ColunistasCuriosidadesDestaqueEngenhariaEngenharia de EnergiaEngenharia ElétricaEngenharia Eletrônica

Registro do chuveiro dando choque? Entenda as causas e como resolver este problema

0

Quem nunca tomou pelo menos um “choquinho” quando foi abrir o registro do chuveiro? A primeira frase é com tom de brincadeira, mas o assunto é muito sério. O risco para as pessoas da falta de aterramento é muito grande, e sim, pode ser fatal!

Primeiro, vamos entender do princípio de funcionamento: Para o chuveiro esquentar, há dentro dele, um resistor (conhecido popularmente como resistência).

Este por sua vez recebe a energia com o propósito de aquecer a água. A energia elétrica que passa pelo resistor cria o “Efeito Joule” que nada mais é o aquecimento excessivo do fio enrolado.

Quando o registro for aberto e a água pressionar uma peça denominada diafragma começa todo processo. O diafragma é um “pedacinho” de borracha que encosta nos contatos elétricos que libera a passagem de corrente elétrica, assim, alimentando o elemento de aquecimento, no caso,  o resistor.

choque

Chuveiro elétrico aberto

A água,  de fato,  é um bom condutor de eletricidade?

Primeiro devemos entender que a água pura, por si só não é um bom condutor de energia elétrica! Sim, a água 100% pura não conduz eletricidade, o que faz da água conduzir energia elétrica são os diversos minerais que ali estão contidos.

Porém na natureza não existe água pura, ou seja, sem quaisquer minerais contidos na sua formulação, então na prática a água se torna um bom condutor por este motivo. Contudo, o caso da água mineral presente na caixa d’água das nossas casas acaba se tornando um bom agente para sentir o choque elétrico.

Dependendo da fonte da água, podem ser encontrados diversos componentes químicos que tornam a água um bom condutor de eletricidade e traduzindo que o ser humano possa sentir o choque elétrico no momento que toca no registro do chuveiro. Exemplo de minerais que compõe a água: Potássio, Magnésio, Cálcio, Nitrato, Bário, Ânion e até enxofre.

choque

Tabela de composição química da água da Fonte Santa Maria

Mas se a água não está em contato direto com a rede elétrica, por que é possível tomar choque no registro do chuveiro?

Uma parte da corrente elétrica que flui pela resistência do chuveiro acaba “escapando” para água, e esta corrente flui por todo encanamento do chuveiro, sendo assim, acaba que o circuito elétrico seja fechado nesta malha e todo sistema (chuveiro parte interna, externa, encanamento, registro) está energizado! Um agravante também para o choque no chuveiro se dá porque em um corpo molhado é muito mais fácil a corrente elétrica fluir.

A corrente elétrica é “preguiçosa” ou seja, sempre prefere o caminho mais fácil. Se tudo estiver funcionando normalmente. A corrente elétrica passa pela resistência do chuveiro, esquenta a água e continua no seu ciclo.

Como resolver o problema de choque no chuveiro?

O corpo do ser humano funciona como um sistema de aterramento, mas esse efeito só ocorre em instalações elétricas em que o chuveiro não esteja com o sistema de aterramento adequado.

Contudo, na maioria das vezes a resolução do problema á fácil: Basta ligar o cabo de terra (no Brasil normatizado como verde ou verde com tarja amarela – NBR5410/2004) do seu chuveiro no sistema de aterramento da casa.

Claro que, sempre a resolução do problema deve ser tomada da melhor forma e mais segura possível. O recomendado para que não ocorra este tipo de problema é projetar um sistema adequado de aterramento.

Para isso, é caso de consultar um engenheiro eletricista que conheça sobre sistemas de aterramento.

O mais importante item de uma instalação elétrica é  sistema de aterramento, pelo simples fato de ser uma defesa para as pessoas que estão na casa, comércio, indústria, etc. Isto acaba sendo um grande aliado da segurança no quesito eletricidade.

 

 

Lucas Henrique
Bacharel em Engenharia Elétrica e Pós graduado em perícia técnica judicial. Especialista em Termografia por NEC SAN-EI em Kitamoto - Japão. Especialista em sistemas de proteção elétrica por MEGGER AB em Danderyd - Suécia. Ampla e sólida experiência profissional, com mais de 10 anos em eletrônica e eletrotécnica. Experiência como eletricista em de manutenção na Ferrovia de São Paulo. Atualmente trabalha como Gerente de projetos em uma empresa do setor de energia, em paralelo administra a própria empresa de engenharia: LHX Engenharia. Músico por Hobby, adora tocar trompete nas horas vagas. Apaixonado por viagens (especialmente lugares frios!).

Sistema Kanban para redução de custos

Previous article

Agricultura Indoor, fazenda vertical e plant factory

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Colunistas