publicidade

publicidade

Pista também é lugar de mulher


Alguém aí duvida que mulher pode criar e pilotar um veículo eficiente? Aqui não temos a menor dúvida de que não só pode e como deve! As mulheres demonstram todo o seu conhecimento e habilidades disputando a etapa brasileira da Shell Eco-marathon.

MULHERES NA ENGENHARIA

A Shell estimula a participação feminina no evento. Em anos anteriores tivemos líderes de equipe e vencedoras da maratona e, esse ano, elas não ficam atrás.

A estudante do Instituto Federal de Ciência e Tecnologia do Maranhão Luzia Rodrigues Silva que o diga. Aos 24 anos, ela compete na Shell Eco-marathon e conta como é ser minoria em um ambiente culturalmente masculino.

“Sinto muito preconceito. Minha turma iniciou com duas mulheres e hoje só existe eu. Os próprios colegas e professores têm preconceito, acham que não tenho capacidade para estar na Engenharia. A cobrança é maior do que a feita aos homens”, conta Luzia.

MULHERES NA ENGENHARIA

MULHERES NA ENGENHARIA

 

Para as mulheres que querem seguir a carreira de engenheira, a maranhense indica foco e persistência. “A gente tem que decidir o que quer e seguir em frente, estudar mais e provar que é capaz. Essa maratona é uma forma de fazer isso. Se você traçou o seu objetivo, não desista, mesmo que alguém diga que não você não pode, mesmo que seja a família”, ressalta.

 

MULHERES NA ENGENHARIA

MULHERES NA ENGENHARIA

 

Fique ligada e ligado no nosso canal no YouTube. Em breve, a gente posta o vídeo com a entrevista completa da Luzia e outras super bacanas que fizemos aqui no Riocentro!