ColunistasDestaqueEngenhariaEngenharia agronômicaEngenharia deBioprocessos/BiotecnologiaTecnologia

Evolução Agrícola: Biotecnologia e Transgênicos- Parte 1

0

Antes de mais nada, é importante sempre conceituar estes dois termos que vamos conversar sobre. Mas antes mesmo de começarmos, posso apostar que você já ouviu falar de algum dos dois antes. Vamos então conhecer a Biotecnologia e os Transgênicos que trouxeram uma evolução para o setor!

E o conceito gui, vai esquecer?

Então, vamos nessa. O conceito de Biotecnologia é bem simples na verdade, é a união da tecnologia com a biologia, simples né?! Ela trata de conjunto de técnicas que utilizam seres vivos, no desenvolvimento de processos e produtos que tenham um viés socioeconômico.

Apesar de parecer algo inovador a biotecnologia é bem antiga! Quer um exemplo? a utilização de leveduras na fermentação da uva para produção de vinho, muito antes de Cristo!

Biotecnologia e Transgênicos

Segue alguns exemplos das técnicas e produtos abrangidos por ela:

Biotecnologia e Transgênicos

Biotecnologia e Transgênicos

Nesse sentido, a introdução controlada de genes em um genoma receptor por meio do DNA recombinante. O DNA é um dos componentes celular, sendo que nele contém informação genética responsável por todas as características fenotípicas. E por meio da herdabilidade essas características são passadas de geração para geração por cruzamento.

 Melhoramento

E assim, vamos falar sobre melhoramento genético agora. Dessa forma os pesquisadores, usam essa capacidade de cruzamento para gerar novos indivíduos com os fenótipos desejáveis.  Dados da Embrapa indicam que aproximadamente mais de 50% o aumento na produtividade de culturas como milho, soja e trigo pode ser atribuído por essas combinações genicas.

Mas, esses cruzamentos dependem da relação muito próxima da genética, para que haja compatibilidade.

Mas e a transgenia Gui?

Pois bem, essa barreira é quebrada com a transgenia, no qual é possível transferência de genes de plantas, microrganismos e de animais! E isso é claro, que trás grande benefício e vantagens para a agricultura.

Mas é claro que tudo isso é regulamentado pela lei, onde resumidamente podemos citar algumas etapas como mostra a imagem a seguir:

Etapas.

Mas gui isso não tem riscos?

Ricos vão do laboratório até a compra do consumidor final, e por isso são extremamente importantes seguir alguns cuidados como:

  • Segurança alimentar;
  • Criação de novas pragas e daninhas;
  • Ser atóxica aos organismos benéficos e não alvo e;
  • Efeito ao meio ambiente de forma geral.

Importância

É obvio atualmente que essa ferramenta tem grande importância para o desenvolvimento do Agro, ou seja, do aumento de produtividade em mesma ou menor área, menor dependência de químicos, e menor preço ao consumidor e geração de emprego.

Biotecnologia e Transgênicos

Milho resistênte a insetos por seu gene Bt (esquerda) e uma não transgênica (direita) Foto: Francisco J.L.Aragão.

As primeiras plantas transgênicas foram desenvolvidas por volta de 1980, e até hoje ainda geram grandes debates sobre os benéficos e malefícios. Sabemos que elas já foram uma promessa que se cumpriu do aumento de produção, porém ainda não sabemos os seus riscos ao longo do tempo.

E termino essa parte 1 com uma questão, você é contra o uso da transgenia? 


 

 

 Leia aqui sobre ODS!

Leia mais na EMBRAPA!

 

 

 

Guilherme Matos de Carvalho
Catarinense, 22 anos, formado em Técnico em Agropecuária (2016) e graduando em Engenharia Agronômica no Instituto Federal Catarinense Campus Santa Rosa do Sul- SC. Membro dirigente no CREAjr-SC na regional de Araranguá-SC, e Vice presidente no Centro Acadêmico de Agronomia em 2020. Ama o agro, ama escrever e ama se rodear de boas pessoas. Sonhador, fã de games e louco por conhecimento.

Drones na mineração: uma tendência revolucionária

Previous article

A água: do tratamento ao reúso

Next article

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Login/Sign up