A programação é uma ótima ferramenta e poder ser muito útil para os engenheiros quando é necessário resolver problemas computacionais e analíticos. Além disso, a habilidade de programar pode nos ajudar a desenvolver a criatividade, o pensamento crítico e o pensamento lógico, habilidades necessárias em todos os ramos da engenharia.

Por isso, é comum que durante nossa graduação nos deparemos com disciplinas como Algoritmos e Laboratório de Programação. Geralmente, aqui no Brasil somos introduzidos à C ou C++. Contudo, será que dentre as 1280 linguagens disponíveis atualmente, estas são realmente as melhores para Engenharia?  Se não forem, então quais são? Hoje, é isso que vamos descobrir!

melhores linguagens de programação para engenharia

Ícones de diversas linguagens de programação.

1. Matlab

Matlab – uma abreviação de Matrix Laboratory – é tanto uma linguagem de programação, quanto uma plataforma computacional numérica. Comparado à outras linguagens de baixo nível, ela é bem flexível e relativamente simples de entender.

Por se tratar de uma linguagem com fins em procedimentos matemáticos, o Matlab é muito utilizado para cálculos, manipulações de matrizes e modelagem de gráficos 2D e 3D.  A facilidade de uso, praticidade e a possibilidade de visualização de dados torna o Matlab uma ferramenta incrível para Engenharia.

Por isso, ele é muito utilizado por Engenheiros Mecânicos e Engenheiros Aeroespacial, mas também pode ter aplicabilidade nas Engenharias Química, Civil, Biomédica, Elétrica, e mesmo na Engenharia Ambiental.

Através das funções de simulação e plotagem de gráficos, por exemplo, engenheiros aeroespaciais podem criar simulações e plotar dados de forma mais visual, enquanto que engenheiros mecânicos podem utilizá-lo para cálculos de transferência de calor, modelagem e simulação de sistemas dinâmicos.

melhores linguagens de programação para engenharia

2. C++

Criado em 1979, o C++ é uma linguagem de programação que surgiu inicialmente como uma extensão da linguagem C. Ele evoluiu bastante desde seu lançamento, tornando-se uma linguagem imperativa, genérica, orientada a objetos e muito utilizada, inclusive na Engenharia.

A linguagem C++ pode ser considerada de médio-nível, pois engloba elementos de alto e baixo-nível, o que a torna mais complexa e difícil de assimilar do que, por exemplo, o Matlab. Porém, vale muito a pena aprendê-la, pois esta linguagem é muito usada no desenvolvimento de hardwares, software, eletrônicos e na robótica.

Assim, além da Engenharia da Computação e Engenharia de Software – áreas com forte contato com a programação – o C++ pode ser muito útil para Engenharia Mecânica e Engenharia Mecatrônica, por exemplo, já que estas trabalham muito com automação e robótica. Também pode ser utilizada por engenheiros que trabalham com simulação de processos, como Engenheiros Químicos, especialmente os que trabalham com desenvolvimento de ferramentas.

3. Visual Basic

O Visual Basic é uma linguagem orientada a objetos, desenvolvida e lançada pela Microsoft em 1998. O “Basic” no nome vem de Beginners All-purpose Symbolic Instruction Code – algo como Código de instrução simbólica para todos os fins para iniciantes. Como o próprio nome sugere, o Visual Basic é uma linguagem de fácil assimilação, além de muito prática.

Uma de suas principais aplicações vem do VBA (Visual Basic for Aplication), uma implementação da linguagem declarada em 2008. O VBA pode ser muito útil principalmente quando tratamos de Excel, já que esta é uma ferramenta extremamente utilizada na Engenharia.

Se o engenheiro, por exemplo, trabalha com Excel e necessita automatizar processos, enviar dados para outros recursos, gerar relatórios automáticos ou mesmo criar PowerPoints dinamicamente com base em cálculos, então VBA é uma boa escolha.

Além disso, é bom lembrar que no famoso pré-requisito “Excel Avançado”, comumente exigido em processos seletivos, o VBA quase sempre é uma ferramenta obrigatória dentro do pacote, então considere aprendê-lo.

4. Python

O Python é uma linguagem de alto-nível, orientada a objetos, que inicialmente surgiu com a proposta de ser simples e proporcionar legibilidade aos códigos. Comparado a linguagens como C ou Java, a sintaxe do Python é realmente bem fácil de entender e codificar.

Esse é um dos motivos que leva essa linguagem a ser tão popular, além de sua extensa utilização na ciência de dados, no desenvolvimento web, automação e desenvolvimento de aplicações.

Na Engenharia, o Python pode ser um grande aliado, especialmente, por se tratar de uma ferramenta open-source, o que proporciona uma excelente comunidade que presta apoio e desenvolve constantemente novas ferramentas.

Dessa forma, Engenheiros Ambientais que trabalham com modelagem climáticas e hidrológicas, por exemplo, podem utilizar essa linguagem, já que ela integrar muito bem com outras ferramentas. Da mesma forma, profissionais da metodologia Six Sigma – normalmente Engenheiros de Produção ou Engenheiros Mecânicos – podem utilizar Python para desenvolver análises e conduzir testes.

melhores linguagens de programação para engenharia

5. SQL

O SQL – do inglês Structured Query Language – é uma linguagem construída para o acesso e gerenciamento de banco de dados relacional (baseado em tabelas). Atualmente, é uma das linguagens de programação mais populares e relevantes, sendo utilizada por muitos profissionais da engenharia de dados e profissionais de análise.

Portanto, aprender esta linguagem pode ser muito interessante para Engenheiros de Software e Engenheiros de Rede, além de engenheiros que trabalham com gestão de projetos, especialmente, em empresas do setor tecnológico.

Além disso, em muitos aspectos, o SQL possui algumas vantagens sobre o Excel como na questão da velocidade e gerenciamento de dados. Portanto, para aqueles engenheiros que trabalham com análises profundas de dados ou em empresa que utilizam bancos de dados próprios, aprender esta linguagem pode ser a escolha certa.

6. Java

Java é uma linguagem de programação de alto-nível, orientada a objetos, inicialmente projetada para ter o menor número dependências de implementação possíveis. Também é uma das linguagens mais populares no mercado, sendo amplamente utilizada no desenvolvimento web, aplicativos, jogos, softwares, etc.

A sintaxe do Java é semelhante ao C e ao C++, porém a linguagem possui menos recursos de baixo-nível, o que a torna mais simples de entender e assimilar. Devido a demanda no mercado por esta linguagem, o Java é muito utilizado nas Engenharias que trabalham com computação como Engenharia de Software, Engenharia da Computação e Engenharia de Redes.


Estas são as melhores linguagens de programação para Engenharia e as mais populares no mercado. Porém, isso não significa que outras linguagens são irrelevantes ou que engenheiros não trabalhem com elas.

Lembre-se que programação é, acima de tudo, uma ferramentas e esta aí para ser explorada e suprir nossas necessidades. Portanto, antes de qualquer coisa, saiba quais problemas precisam ser solucionados para assim adaptar as linguagens certas à sua realidade.


Já segue o Blog da Engenharia no Instagram? 
Já me segue no Instagram?

Paulo César Santos
Paulo César é um ludovicense de 23 anos que atualmente cursa Engenharia de Produção na PUC Minas. Foi coordenador de uma ONG de voluntariado, cofundador e web designer da Virgo em 2019 e trabalhou como monitor em 2020, auxiliando outros estudantes de engenharia com algoritmos e programação. Adora tudo que envolve engenharia, gestão de projetos e tecnologia e acreditou que valia a pena compartilhar com mais pessoas um pouco do que anda aprendendo. Sabe escrever em linhas de código, mas há quem diga que pena pra escrever autodescrições.

Tilapicultura: O setor que está dominando o mundo!

Previous article

Nordeste: superando expectativas na geração de energia eólica

Next article

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Popular Posts

Login/Sign up