publicidade

publicidade

França pretende lançar trens autônomos sem motoristas


Quem disse que os carros são a única forma de transporte que pode se beneficiar da tecnologia que dispensa motoristas?

 

Crédito: Mashable

A empresa ferroviária de propriedade do governo francês e responsável pela gestão dos serviços ferroviários do país tem como foco o que ela chama de projeto “Trem Drone”. O objetivo é desenvolver um trem capaz de realizar todo tipo de operação de maneira autônoma, como, por exemplo, as operações de maquinistas, de ligar o trem, reduzir velocidade e detectar perigos na ferrovia.

A viagem será tão sutil que, segundo os desenvolvedores, você não será capaz de dizer que o trem não tem um condutor. Se os sensores detectarem perigo potencial em seu caminho, ele irá desencadear a travagem automática.

Em última análise, a empresa espera que este trem sem motorista possa fazer viagens mais eficientes, eliminando as manobras e operações meramente burocráticas e repetitivas, embora provavelmente não irá fazer parte da lista dos trens mais rápidos do mundo.

Crédito: Getty Images

As primeiras pessoas a usufruírem  deste trem ainda terão que esperar um pouco, já que sua previsão de conclusão é de apenas 2023. Nesta data será inaugurada uma viagem entre Paris e o sudeste da França.

Mas não se preocupe, haverá humanos a bordo além dos passageiros. Um motorista ainda estará disponível, embora seu papel seja basicamente o de manter a ordem e intervir caso surgir alguma emergência.

+Inspiração em aviões

Enquanto a ideia do transporte em massa automatizado aparenta ser um pouco assustadora para alguns, Matthieu Chabanel, diretor adjunto da SNCF (empresa responsável pelo Trem Drone), apontou que um trem sem motorista não seria muito diferente do recurso de piloto automático em aviões. “Na aeronave, você sempre tem um piloto, felizmente, mas você tem um sistema de direção automática”, observou.

Estão em andamento esforços semelhantes para criar caminhões autônomos também por todo o mundo, inclusive por esse mesmo segmento de pesquisa francês, embora os resultados ainda não tenham sido divulgados.

Se tudo der certo, a SCNF acredita que pode aumentar tanto a regularidade quanto a velocidade dos trens, especialmente em Paris.

Fonte: Mashable


publicidade

publicidade