ColunistasEngenhariaEngenharia de ComputaçãoEngenharia de Software

Linha do tempo dos celulares, entenda a evolução e a história dos smatphones

0

Aproveitando a “deixa” que a Apple nos deixou ao lançar o iPhone 12 há poucos dias atrás, vamos olhar para os ancestrais dos nossos celulares/smartphones, e contudo observar a evolução que se obteve para chegarmos nas monstruosas engenharias tecnologias que hoje carregamos em nossos bolsos.

1983 – Motorola Dynatac 8000 X

Este é o primeiro telefone do mundo a ser chamado de portátil. Pode não parecer muito para os padrões atuais, mas antigamente, se você conseguisse carregar alguma coisa dentro da sua maleta, já era considerado portátil demais.

O Motorola Dynatac foi lançado em 1973 e começou a ser vendido no valor de U$$3.995 o equivalente a pouca mais de U$$9.000.

Ele media mais que 30 centímetros, sem contar com a antena e pesava 800 gramas

Sua bateria demorava 10 horas para ser carregada, e permitia ser usado por 30 minutos.

Por mais absurdo que isso pareça ser nos dias de hoje, esse celular só servia para fazer e receber ligações.

1990 – Motorola PT-550

Quem nasceu na década de 80 provavelmente vai se lembrar do Motorola PT-550. O primeiro celular vendido no Brasil, chegou por aqui em 1990 e logo ganhou o apelido de “tijolão”, graças aos seus 348 g e 22,8 cm de altura. Também conhecido como MicroTAC 550, ele vinha com o até então inovador flip para proteger as teclas e estava disponível nas cores cinza claro e cinza escuro.

Apesar das especificações que agora parecem irrisórias, na época a tecnologia custava caro. O Motorola PT-550 era vendido a cerca de US$ 3 mil lá fora, uma pequena fortuna pela qual só podia pagar quem era rico (ou quase isso).

1994 – IBM SIMON

O primeiro celular Touch Screen da história.

Se você pensava que o primeiro celular touch da história fosse o iPhone 3, você estava equivocado. Logicamente a Apple revolucionou o touch screen. Mas foi a IBM com o celular IBM SIMON que nos trouxe a primeira experiência do toque na tela.

Este aparelho era bem avançado para a época que foi lançado, além do toque na tela ele tinha calendário, agenda, relógio, bloco de notas e até teclado virtual. Ainda por cima, ele  enviava e recebia FAX

1996 – Motorola Starttac

Lançado em 1996, o Motorola StarTAC é considerado por muitos o primeiro celular a se preocupar com o design. Ele inaugurou o estilo clamshell (também conhecido como concha) e pesava apenas 88 g, o que o tornava o aparelho mais portátil da época.

Mas seu pioneirismo não parou por aí. O telefone também foi o primeiro a ter modo vibração, até então usado apenas nos pagers. Outra característica marcante era a capacidade de plugar uma segunda bateria, dobrando o tempo de conversação.

Seus recursos incluíam envio e recebimento de SMS, funcionalidade incomum nos celulares de então – e que mesmo no StarTAC só foi adicionada nos modelos digitais, lançados mais tarde. Somando todos as versões, cerca de 60 milhões de unidades do aparelho foram vendidas.

1996 – NOKIA 9000 Communictator

Se atualmente o fator  inovação não é tão impactante quanto o lançamento do 9000 representou o salto nas especificações ao longo dos anos é bem claro. O smartphone da Nokia tinha 8 MB de capacidade total de memória, dividida entre o sistema, aplicações, para lidar com os programas em execução e o armazenamento. O processador era o Intel i386 rodando a 24 MHz e a tela LCD com resolução de 640×200 pixels e peso de 397 gramas.

Dentre suas principais características o Nokia 9000 Communicator podia acessar à internet via browser, que além de texto lidada com gráficos, conexão com computadores via infravermelho, calculadora, agenda, bloco de notas e o teclado QWERT, uma das maiores sensações por muitos anos na telefonia móvel.

2000 – NOKIA 3310

 

Nokia 3310 é um celular da NOKIA que foi lançado no ano de 2000. Foi um dos principais lançamentos da empresa nos anos de 2000 a 2003, com 126 milhões de unidades vendidas. Ele era conhecido também por nunca se partir, chegando a ser chamado pelo nome de “Tijolão”

2004 – Motorola RAZR V3

Foi em 2004 que a Motorola lançava o icônico RAZR V3, esse celular, logo alcançou o posto “sonho de consumo”. O sucesso do aparelho foi motivado em grande parte pelo seu design. Fino, com duas telas coloridas e um teclado prateado imitando aço escovado, o telefone fashion passou das 130 milhões de vendas e deu origem à linha Razr.

Mas não só de aparência viveu o V3. Ele trazia conexão com Internet via WAP, permitindo enviar e-mails, além de SMS e MMS. A presença de uma câmera VGA (640 x 480 pixels) também abriu novas possibilidades aos usuários, que podiam inserir fotos dos contatos na agenda para identificar melhor as ligações.

Outras características até então raras eram as conectividades Bluetooth e mini USB, Mas fora isso, ele reproduzia MP3 e MP4, tinha compositor de toques, permitia baixar sons polifônicos e dispunha de 5,5 MB de armazenamento.

2005 – Sony Ericsson W800i

O celular que chegou com a marca “walkman” esta linha de celular chegou dando total destaque a musicas. Com cores vibrante e chamativas, aliás, seu principal slogan era unir funcionalidades com uma boa musica.

2007 – O Primeiro celular da Apple

Aqui já começamos a nos sentir em casa. Apple lança o primeiro iPhone e revoluciona o mercado dos celulares, trazendo multitarefas em um só dispositivo.

2020 iPhone 12

Se você quer conhecer o ultimo celular lançado no mundo até aqui, e contudo notar o salto que a tecnologia deu em favor do mundo na área dos celulares, é só clicar no link abaixo:

Apple anuncia iPhone 12 sem carregador e destaca 5G
Marcelo Vinicius
Marcelo estudou Engenharia Civil pela Universidade Nove de Julho, e hoje cursa sua 2ª graduação em Análise e desenvolvimento de sistemas pela Universidade Anhembi Morumbi, é um amante da tecnologia e acredita que Engenharia alinhado com a Tecnologia é um diferencial para sua carreira. Marcelo também atua no mercado financeiro como analista gráfico, onde decidiu se aprofundar afim de empregar melhor seus investimentos, ele acredita na ideia de que o mercado financeiro não é para todos, mas que é para todo engenheiro. Marcelo tem 27 anos, é casado com uma dentista graduando, e um baterista nas suas horas vagas, apaixonado por musica. instagram: @marviingarcia

    É mandioca ou aipim?

    Previous article

    5 dicas imprescindíveis para conciliar estudos, trabalho e exercícios

    Next article

    You may also like

    Comments

    Leave a reply

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    More in Colunistas