0

Você já parou pra pensar no quanto a automação está presente no seu dia a dia? Você sabe qual será o futuro da automação?

A automação deixou há algum tempo de ser temática de filmes futuristas e ficção científica. Hoje, com um investimento razoavelmente baixo qualquer pessoa pode automatizar suas casas, seus escritórios ou ambiente de trabalho. As assistentes virtuais, como Alexa da Amazon ou Siri da Apple, já existem há alguns anos e nos últimos tempos têm se popularizado bastante no Brasil.

Nota-se que a automação avança em praticamente todos os setores da indústria e da prestação de serviços. Por exemplo, as casas inteligentes têm se tornado uma tendência e a ambição de muita gente, principalmente pela praticidade e segurança que a automação residencial pode oferecer.

A previsão é de que dentro de uma década todas as moradias com padrão de média a alto construídas aqui no Brasil serão automatizadas em algum nível.

A automação é uma faca de dois gumes?

desemprego x automacao

Em outras palavras, a automação das coisas é uma faca de dois gumes. Se por um lado ela torna a vida dos clientes mais fácil e segura, por outra a evolução desse tipo de tecnologia tem tirado o emprego de muita gente.

Segundo uma pesquisa da Universidade Harvard, no país tupiniquim existem 44,5 milhões de pessoas, representando mais da metade da força de trabalho no Brasil, trabalhadores dos setores formal e informal, que possuem chances iguais ou maiores do que 70% de perderem seus empregos para a automação nas próximas décadas.

No entanto, o conceito de automação de máquinas não é novo, principalmente em setores industriais, como a área automobilística, nuclear e espacial. Na primeira, a utilização de robôs como mão de obra já está bem estabelecido e é realidade há anos. Nas outras duas, a insalubridade dos ambientes de trabalho e a precisão necessária para montagem e manutenção de aeronaves são motivos do porquê a automação tem crescido nessas áreas.

No meio da saúde, a automação das máquinas e/ou utilização de robôs teve início com o objetivo de cumprir tarefas básicas.

Romanelli (2018) conta que:

O desenvolvimento e o uso de robôs na área da saúde está se tornando cada vez mais amplo. Eles já são utilizados para mover suprimentos, distribuir medicamentos e conduzir operações cirúrgicas precisas.

Seja como for, a automação está cada vez mais presente na vida das pessoas, auxiliando e melhorando em todos os aspectos, desde setores industriais, saúde e até mesmo em residências. Logo, a tecnologia tem seus impactos, mas devemos aproveitar essa disponibilidade e fazer uso dela para nosso bem estar e/ou crescimento profissional ou pessoal.

Portanto, com o crescimento excepcional da tecnologia, as aplicabilidades da automação estão cada vez maiores, e no futuro mais setores irão se beneficiar com esse avanço.

Em outras palavras, quem não se adaptar a essa nova realidade, vai ficar para trás. E você? Já embarcou nessa realidade?

Quer saber mais sobre Smart Home? Clique aqui!

Nataly Maximiliano
Engenheira de Controle e Automação. Foi Coordenadora Regional do Programa CREAjr-SC no ano de 2019 e 2020. Os campos de interesse específicos incluem tecnologias que beneficiem a saúde humana, programação, banco de dados, engenharia clínica e biomédica.

    Catálise, propriedade dos catalisadores – Parte 2

    Previous article

    A Segurança contra Incêndio e o novo normal na pandemia

    Next article

    You may also like

    Comments

    Leave a reply

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    More in Colunistas