ColunistasCuriosidadesEngenhariaEngenharia de MinasGeotecnia

O acidente Geotécnico que chocou a família Real Britânica

0

A série mundialmente conhecida, The Crown da Netflix mistura realidade e ficção sobre a história da Família Real Britânica. Nela são mostrados diversos acontecimentos importantes na Europa e a fatores da Engenharia da época não poderiam ficar de fora.

Dessa forma, um acidente com uma mina de carvão conhecido como desastre de Aberfan é bem retratado na terceira temporada da série. E como isso afetou a população e a grande autoridade da época: a Rainha Elisabeth II. Veja abaixo a cena que retrata o acidente.

Conheça Aberfan

Primeiramente, o local é uma vila no sul do País de Gales que também era território de responsabilidade da rainha. Esse local era basicamente movimentado pela extração de carvão, que teve início nessa atividade por volta de 1869 e chegou a ter até mais de 600 minas ativas.

aberfan

Um dos maiores acidentes da região

Ocorrido no dia 21 de outubro de 1966, um colapso em um dos aterros nos quais eram despejados os rejeitos das minas causou uma enorme avalanche de mais de 150 mil toneladas de resíduos no pequeno vilarejo. Esse acidente causou mais de 144 mortes, sendo dessas vítimas 116 crianças que estavam em uma escola que foi soterrada.

aberfan

Funeral das vítimas do desastre.

Há indícios que após fortes chuvas naquele período foi um dos fatores agravantes do acidente, porém moradores já apontavam a possibilidade de ocorrerem deslizamentos por esse depósito de resíduos já estar acima do limite de segurança, já demonstrando instabilidade no solo.

Família Real Britânica e envolvimento com o caso

Antes de mais nada, existem protocolos da Realeza, nos quais fizeram com que a Rainha Elizabeth II demorasse oito dias para de fato estar presente no local. Existem muitas teorias sobre essa demora, como por exemplo que a Rainha não queria ser vista em um local com uma tragédia tão grande.

Porém de fato o que é dito por pessoas que trabalharam diretamente com Elizabeth II, é que um dos maiores arrependimentos em todo seu reinado foi essa demora. Existem relatos que foi uma das primeiras vezes que ela foi vista chorando em público.

Posteriormente, o filho mais velho da Rainha, Charles o Príncipe de Gales fez um discurso em memória das vítimas do trágico acidente.

Rainha

Rainha Elizabeth II em sua visita ao local da tragédia.

Consequências e culpados da tragédia

A princípio, um inquérito foi aberto para identificar as causas do ocorrido, assim como as condições geológicas do local. A polícia ouviu testemunhas e levantou diversas informações.

Após toda investigação foi concluído que o Conselho Nacional do Carvão era responsável por ignorar as condições perigosas do aterro. Famílias foram indenizadas, mas não houve nenhuma punição criminal, porém três anos depois uma lei foi aprovada para garantir a segurança das pessoas que viviam próximas de minas e pedreiras.

aberfan

Quer saber sobre mais curiosidades da Engenharia? Você pode clicar aqui e ter acesso aos meus outros artigos. Além disso, você consegue me encontrar nas redes sociais: Instagram | Linkedin

Isabela Guedes
Engenheira Civil, especialista em Geotecnia e MBA em Gestão de Obras na Construção Civil. Desde o início da graduação trabalhei em diversas áreas da Engenharia, o que me trouxe uma vasta experiência de sete anos no mercado. Moro atualmente no interior do estado do Rio de Janeiro, possuo 28 anos e sou apaixonada por novos desafios, tecnologia e inovação, séries e games. Produzo conteúdo nas minhas redes sociais com muito humor e de forma acessível para quem não é da área, misturando minhas duas paixões Engenharia Civil e Cultura Pop. Tenho como grande objetivo trazer mais visibilidade para as mulheres na construção civil. Instagram: @isabelaeng

Utilizar de processos para controlar geometrias

Previous article

Corrida do Turismo Espacial

Next article

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Popular Posts

Login/Sign up