publicidade

publicidade

NASA desenvolve pneu quase indestrutível


Pela Lei de Murphy, um pneu sempre vai furar no pior momento possível. Porém, pior do que ter o pneu furado em uma péssima hora, é ter um pneu furado na Lua ou em Marte, onde não tem ninguém para trocar. Por isso, a NASA desenvolveu um pneu quase indestrutível que pode ser uma solução viável para os robôs que desvendam terrenos fora da Terra.

Imagem: .designboom.com

O pneu, denominado Superelastic Tire, é feito de uma liga de titânio e níquel que possui memória. Materiais com propriedade de memória de forma podem ser deformados plasticamente e voltar à forma original. O Superelastic Tire pode suportar uma deformação de até 10% sem ser permanentemente danificado, além de permitir maior capacidade de transporte de carga e mais flexibilidade.

+Saiba mais

A NASA pesquisa há anos por um pneu ideal para que os carros robôs possam circular por superfícies de outros planetas, com grandes crateras ou rochas, por exemplo. Os primeiros testes foram com pneus ocos feitos de molas de metal, mas o problema é que as deformações ao longo do tempo faziam com que eles perdessem a forma e a função de pneu. O Curiosity, por exemplo, um robô que explora Marte, possui rodas de alumínio. Adaptar o Curiosity com o Superelastic Tire melhoraria o seu desempenho nos passeios pelas dunas do planeta.

Imagem: technology.nasa.gov

Apesar de ser uma alternativa viável aos pneus convencionais de borracha, deve demorar um pouco para pneus como o Superelastic Tire chegarem ao mercado, se isso realmente acontecer. Embora sejam vantajosos para aplicações como veículos militares, aeronaves, máquinas agrícolas e de construção e outros, é necessário fazer adaptações nesses veículos antes de trocar o pneu convencional pela nova invenção.

+Vídeo

Referências: NASA, NYDN, Desing Boom.


publicidade

publicidade