publicidade

publicidade

Novo Ford Edge – um carro projetado por engenheiros, para engenheiros


O novo Ford Edge chegou recentemente ao Brasil com o objetivo de competir com os SUVs de luxo presentes no mercado. O novo modelo é produzido em uma base mais moderna e a versão disponível no país é a Titanium, fabricada no Canadá. O que ele tem de diferente? O Blog da Engenharia recebeu o carro para testes e compartilha as impressões dessa nave a seguir. Confira!

Ford Edge | Motor e performance

Ele possui motor 3.5 V6 a gasolina de 284cv e câmbio automático de seis marchas. Um ponto que vale destacar é que o consumo de gasolina é elevado: em média, 5,7km/l na cidade e 9,5km/l na estrada. Na América do Norte, o motor do novo Ford Edge é mais eficiente, mas ele foi descartado no Brasil por motivos de economia.

Ford Edge | Segurança e tecnologia

Visando a segurança, o Ford Edge corrige algumas falhas durante a condução e possui um alerta de colisão com controle de velocidade e monitoramento do veículo que está a frente, além de uma câmera dianteira de visão de 180°. No sistema de auxílio à manutenção em faixa, o volante vibra para alertar o motorista quando o carro desvia da pista.

Há um sistema de estacionamento automático que permite que o carro estacione sozinho, o motorista precisa apenas controlar o pedal do freio. O carro conta também com um alerta que avisa quando o condutor está sonolento.

Ford Edge: | Foto: Eduardo Slabocicor Cavalcanti

Além de confortável e com um bom espaço interno, o novo Ford Edge possui alguns elementos como: direção elétrica bem calibrada com assistência dinâmica (que detecta a velocidade do carro e ajusta a calibração para que o motorista realize o mínimo de voltas do volante durante a execução de manobras), freio de mão elétrico, controle eletrônico de estabilidade, acendimento automático dos faróis (com farol alto automático), ar-condicionado automático e digital (com controle de temperatura individual), controle de áudio no volante, sensor de chuva e de luz e partida sem chave. O sistema de entretenimento é o SYNC II, com tela de 8 polegadas sensível ao toque, GPS, comando de voz, bluetooth e USB.

Ford Edge: | Foto: Eduardo Slabocicor Cavalcanti

O veículo também possui tração automática e integral e uma estabilidade boa, o que torna a direção mais tranquila. Um ponto que vale destacar é o sistema de abertura de porta-malas com sensor de presença. Ele permite que o porta-malas seja aberto com o pé, o que facilita muito quando as mãos estão ocupadas. Para fechar, o procedimento é o mesmo e há um sensor para evitar que a porta feche caso alguém esteja debaixo dela. Ainda, vale ressaltar que o porta-malas possui bastante espaço.

Ford Edge | Design e preço

No interior, a cabine, que é um pouco mais silenciosa devido a um reforço no isolamento, possui três tonalidades diferentes e os bancos são de couro. Há oito airbags e os cintos de segurança traseiros infláveis. Os opcionais disponíveis são apenas teto solar panorâmico e kit DVD.

Ford Edge: | Foto: Eduardo Slabocicor Cavalcanti

O design externo é marcante e segue o mesmo padrão que a marca adota há um tempo, com a grade frontal. A traseira possui lanternas de LED. As cores do novo Edge disponíveis no mercado são vermelho (Vulcano ou Vermont), azul (Waterloo ou Creta), preto Astúrias, cinza Moscou, prata Dublin e branco Sibéria. O preço do veículo é, atualmente, de R$199.990,00 à vista.

Ford Edge | Nossas impressões

Sob o capô, um belo motor V6 faz jus ao DNA do Ford Edge. Elegante, confortável e tecnológico são as 3 palavras que definem o carro para mim. Passar pouco mais de uma semana com o veículo foi uma experiência e tanto, confesso que ao vê-lo na rua, nem imaginava que o carro era metade do que realmente é. Para quem busca estabilidade, segurança e tecnologia, certamente o Novo Ford Edge é uma excelente opção. Os dois únicos pontos negativos para nós aqui da redação foram:

  • Preço x Revenda: Com um preço elevado e uma desvalorização ligeriamente rápida, o Novo Ford Edge acaba derrapando e não sendo a melhor opção para quem pensa na desvalorização / mercado de revenda do veículo.

Esquecendo esse quesito, o carro é uma verdadeira nave,  feita por engenheiros para pessoas e engenheiros exigentes. E aí, o que achou?


publicidade

publicidade