2

Uma boa gestão de projetos requer boas ferramentas para o planejamento, execução e acompanhamento de progressos. O Microsoft Project logo surge como uma boa opção, pois é uma ferramenta recheada de recursos úteis como calendários detalhados, distribuidores automáticos de tarefas, visualizador de dados em múltiplos ângulos, dentre outros.

Contudo, muitas vezes, dependendo da atividade ou projeto a ser executado, não é interessante pagar para utilizar o software. Assim, utilizamos uma ou outra ferramenta gratuita que possa suprir nossas necessidades. E, acredite, existem muitas! Hoje, portanto, vamos conferir quatro delas!

ProjectLibre

alternativas ao MS Project

Fonte: ProjectLibre

O ProjectLibre é um software de gerenciamento de projetos que foi criado como uma versão de código aberto a partir de um fork do antigo OpenProj. Hoje em dia, muitas grandes empresas utilizam o software que, talvez, seja a melhor alternativa ao MS Project, já que este não possui um preço tão acessível.

O ProjectLibre possui as ferramentas essenciais para a gestão de projetos, além de compatibilidade com arquivos do MS Project, fator este, muito importante para que usuários possam migrar de plataforma caso seja necessário.

Além disso, outro benefício é que o ProjectLibre possui versões para Windows, Linux e Mac OS X, enquanto que o MS Project só funciona em Windows.

Dica: curso gratuito com 8 aulas para dominar a ferramenta.

ProofHub

alternativas ao MS Project

Fonte: ProofHub Blog

O ProofHub é uma plataforma para equipes que envolvem muitas pessoas e vários setores. A ideia do software é trazer todos para o mesmo espaço centralizado a fim de manter todos alinhados no projeto.

Dessa forma, o ProofHub disponibiliza aplicações para gestão e colaboração de projetos, ferramentas para gerenciamento de recursos e tarefas, e acompanhamento de progresso. Além disso, através da ferramenta de marcação, é possível revisar e acompanhar feedbacks rápido e facilmente.

Trello

Em março deste ano, meu colega Angelo Santos publicou um artigo bem interessante titulado Trello, a ferramenta que todo engenheiro precisa usar, no qual sucinta sobre os principais recursos da plataforma e os motivos pelo qual vale a pena utilizar.

Como ele aborda no artigo, o Trello é recheado de recursos para usuários de diversas modalidades de gerenciamento de projetos como Kanban, Scrum, PMBOK e, assim, encontra serventia em muitas áreas.

Além disso, por funcionar no esquema Drag and Drop, a ferramenta agiliza muito o trabalho de editar e arquivar as listas em quadros Kanban. Recomendo a leitura do artigo do Angelo caso queira saber mais sobre a plataforma.

LiquidPlanner

Software LiquidPlanner - 2021: avaliações, preços e demonstrações

O LiquidPlanner é uma ótima ferramenta online para gerenciamento de tarefas, times e projetos. O software funciona bem com um modelo de gestão de projetos preditivo baseado em prioridades e permite que os usuários expressem incertezas em suas estimativas de tarefas usando intervalos.

Assim, se alguém precisar mudar algo, os cronogramas de gerenciamento inteligente automaticamente preveem datas de término confiáveis.

Além disso, o software permite que os gerentes de projeto criem espaços de trabalho e convidem os usuários a integrá-los de uma forma semelhante a uma rede como LinkedIn ou Facebook . O espaço pode conter vários projetos e manter uma narrativa contínua de tarefas, comentários, documentos e outros materiais do projeto.

Estes recursos tornam o software uma boa alternativa ao MS Project e, portanto, vale muito a pena conferir!


Aproveite e siga o Blog da Engenharia no Instagram!

Paulo César Santos
Paulo César é um ludovicense de 23 anos que atualmente cursa Engenharia de Produção na PUC Minas. Foi coordenador de uma ONG de voluntariado, cofundador e web designer da Virgo em 2019 e trabalhou como monitor em 2020, auxiliando outros estudantes de engenharia com algoritmos e programação. Adora tudo que envolve engenharia, gestão de projetos e tecnologia e acreditou que valia a pena compartilhar com mais pessoas um pouco do que anda aprendendo. Sabe escrever em linhas de código, mas há quem diga que pena pra escrever autodescrições.

Mar em chamas – Como explicar esse incidente?

Previous article

Conheça 5 soft skills essenciais para engenheiros

Next article

You may also like

2 Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Carreira