CarreiraEngenharia

O engenheiro de alto nível

56

Ano passado, durante um seminário na universidade, um professor nos apresentou o que ele considerava ser um engenheiro de alto nível. Achei interessante a definição dele, de modo que decidi compartilhá-la, com alguns itens meus em acréscimo.

engenheiro-alto-nivel-blog-da-engenharia-01

Um engenheiro de alto nível é o produto do esforço de um estudante de engenharia que tem interesse tanto em pesquisa quanto em mercado de trabalho. Nesse sentido, é alguém com uma sede imensa de conhecimento, aliada à busca pelas melhores oportunidades. Para alguém assim, não há falta de emprego.

Costuma-se visualizar as opções de carreira do seguinte modo: ou o cidadão se forma e já vai para o mercado de trabalho, prestando concurso para uma multinacional, por exemplo, para então construir uma carreira na empresa, ou opta por estudar mais e mais e seguir carreira acadêmica. Pesquisas já haviam mostrado que quem sai da graduação diretamente para o  mercado de trabalho tem mais empregabilidade nas indústrias, por uma questão de estilo profissional.

Entretanto, com a crescente concorrência dos processos seletivos juntamente com a associação cada vez mais frequente de competitividade com inovação, as empresas têm preferido engenheiros cada vez mais bem formados, com formação ampla e noção vasta de vários campos. Nos EUA é comum as empresas contratarem pesquisadores para trabalhar com R&D (Research and Development – Pesquisa e Desenvolvimento) e esse cenário tem sido cada vez mais uma tendência mundialmente, fomentando cada vez mais a qualidade dos produtos e o apreço às marcas, e, é claro, valorizando as melhores mentes por trás dos grandes projetos de engenharia.

engenheiro-alto-nivel-blog-da-engenharia-02

Um engenheiro de alto nível começa a ser formado nos primeiros anos da graduação (ou mesmo antes). É alguém que tem o perfil de engenheiro, mas procura se aprofundar nas áreas que mais lhe interessa. Não raro, podemos ver esse estudante de engenharia discutindo economia, política, filosofia, física quântica ou neurociência, porque é alguém que está em sintonia com as principais inovações nas ciências em geral. Procura aprender novas línguas, ou a tocar um novo instrumento musical. É uma pessoa que entra em qualquer círculo de conversação, dada a sua versatilidade (e a capacidade de trabalhar em rede – o que os administradores chamam de networking). É alguém sobre quem não podemos ter certeza de que obterá o sucesso naquilo que deseja, mas ao menos podemos dizer, com todas as letras, que tem comprometimento para tal.

É esse perfil de engenheiro que, atualmente, fatura centenas de milhares de dólares por ano em cargos de chefia estratégica nos Estados Unidos. É esse tipo de engenheiro que encabeça as mais produtivas linhas de produção mundo afora. E é esse tipo de engenheiro que as universidades brasileiras precisam se preocupar em formar, tendo em vista as nossas já iminentes necessidades energéticas, agroambientais, tecnológicas, socioeconômicas, etc.

***

Desejo veementemente àqueles estudantes de engenharia que, ao terem lido esse texto, sentiram uma pontada de esperança nascer no peito, que busquem se tornar engenheiros de alto nível, para assim, serem autores de grandes mudanças e novos paradigmas para a engenharia.

CNPq dobrará número de bolsas para formação de engenheiros

Previous article

Google abre programa de estágio em São Paulo

Next article

Você também pode gostar

56 Comentários

  1. Excelente!

  2. Muito bom esse post. É até um incentivo pra quem está começando a faculdade de engenharia, como eu.

  3. Muito bom o post, adorei. Me identifiquei bastante com a descrição de um engenheiro de alto nível. Estou no quinto ano de Engenharia Civil na University of Phoenix no EUA. Sou apaixonado por engenharias.

  4. muito bom esse post… me identifiquei muito.

  5. Sua abordagem foi excelente Rafael Tadeu. Devemos também lembrar do déficit de engenheiros no mercado de trabalho brasileiro. Segundo dados do CONFEA (Conselho Federal de Engenharia e Agronomia) esse déficit alcança o assombroso número de 20.000 (vinte mil) por ano. E tende a aumentar em virtude da demanda de grandes projetos como o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), o Programa Minha Casa, Minha Vida, a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016.
    Ao mesmo tempo que se deve lutar para a formação de engenheiros cada vez mais preparados deve-se tentar suprir essa demanda. A China, um país que cresce cada vez mais, forma por ano o incrível numero de 300.000 (trezentos mil) engenheiros por ano. Enquanto o Brasil não ultrapassa 30.000(trinta mil). É uma situação alarmante que se não for alterada poderá influenciar na economia brasileira em um futuro próximo.

  6. Além de todas as características bem apresentadas acima, o engenheiro de alto nível deve ser humilde e reconhecer equívocos, não propagar erros e discutir. Ter visão de 360° (não só espacial, mas também temporal). Observar e construir, trocar experiências e aceitar sugestões. Ser criterioso e além de tudo verdadeiro, exato, preciso.
    Parabéns

  7. Muito interessante o texto. Espero que sirva de inspiração pra essa nova geração de engenheiros que vem por ai.

  8. Muito bom o texto. Deveras, muitas pessoas associam o bom engenheiro à ter somente uma capacidade absurda com cálculos… Ótima dica. 😀

  9. Curtir o post, e espero me tornar um engenheiro de alto nivel 😀 esforços para isso não são negados….

  10. Muito interessante. Gostaria de ressaltar que são esses engenheiros que farão a diferença amanhã.

  11. É esse tipo de engenheiro que eu quero ser. (yn)
    Fé e força de vontade.
    Muito bom o texto.

  12. Parabéns, ótimo texto, leitura fácil e compreensível.
    Me identifiquei muito com o texto, espero que possa ajudar outros estudantes iguais a mim.
    Obrigado.

  13. Parabéns pelo Blog! Excelentes textos, realmente levam-nos a abrir nossas mentes sobre a realidade de ser engenheiro e nos nortear tanto dentro da universidade como no mercado de trabalho.
    Valeu mesmo.
    Lucyano Rodrigues
    ACADÊMICO DE ENGENHARIA ELÉTRICA – UFC

    1. Obrigado Lucyano! Esse é o nosso objetivo, e buscamos ajudar vocês, estudantes de Engenharia cada vez mais!
      Att, Eduardo Cavalcanti
      Engenharia Civil – PUC Campinas

  14. Utilizar una ebike es una forma muy divertida de hacer ejercicio.
    La bicicleta eléctrica combina el esfuerzo al poderse utilizar como una bici convencional, con
    la comodidad al poder utilizar su motor para desplazarse.
    Está claro que es una manera de transporte alternativo que sabe convertir los jornadas en un entretenimiento y son el futuro en cuanto a modos de
    transporte.

  15. Excelente texto, estou no 2º termo de engenharia, me motivou muito!

  16. Engenheiro: veja anúncio produzido para você: //tinyurl.com/8sv9r86: acesse o vídeo //tinyurl.com/8gxhqb7 e visite o site //tinyurl.com/8wpp74g

  17. Bem que o Paulo fala toda semana…

  18. Belo artigo Rafael.

  19. Muito bom!

  20. Obrigado pessoal, ficamos contentes que gostaram!

  21. Mas não seria isso o certo para todos hoje em dia que deseja uma formação?? Ou será que sou um dos poucos que pensam assim?

  22. Ótima reflexão! O curso de Engenharia é apenas um passo para formação de um bom profissional, devemos a todo momento buscar aprimorar nossa capacidade intelectual e aumentar o conhecimento. Forte abraço e sucesso a todos. Fiquem com Deus.

  23. Muito boa essa sua colocação, as universidades deveriam se preocupar mais em formar profissionais qualificados e com uma grande gama de conhecimento, tanto quanto, os próprios estudantes em se aprofundar mais nos assuntos e pesquisas, não contentando-se apenas com o ensino da universidade. Afim de tornar-se profissionais de alto nível.

  24. belo texto…

    1. Rayson, acredito que eu tenha achado um documento seu (CDI). Estou tentando te localizar na internet, esse foi um dos rastros.

  25. Amei o artigo. Já são quase meia noite e eu estava cansada de estudar, só foi preciso ler isso pra voltar para os livros!

  26. Super- Ultra- Mega-Power Curti!!!

  27. Incrivel…Parabéns, muito bom mesmo.

  28. EXCELENTE TEXTO !

  29. Obg pelo texto, sucesso!

  30. É exatamente este o estilo de Engenheiro que o mercado procura, sempre indo além!!!

  31. Adorável. Tal texto revela, em suas entre linhas, a meta de contagiar e inflamar positivamente todos acerca do mundo maravilhoso das engenharias.

  32. Me identifiquei muito com o post. Na minha opinião tenho um perfil desses, só que ainda busco muito conhecimento para mim mesmo e para meu aperfeiçoamento profissional.
    Fiquei feliz com o tipo de perfil que as empresas buscam e espero que no futuro quando formado possa fazer parte desse grupo.

  33. excelente!…

  34. Muito bom … chego lá

  35. Gosto muito do blog e sempre leio. Esse foi com certeza mm dos melhores posts que eu já vi até hoje no blog pois apesar de estudar em uma faculdade e não uma universidade, tenho muito interesse pela pesquisa assim como pela indústria. E é nesse tipo de profissional que pretendo me formar.

  36. Depois que pegar o jeito de fazer calculos amigos ai ninguém me segura é a unica coisa que me espanta.um dia vou fazer um projeto que vai mudar o mundo e a vida de todos mas primeiro vamos focar em calculos.

  37. Muito bom esse post, estou ainda no Ensino Médio e adorei esse ramo que quero seguir.

  38. Oi!!! Sou recém formada e recentemente me bateu aquele desespero do “e agora??” bom, passei alguns dias dos últimos meses procurando um texto como esse! Apesar de ter encontrado algumas abordagens sobre as opções de futuro e etc, esse texto me disse exatamente o que eu precisava no momento! =D

  39. Nos EUA…
    Nós sabemos que no Brasil a coisa tá um pouco diferente.

  40. Bom texto, só gostaria de frisar que engenheiros podem trabalhar pra si mesmos em alto nivel, sendo bem sucedidos.

  41. Muito bom o post sou estudante de engenharia iniciante e to passando por umas dificuldades pelo pouco conhecimento do ensino médio que tive, escola pública, alunos poucos comprometidos (com exceções ) e professores muitas vezes cansados de dar aula (à noite, alunos desinteressados e uma longa carreira difícil como educador) é realmente difícil, mas quero vencer!

  42. muito bom, irei voltar das ferias com mais vontade de estudar, as vezes precisamos de mais motivação para voltar a estudar, pois ouvimos muitas coisas negativas e isso faz com que nosso rendimento diminua. Parabéns

  43. Artigo interessante, sou engenheiro mecânico e tenho paixão por engenharia, bem como todo tipo de conhecimento. De fato não é o perfil para o mercado brasileiro entender de plantas, solo, micro-organismos, combustíveis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em Carreira