1

Sob pressão, é um termo que define muito a vida de um estudante de engenharia. Primeiramente passar no vestibular, entrar em uma boa faculdade, tirar boas notas, seguir tudo à risca, iniciar um estágio, participar de projetos, se destacar em meio a milhares de estudantes, dar conta de trabalho, estudos e família. E por fim, escolher realmente o que vai fazer da vida quando concluir os intensos anos de curso.  

E aí, você se identifica com essa situação? De antemão, tenho certeza que você e mais milhares de pessoas se encontram nesse momento em frente a várias portas, porém sem saber qual abrir. É aí que começa um novo tipo de pressão, o de “Para onde devo ir agora?”

pressão

Fonte: Adrien Olichon

As várias possibilidades 

Fazer um concurso público, ou sair por aí e conhecer o mundo?  Abrir minha própria empresa, ou ser CLT e trabalhar para os outros? Estudar mais um pouco, e conquistar aquela tão sonhada vaga de trainee, ou investir nas redes sociais e cursos online? 

pressão

Fonte: Pixabay

Essas são algumas poucas perguntas que aflige todo estudante de engenharia. Onde trabalhar? Com o que trabalhar? Como me encontrar? O mundo da engenharia é muito abrangente, o que possibilita que os profissionais tenham um menu gigantesco com opções sobre “o que fazer da vida agora”. 

Nesse sentido, anota aí algumas possibilidades que você tem para se encontrar: 

Trainee

O sonho de entrar em uma empresa renomada e ser treinado pelos melhores. E o melhor de tudo, sem precisar ter experiência, apenas um diploma em mãos, pro atividade, força de vontade, espirito de equipe e mente aberta. Além disso, ganhar um ótimo salário e de quebra, dar um peso maior ao seu currículo; 

Concurso público 

Para quem quer estabilidade financeira, boa remuneração e bons benefícios, melhor qualidade de vida (horas-extras são em raras exceções), direito à aposentadoria integral, e além disso tudo, começar a carreira construindo uma bagagem juntamente ao setor público brasileiro.

Porém, exige muito estudo e vale um investimento em cursos preparatórios, para você que quer conquistar uma vaga em um bom cargo na área de engenharia em qualquer lugar do Brasil. 

Autônomo

Essa possiblidade vai para aquela pessoa que não se imagina batendo ponto todos os dias, tendo um chefe para dar ordens, e ganhando a mesma quantidade todo mês. Em contrapartida, ser um empreendedor autônomo, não quer dizer que você não vá ter que trabalhar aos fins de semana, que seus clientes vão cair do céu, ou que uma crise financeira jamais irá te atingir.

Em suma, é um longo caminho até você alcançar seu lugar no mercado, conquistar a estabilidade e poder escolher onde e em qual horário irá trabalhar, além disso, fazer o dinheiro trabalhar por você. 

Docente

Para quem quer seguir adiante nos estudos pós faculdade, com um mestrado e até doutorado, que tem o dom de ensinar, que gosta de conhecer pessoas novas a todo momento, que se sente realizado em ajudar a desenvolver o conhecimento das pessoas.

Dessa forma, a área de docente é muito indicada, já se imaginou dando aula em universidades renomadas? Participando de grandes projetos científicos? Fazendo parte da formação da carreira de milhares de pessoas?  

Como vou saber para onde devo ir? 

Essa pergunta é muito difícil, principalmente quando somos colocados à frente de muitas áreas e possibilidades, incluindo a pressão. Inicialmente, posso falar a você que não tem como saber exatamente para onde você deve ir, afinal, quase nunca temos certeza de nada na vida.

Porém, posso complementar essa resposta falando que apesar de não termos certeza de qual caminho tomar, você sempre terá a opção de voltar algumas casas e começar novamente escolhendo outra possibilidade. 

pressão

Fonte: Suzy Hazelwood

No entanto, existem alguns pontos durante a vida acadêmica que poderão auxiliar você nessa escolha. Uma delas é:

fazer um estágio

Ou trabalhar não necessariamente na sua área, mas simplesmente trabalhar irá ajudá-lo a desenvolver suas características profissionais. Sabe por quê? Porque você escolher a área que irá seguir não vai exigir de você apenas saber da sua engenharia ou ter um diploma em mãos. Muito pelo contrário, exigirá que você saiba lidar com problemas, com pessoas, trabalhar em equipe, ser proativo, saber se comunicar, e até saber liderar.  

Dessa forma, se você bem observar, verá que qualquer trabalho em qualquer área exige essas e outras características das pessoas. Então meu conselho para você nesse primeiro momento é, TRABALHE! 

Continuamente, outro ponto que poderá servir de apoio a você é:

Se envolver em projetos acadêmicos dentro da sua universidade

Além disso, muitas universidades possuem programas de estágio não remunerado para auxiliar os estudantes na construção de sua experiência. No entanto, sei que parece ser um sacrifício muito grande trabalhar de graça, porém todo mundo precisa começar de algum lugar, de alguma maneira, então esse é o momento de dar sua cara a tapa e colocar em prática suas habilidades. 

Por último, mas não menos importante, uma das opções que poderá te auxiliar nessa tomada de decisão, é:

fazer uma pesquisa de mercado

Ou seja, avaliar na sua cidade ou estado o que está demandando mais para a sua área. Essa é uma ótima maneira de você começar! 

Ingressando no mercado de trabalho 

Uma das principais dificuldades de um recém formado, é ingressar no mercado de trabalho e conquistar seu espaço. Além disso, descobrir o que sabe fazer de melhor e fazer da profissão que escolheu se ganha pão. Então são várias barreiras, a primeira delas é se formar, e depois começar a trabalhar. Dessa forma, separei algumas dicas para te apoiar nessa imersão. 

Trabalhe durante a faculdade

Eu já falei disso aqui várias vezes, em vários artigos. Porque é a melhor opção para iniciar nessa vida, já durante seu curso. Infelizmente, várias pessoas apenas se dedicam a tirar boas notas e cumprir seu tempo dentro da faculdade achando que isso irá abrir grandes portas profissionais. Muito pelo contrário, a faculdade não é o reflexo do que você fará depois dela.

Mas calma, sei que é difícil encontrar um estágio, então nesse meio tempo, ofereça seu serviço de forma gratuita que seja na padaria perto da sua casa (caso você esteja cursando engenharia de produção), ou em uma obra residencial que seu tio está trabalhando (caso você faça engenharia civil).  

Conheça pessoas

Também chamado de networking, conhecer pessoas certas, seja no meio acadêmico e principalmente no profissional. Principalmente se você faz estágio e tem pretensão de ser efetivado, mas não estou falando de puxar saco não. Estou falando de se envolver com as pessoas da sua equipe, esquece que você é um estagiário e se mostre a eles, mostre do que você é capaz, fale sobre suas ambições, faça amizades. E por fim, lembre-se que sozinho sempre será mais difícil, por isso ter as pessoas certas ao seu lado, irá favorecer você futuramente. 

Fonte: Polina Kovaleva

Pesquisa e análise de mercado

Já citei sobre isso, e reforço aqui essa dica. Você precisa saber o que está em alta, isso já será meio caminho andado. 

Seja diferente, seja criativo!

Aposto que em algum momento, você já viu um objeto, ferramenta ou aplicativo incrível e pensou “porque eu não pensei nisso antes?”. E se você foi observar, os criadores por trás dessas invenções são simples pessoas que decidiram nadar contra a maré.

pressão

Fonte: Daniel Reche

Mas o que eu quero dizer com isso? Simples, faça coisas que as pessoas não estão fazendo, que o mercado está necessitando, que as pessoas buscam, porém ninguém oferece. Escolha atuar em áreas onde existe escassez de mão de obra, mesmo que pareça difícil, mas vai por mim, você poderá até escolher onde irá trabalhar. 

Dicas para lidar com a pressão 

Saiu um artigo na Forbes Brasil, onde o colunista Flávio Augusto dono do time de futebol Orlando City, cita 6 dicas para ajudar as pessoas a lidarem com a pressão, não especificamente em um momento específico na vida, mas nela como um todo.

Dessa maneira, decidi replicar essas dicas a você estudante de engenharia, que se encontra em um grande momento de tensão e pressão, e antes de fazer suas escolhas, passe por um momento de reflexão. 

1- Viver estressa 

Em qualquer hipótese, desde a hora que você acorda, você passará por estresse. A cada suspiro, a cada célula perdida, a cada preocupação e até mesmo a cada alegria intensa, pelo simples fato de estar vivo, você gastará energia e isso produzirá estresse. Precisamos aprender a compensar, a descansar, a recuperar a energia para voltarmos mais inteiros ao nosso dia a dia. 

2- Você é livre 

Tudo o que você faz é porque você quer. Por isso você não deve fazer nada apenas para satisfazer os outros, seja a família, seja quem te financia. Sim, essas pessoas são importantes, mas não esqueça que os projetos são seus e não delas. Ao manter isso bem vivo em mente, você logo vai perceber que muito da pressão que sente é porque essa convicção se perdeu pelo caminho em algum momento. 

Fonte: Pixabay

3- Faça uma pausa 

Se sentir que a fervura está alta, falte à aula, peça alguns dias de dispensa no trabalho e dedique um tempo para organizar seus objetivos. Um tempo para pôr ordem na casa. Verifique se no meio do percurso você passou a ocupar o seu tempo com coisas que não fazem sentido e que tenham mais a ver com o status quo do que com o seu propósito de vida. Investir tempo para refletir se estamos na direção do que planejamos sempre dá um excelente retorno. 

4- Faça um detox digital 

Avalie se as redes sociais estão tomando um lugar mais importante do que deveriam em sua vida. Passar tempo demais navegando (ou naufragando) pelas redes sociais pode produzir em você, mesmo sem perceber, uma preocupação excessiva com o que as pessoas pensam e uma necessidade exagerada de aprovação, a ponto de você passar a exagerar os likes ou os comentários como uma forma de nutrir sua fome de aceitação. A única coisa que importa é se você está cumprindo o seu propósito de vida. O resto, incluindo a opinião dos outros a seu respeito, é secundário. 

5- Não tenha medo de mudar 

Repito: você é livre e não é obrigado a fazer nada que vá contra sua natureza. Isso inclui o emprego chato que serve apenas para pagar as contas – e que por isso tem medo de mudar. Sem dispensar uma dose de planejamento e se possível de aconselhamento com um especialista, não tenha medo de mudar de vida. Vale até trocar o corte de cabelo, o estilo de se vestir, a cidade onde você mora. O que você não pode fazer é mudar sua essência para ser aceito. 

6- Olhe adiante 

Você ainda tem muita vida pela frente. Não caia na armadilha de achar que está velho, que o tempo passou e você perdeu o bonde do sucesso ou da felicidade. Muitos talentos desabrocham depois dos 50. Independentemente de sua idade, você não é um fracasso, ainda que colecione histórias de insucesso em seu histórico – esses tropeços, aliás, são combustível de nove entre dez pessoas de sucesso.

Na hora em que você estiver alinhado com o seu propósito de vida, que tiver deixado de ser escravo das opiniões alheias e que suas tarefas estiverem em harmonia com tudo isso, seus fantasmas imaginários desaparecerão num estalar de dedos. 

E finalmente, são com essas valiosas dicas que eu finalizo esse artigo, reforçando que você sempre poderá recomeçar, mesmo que tudo esteja se encaminhando para dar errado.

Ainda também reforço para dizer a você, que nunca sairemos do posto de estudantes, essa é uma das essências de um bom profissional. Dessa forma, fica ligado no próximo artigo que falará sobre essa vida de ETERNOS ESTUDANTES. 

Bibliografia: 6 dicas para lidar com a pressão (Forbes Brasil, junho 2021)

Pamela Thaís Licheski
Sou Engenheira Civil, catarinense com 23 anos. Atualmente atuo na área de saneamento na região do Mato Grosso, com atividades de combate a perdas, supervisão operacional e georreferêciamento. Além disso, possuo vasta experiência na área de projetos e posso dizer que tenho muita história da faculdade para contar. Li recentemente em um livro, que não precisamos ter sucesso para sermos felizes, mas precisamos ser felizes para ter sucesso. Acredito que é a felicidade que impulsiona o sucesso. Então que sejamos felizes no que escolhemos fazer no mundo! Instagram: @pamelathaiss_

Planejamento Estratégico: 4 passos para fazer o seu!

Previous article

De Estagiário até Engenheiro em 3 passos.

Next article

You may also like

1 Comment

  1. […] Porém, além de seguir esses passos, você passará por grandes tomadas de decisão, será colocado… […]

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Colunistas