publicidade

publicidade

Preço do novo iPhone permite passear pelos EUA e ainda voltar com o celular!


Comprar eletrônicos no Brasil nunca foi uma tarefa das mais baratas, muito por conta dos altos impostos cobrados pelo governo para o segmento. Mas, às vezes, até o mais calejado dos brasileiros parece se surpreender com o que se depara. Nesse caso, estamos falando sobre o novo iPhone X, que custará nada menos que R$ 7.000,00 (na versão mais barata).

O preço chega a ser tão absurdo que passa a ser mais em conta uma pessoa interessada adquirir indo para os Estados Unidos, incluindo passagem, hotel, taxas e tudo mais (mesmo com a alta cotação atual do dólar, de cerca de R$ 3,20).

Crédito: Apple

Fazendo as contas…

Em uma rápida busca por pacotes de viagem para Miami, por exemplo, você consegue passar sete dias por lá e ainda voltar com o novo celular da Apple. Veja as contas:

Um pacote com as passagens e um hotel razoável em Miami por sete dias sai por um preço na faixa dos R$ 3.500 (todas as taxas inclusas), sobrando R$ 3.500 para você investir no seu próximo celular. O iPhone X mais barato possui o valor US$ 1.000 e o imposto sobre vendas é de 6%, de forma que o custo total do aparelho é de US$ 1.060, ou cerca de 3400 reais.

Ou seja: você pode reservar passagem e hospedagem nos EUA e comprar o novo celular da Apple por cerca de R$ 6.900. Ainda sobra 100 reais para comprar um presentinho para a família!

Se você não tiver tanta pressa em trocar de celular, ainda é possível viajar fora da alta temporada, pegando passagens e hospedagens mais baratas, em março do ano que vem, por exemplo.

Ainda vale lembrar também que estes preços são para ficar SETE dias em Miami. Se o seu desejo é apenas comprar o celular e voltar, você pode ficar apenas um dia e ainda economizar milhares de reais com hospedagem.

Parece mentira, não é?


Veja também: O novo iPhone X é inovador? O que o lançamento da Apple tem a nos ensinar sobre diferenciação

Fonte: Olhar Digital


publicidade

publicidade

  • Dirceu Fernandes

    Uau….. que absurdo os valores aqui no Brasil, parabéns pela matéria.