ColunistasDestaqueDestaque + Editor's PickDestaque + PopularesEngenharia

Perito Judicial em Engenharia: Dicas Essenciais Sobre a Carreira

1

A engenharia é um campo profissional que possibilita diversos segmentos de atuação e uma carreira que possui bastante potencial é a de perito judicial em engenharia!

Portanto, se você quer saber mais sobre a área de perícia de engenharia e como ela pode ser uma ótima escolha para você seguir carreira, é só continuar acompanhando a leitura com atenção.

O que faz um perito judicial em engenharia?

Perito Judicial em Engenharia

O perito judicial em engenharia é o profissional responsável por auxiliar o juiz a tomar decisões em processos judiciais que estão relacionados à área de engenharia.

Então, por exemplo, em um processo referente a um problema, um conflito, em uma obra, o juiz solicitará o trabalho de um perito para que possa auxiliá-lo.

E, assim, o profissional fará análises aprofundadas em relação à situação, irá elaborar um laudo com todas as informações necessárias e apresentará um parecer técnico referente ao assunto.

Isso porque, o juiz não é um especialista em engenharia, o campo de atuação dele é outro. 

Portanto, para que ele possa tomar a melhor decisão em um processo, ele precisa da perícia, da investigação do perito judicial em engenharia!

E porque essa área é promissora?

Perito Judicial em Engenharia

Porque, atualmente, existem inúmeros processos na justiça que precisam do auxílio do profissional de engenharia, principalmente em relação a conflitos de obras. Ou seja, há uma grande demanda para este tipo de trabalho.

Além disso, outro fator que torna esta área interessante é que muitas empresas de construção estão construindo prédios e fazendo obras de maneira mais rápida, porém, sem respeitar, muitas vezes, o tempo necessário de cura dos materiais.

E, como consequência dessa “pressa”, diversos problemas podem acontecer, sendo que, em muitos casos, essas situações desagradáveis só são resolvidas na justiça, onde, novamente, faz-se necessário o trabalho do perito.

Como começar na área? 

Para começar a atuar como perito judicial em engenharia, é necessário que você atenda os seguintes requisitos:

  • Ser formado em engenharia;
  • Ter registro ativo no CREA (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia);
  • E fazer um cadastro no site do Tribunal de Justiça do seu Estado, pois será neste momento que você informará seus dados pessoais e seu currículo/suas especializações para, depois, poder ser nomeado e atuar de fato.

Dicas importantes para a carreira

Perito Judicial em Engenharia

Para finalizar, separamos algumas dicas importantes para você que atua ou pretende atuar como perito judicial em engenharia.

Qualificação contínua

Para trabalhar como perito judicial você não precisa fazer um curso específico, porém, se você quer ter uma carreira de sucesso e ser nomeado com frequência para processos, é de suma importância que você esteja sempre buscando qualificação.

Isso porque, você tem responsabilidade técnica sobre o serviço que irá entregar e precisa ser capacitado para tal. Além disso, você precisa ganhar a confiança do juiz.

Portanto, faça cursos online e presenciais, participe de workshops, frequente feiras e eventos, leia livros sobre a área, assista palestras, confira materiais na internet, etc.

Quanto mais conhecimento você tiver, mais qualificado e requisitado você será!

Organização

Ao ser nomeado, o perito tem certos deveres e prazos para cumprir, que envolvem desde o agendamento da vistoria no local do conflito até a elaboração e entrega do laudo pericial.

Portanto, outra dica importante para a carreira é ter organização. Assim, você conseguirá fazer o seu trabalho de maneira muito mais eficiente e sem grandes adversidades.

Imparcialidade

A sua função como perito é analisar, identificar e esclarecer situações para que o juiz possa tomar uma decisão assertiva em um determinado processo.

Portanto, é essencial que ao desempenhar a sua função você mantenha-se sempre imparcial, sem dar opiniões pessoais ou ser tendencioso para um lado.

Tenha em mente que o trabalho precisa ser totalmente técnico e que você deve sempre respeitar a ética da profissão.

Networking

Outra dica importante para a carreira de perito judicial refere-se ao networking, ou seja, à sua rede de contatos.

Isso porque, é importante ter pessoas e profissionais próximos que possam lhe auxiliar ou até mesmo lhe indicar para um serviço.

Portanto, é de suma importância que você trabalhe muito bem o seu networking. Não queira crescer na carreira sozinho, sem a ajuda de ninguém. Saiba aproveitar e valorizar o que outras pessoas podem oferecer a você.

Comunicação

Ter conhecimento técnico para atuar como perito é essencial. No entanto, é importante também que você saiba como se comunicar, seja falando ou escrevendo.

Isso porque, o juiz, os advogados e as partes precisam compreendê-lo. Você precisa saber se expressar, de modo que informações e considerações fiquem claras para todos.

Portanto, trabalhar muito bem a sua comunicação, a sua forma de expressar ideias e pontos de vista é fundamental.

Leitura e escrita

Muitos engenheiros não gostam de ler, porém, se você pretende atuar como perito, saiba que desenvolver o hábito da leitura é um aspecto fundamental.

Isso porque, além dos estudos, a leitura (e também a escrita), estão bastante presentes em todo o processo judicial, principalmente na hora de redigir o laudo e o parecer técnico.

E caso queira saber mais sobre a área, fazer cursos, assistir palestras, etc., acesse o site do IBAPE – Instituto Brasileiro de Avaliações e Perícias de Engenharia.

Engenharia de Minas: Saiba mais sobre ela

Previous article

Engenharia Florestal: O que você precisa saber!

Next article

You may also like

1 Comment

  1. […] Contudo, a área de perícia não precisa somente criminal, temos também, por exemplo, a área de perícia ambiental e judicial. […]

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Colunistas