entender tudo isso!

Então quer dizer que eu passei 5 anos da minha vida (risos) pra dizer que não sou engenheiro após me formar!?

De certa forma é isso mesmo, mas calma, vamos explicar direitinho o porquê isso acontece e como resolver. Segue a linha de pensamento.

Entendendo o assunto!

As instituições de ensino (IES) são responsáveis pela formação e não pela concessão de títulos profissionais. Por isso que após formado você é um Bacharel em Engenharia e não possui o título profissional de Engenheiro (a).

De acordo com Lei nº 5.194, de 24 de dezembro de 1966, que regula o exercício das profissões de Engenheiro, Arquiteto e Engenheiro Agrônomo, segundo o Art. 5º:

Só poderá ter em sua denominação as palavras engenharia, arquitetura ou agronomia a firma comercial ou industrial cuja diretoria for composta, em sua maioria, de profissionais registrados nos Conselhos Regionais.

Além do uso do título profissional, vale lembrar que a Lei nº 5.194, de 24 de dezembro de 1966, também irá regulamentar os tópicos Caracterização e Exercício das Profissões, exercício ilegal da profissão, Atribuições profissionais e coordenação de suas atividades, responsabilidade e autoria, fiscalização do exercício das profissões, Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (CONFEA), Conselhos Regionais de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (CREA), Câmaras Especializadas, registro e fiscalização profissional, registro de firmas e entidades, penalidades, entre outras normas para o exercício da profissão.

Por isso, órgãos como o CREA e CONFEA são tão importantes para o profissional, pois garantem e fiscalizam o cumprimento do exercício legal da profissão.

Engenheiro

Fonte: Pixabay

Título profissional

Quando tratamos de concessão do título profissional, em resumo, o CREA do seu estado é responsável pela concessão do título e atribuições profissionais. Portanto para um profissional poder exercer legalmente a profissão deve estar registrado no CREA.

Desse modo, não se preocupe, ao finalizar a sua faculdade e se tornar um Bacharel em Engenharia, procure o CREA para providenciar o seu registro e poder exercer essa belíssima profissão!

OBS: Na Lei ainda consta CONFEA e CREA escrito como Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia, porém atualmente é Conselho Federal de Engenharia e Agronomia, pois no ano de 2011 houve a saída dos profissionais da Arquitetura e fundação do CAU (Conselho de Arquitetura e Urbanismo).

Crea Jr
O Programa Crea Júnior visa promover a inter-relação entre os estudantes de Engenharia, Agronomia e Geociências e o Sistema Confea/Crea. Presente em 19 estados do Brasil, com mais de dois mil membros dirigentes, o Programa é destaque na execução de atividades em prol das Universidades, Entidades de Classe, Conselhos Regionais e formação de líderes, beneficiando a sociedade e proporcionando o entendimento do Sistema Confea/Crea e Mútua que os futuros profissionais estarão inseridos e conscientizando os acadêmicos quanto à valorização profissional e sua importância na defesa e desenvolvimento da sociedade.

    E depois que eu fiz a matrícula?

    Previous article

    O Universo da Engenharia.

    Next article

    You may also like

    1 Comment

    1. […] Engenheiro não! Bacharel em Engenharia (Entenda)!; […]

    Leave a reply

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    More in Curiosidades