CuriosidadesEngenhariaEngenharia de AlimentosInovação

Tendências para o desenvolvimento de novas bebidas.

2

Não é de hoje que tendências relacionadas a inovação, disrupção e tecnologia despertam curiosidade e interesse, tanto nas indústrias como também na sociedade como um todo.

Quem nunca quis fazer uma viagem ao futuro, não é mesmo?

tendências

Mas, ao falarmos sobre as tendências e inovações tecnológicas no setor de alimentos e bebidas, muita gente ainda fica “com a pulga atrás da orelha”, no que diz respeito à procedência, qualidade e seguridade do produto, bem como também, com relação aos impactos ambientais que tudo isso possa provocar.

Porém, é justamente com essa visão de minimizar impactos ambientais e de garantir – a todos – o direito ao acesso regular e permanente a alimentos de qualidade em quantidades suficientes (Segurança Alimentar), que surge a revolução Foodtech.

Sem falar de toda a necessidade de adaptação ao Mundo VUCA e ao chamado “novo normal” pós Covid-19, onde o tempo escasso faz com que a praticidade de consumo com seguridade se torne um atrativo para o consumidor – que está a cada dia mais exigente.

O mercado brasileiro de bebidas

tendências

Segundo a ABIA, a indústria de alimentos e bebidas é a maior do País: representa 9,6% do PIB brasileiro e gera 1,6 milhão de empregos formais e diretos.

Sendo o Brasil, atualmente, o maior produtor e exportador mundial de suco de laranja, o segundo maior exportador de café solúvel e o terceiro maior produtor de cervejas e refrigerantes do mundo.

Novas tendências no setor

Seguindo o conceito Foodtech, observa-se que a cada dia surgem novas tecnologias para bebidas.

black and red can on white table

Um estudo desenvolvido pela Associação Brasileira de Bebidas (Abrabe) em 2019, aponta uma visão inédita para o setor, afirmando que a sofisticação de produtos é vista como tendência de consumo, não somente para o mercado interno, mas também, mundial.

A exemplo de novos avanços tecnológicos e sofisticações pode-se listar as bebidas:

  • funcionais, naturais e/ou sustentáveis;
  • encapsuladas;
  • em pó;
  • zero álcool;
  • com coloração, carbonatação, aroma, sabor e/ou textura diferenciada;
  • e muitas outras.

Além disso, a praticidade para Delivery de bebidas têm sido uma forte e desafiadora tendência no atual momento.

E tudo isso sem contar todas as tecnologias destinadas às embalagens ativas e aos novos equipamentos e processos do setor.

Novas Bebidas Funcionais, Naturais e/ou Sustentáveis

O consumidor está a cada dia mais preocupado com a sua saúde e bem estar, e assim, busca novas alternativas de alimentos e bebidas que façam uso de ingredientes naturais e também, funcionais.

Além disso, o apelo sustentável vem ganhando ainda mais força e promete manter-se firme como tendência para o setor. Uma vez que a preocupação com o meio ambiente tem se intensificado a cada dia.

Um exemplo é a eliminação do uso de canudinhos plásticos. Ou seja, as embalagens sustentáveis e/ou biodegradáveis permanecem em alta.

Inclusive, já existem estudos de embalagens comestíveis feitas à base de algas para uma possível substituição das garrafas de água.

tendências

Entretanto, faz-se necessário todo um cuidado com a segurança destas embalagens para que no fim possam ser consumidas.

Mas, o fato é, que comestíveis ou não, o apelo biodegradável e a redução de plásticos são altamente defendidos pelos consumidores e consequentemente, fortes tendências.

Um exemplo também é o EdenCoco. Produto 100% natural com uma embalagem rústica, sustentável, inovadora e com sistema de abertura facilitado.

Bebidas Encapsuladas e em Pó

Além do tradicional cafezinho, já existe também a cerveja e a água de coco em pó.

A cerveja artesanal em sachê, com porção individual (pocket), pode ser levada no bolso. E basta a adição de água com gás para o consumo.

tendências

A indústria paulista está realizando testes para que futuramente possa encapsular o produto.

Contudo, bebidas encapsuladas já não são mais uma novidade.

As máquinas para bebidas encapsuladas são semelhantes às de café, porém, uma única máquina é capaz de produzir uma enorme variedade de bebidas, sendo estas quentes ou frias, alcoólicas ou não e com ou sem gás.

Parece ficção, mas na realidade é bem simples. Cada cápsula possui um código de barras e assim a máquina realiza uma leitura antes de dosar a quantidade exata de água e demais componentes para cada cápsula.

O investimento ainda é bem alto (cerca de R$3.500,00), mas a expectativa é que esta tendência cresça a cada dia, assim como ocorreu com os computadores e celulares, ocasionando assim, uma redução de custo.

Inovação Zero Álcool

A inovação em bebidas zero álcool está se tornando uma super tendência.

Afinal, não da pra beber e dirigir, não é mesmo?

E assim, aumenta-se a procura por bebidas zero álcool que mantenham o sabor característico das bebidas convencionais.

Uma novidade é a água com gás com adição de lúpulo e também os chamados líquidos artificiais com infusão botânica para um falso Martini.

Diferentes sensações no consumo de bebidas

Neste quesito existem inúmeras novas tendências para bebidas, desde alterações na coloração à inserção de ingredientes que ajudem a criar uma sensação de calor ou refrescância ou até mesmo que propiciem novas texturas ao produto.

A multissensorialidade tem atraído a atenção e despertado a curiosidade dos jovens de todo o mundo para novas experiências.

A exemplo tem-se o Gin azul que com a adição de água tônica tem a sua coloração transformada em rosa.

E também a bebida japonesa, Kirin Mets, que  afirma ser feita com um método de carbonatação extrema para proporcionar uma efervescência mais forte e mais intensa que é capaz de aumentar os sabores das frutas.

Inovação em Embalagens

Com relação às embalagens ativas, já mencionamos aqui no Blog as latinhas inteligentes, com tecnologia capaz de gelar uma bebida em apenas 90 segundos.

É válido ressaltar que esta embalagem foi desenvolvida, inicialmente, para um café gelado e efervescente super inovador.

tendências

E além disto, uma outra promissora tendência para embalagens de bebidas está relacionada aos designs diferenciados, formatos que facilitem a “pega” e também à uma rotulagem atrativa.

E o que espera-se para o futuro?

Assim como o grande e constante crescimento das indústrias de alimentos e bebidas, espera-se que as inovações tecnológicas e tendências do setor continuem em desenvolvimento.

A expectativa é de que em um futuro não muito distante, todas estas alternativas tornem-se economicamente viáveis para o consumidor.

Desta forma, haverá garantia de acesso à todas as classes sociais, maior empregabilidade e consequentemente um maior incentivo para o desenvolvimento de novas tecnologias.

E você, já consumiu algum dos produtos tendência citados neste artigo?

Deixe um comentário sobre a sua experiência ou sobre qual produto mais lhe chamou a atenção e confira também o artigo Cerveja, Engenharia e Tecnologia.

 

Camila de Oliveira Inácio
Carioca, 27 anos, casada, mãe, formanda do curso de Engenharia de Alimentos no Instituto Federal Catarinense de Concórdia - Santa Catarina. Foi Coordenadora Estadual do Programa CREAjr-SC no ano de 2019, é entusiasta, visionária, solidária e amante da vida. Tem como propósito pessoal impactar positivamente a vida das pessoas, ama conversar, escrever, fazer novas amizades e garantir tempo de qualidade com quem estima.

“Casa Verde e Amarela”: Saiba o que muda no mercado imobiliário

Previous article

Entenda o que aconteceu na Barragem do Jati

Next article

You may also like

2 Comments

  1. Uau!!! Amei!❤

  2. Artigo Top

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Curiosidades