0

A princípio o Super Bowl é a grande final do futebol americano e juntamente aos esportes mais tradicionais e queridos dos Estados unidos vem conquistando simultaneamente fãs no mundo todo. E a Engenharia de Eventos contribui para isso. Bora conferir!

Super Bowl

Antes de tudo lá em 1967 e durante três anos nesse meio tempo tiveram edições muito discretas, conduzidas por bandas de universidades próximas ao evento.

A partir dos anos 70 finalmente iniciou a era do entretenimento e logo depois nos anos 80, os grandes palcos aparecem pela primeira vez.

Enfim, o show vai começando a tomar o formato que tem atualmente. Em 1982, o primeiro grande palco é montado, entre as duas linhas de 32 jardas.

Super Bowl é um espetáculo em sua totalidade, e o esporte, o show e a publicidade têm o mesmo valor.

O super bowl agrega valor acima de tudo; ao espetáculo que ele representa para o esporte nesse evento que se torna a primeira vista um show onde na sua publicidade acaba se tornando o minuto mais caro do mundo.

Nesse meio tempo, antecipadamente entra em cena um enorme planejamento. Dessa forma as cidades tem tempo para se planejar enquanto a escolha das sedes acontece de três a cinco anos antes da sua realização.

Apaixonado por desafios primeiramente James Casalino o engenheiro responsável pelo evento  deixa evidente a cada evento que ser capaz de projetar grandes estruturas que se montam sozinhas em tempo recorde que em contrapartida precisam se desmontar e sair do campo imediatamente. Leva ao extremo o que se pode fazer em uma rigorosa ordem do pré-jogo à comemoração da equipe vencedora.

Operação

Sob o ponto de vista da gestão, a sincronia entre a operação deve ser bastante transparente para alcançar o sucesso, uma verdadeira engenharia de eventos.

Nesse meio tempo a interação nas redes sociais mantém dados impressionantes sobre o evento; 64 milhoes no facebook e 44 milhões no instagram, sendo 262 milhões de views em vídeos nas plataformas.

Em contrapartida garantir a segurança do evento coordenando as 50 organizações diferentes envolvidas, garantindo o acesso e planejamento de entrada e saída dos telespectadores durante a logística desafiadora que envolve ao show durante o intervalo do jogo.

Simultaneamente um palco high tech recheado de luzes e efeitos especiais deve ser montado em até 8 minutos.

Toda a logística é feita por voluntários evitando o dano ao gramado e garantindo que após 13 minutos de show, tudo que deve ser desmontado para que o jogo recomece.

Perdendo apenas para o dia de ação de graças o dia desse evento é considerado um feriado. Destacando o impacto na economia americana.

Em contrapartida aspectos como comida necessitam de muita atenção para atender uma alta demanda evidenciando o planejamento organizado da NFL.

Abaixo um vídeo acelerado, mostra a impressionante operação envolvida no show realizado pela Kate Perry.

 A engenharia de eventos tem um desafio enorme de logística, por envolver tantas pessoas e expectadores.

O minuto mais caro de produção do mundo, a princípio começa como um grande quebra cabeça entre dançarinos, iluminação e efeitos especiais, esse fantástico evento de 1 milhão de dólares por minuto, depende contudo de milhares de pessoas e meses de planejamento e precisão para que venha a acontecer em  uma análise precisa dos estádios em busca de elementos estruturais que possam ser transformados em vantagens.

Dentre alguns fatos que impressionam:

  • Em 2015, o Super Bowl foi o programa de televisão mais assistido do ano, com 112.2 miliões de telespectadores.
  • Para quem pensa que futebol é esporte de homem, saiba que as mulheres representaram 46.8% do público.
  • Muitos músicos ficam aguardando ansiosa a divulgação de quem será a celebridade que irá fazer o show do intervalo.

Segundo dados da NBC Sports onde uma ação de MKT pode custar 5 milhões por 30 segundos, exibida durante o super bowl. O palco se torna um espaço comercial grátis inigualável para os artistas que aguardam ansiosos a divulgação de qual será a próxima celebridade a conduzir o show.

Sempre mantendo cantores e bandas famosas como Michael jackson, Madonna, Rolling stones, u2, beyonce, e coldplay, que garantiram apresentações memoráveis.

Super Bowl

A engenharia de eventos tem um desafio enorme envolvendo entre 2000 a e 3000 pessoas.

Como controladores de tráfego aéreo O maior feito de coordenação é a montagem de palco, que é carregado em 38 carrinhos separados, cada um exigindo 12 pessoas para ser movido.

Assim, outros 18 carrinhos, com equipes de seis pessoas, carregam os equipamentos de áudio. Como controladores de tráfego aéreo, os líderes das equipes usam fones de ouvido para orientar cada uma delas.

Uma parte do palco no lugar errado, mesmo por centímetros, pode ser desastrosa. A montagem leva oito minutos, com o show geralmente durando 13.

Contudo, remover o palco leva apenas seis minutos, e acontece antes de os times voltarem ao gramado isso é um dos desafios para a engenharia de eventos.

Assim, durante o show, os funcionários nos bastidores aguardam em locais pré-determinados para conduzir as trocas de roupas, que precisam ser executadas no tempo correto.

 


Confira aqui o Dilema das redes sociais!

Siga Blog na engenharia no Instagram!

Super Bowl

Marco Antonio
Mineiro Diretor arquitetura de eventos (Projetista e especialista em legalizações de eventos). Formação Eng. Civil, Eng. Produção, Pós-graduado em Segurança do trabalho com experiência em projetos prevenção de incêndio para eventos, gestão de projetos e inteligência de dados. Apaixonado por eventos com 15 anos de mercado realizando dimensionamento, planejamento na execução de eventos. Com aprovação de mais de 200 eventos em órgãos públicos. Colunista do Blog da Engenharia/ instagram: @marcoarquiteturadeeventos/ linkedin: www.linkedin.com/in/engenheiromarco

Storytelling: A arte de vender seu peixe

Previous article

Rompimento de geleira atinge barragem e causa desastre na Índia

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Colunistas