publicidade

publicidade

Testamos a scooter Honda SH 150i: tecnologia, design e economia


Foto: Eduardo Mikail (@eduardomikail).

Para os amantes de engenharia e – principalmente – motocicletas, a moto da vez é, na verdade, um produto global da Honda, de um dos segmentos que mais cresce no Brasil: as scooters. Com design no estilo europeu, a SH 150i chegou para brigar de frente com o NMax da Yamaha, e em um “posto” acima do irmão mais velho PCX 150.

A scooter SH 150i, ao contrário do que muitos pensam, não é da mesma categoria da Biz, que possui câmbio semi-automático. Montada em novo chassi, ela já chega ganhando da concorrência com muita tecnologia, freios ABS de série, freio a disco em ambas as rodas, luzes de LED e cambio automático CVT.

 

Foto: Eduardo Mikail (@eduardomikail).
Foto: Eduardo Mikail (@eduardomikail).

 

A única desvantagem que notamos durante os testes é que o modelo concorrente da Yamaha traz um motor mais potente enquanto a SH 150i aposta em um visual mais clássico e europeu, além de rodas maiores que ajudam a encarar a buraqueira das cidades.

 

Imagem: Divulgação.

Com um conjunto mecânico bem equilibrado, oferece uma dirigibilidade muito agradável para quem pilota e esperteza nas retomadas. Para cidade é uma ótima opção para se livrar do trânsito com conforto e economizar com combustível no final do mês, com um consumo médio de 40 km/l e sistema inteligente Idling Stop, que desliga o motor quando ela está em marcha lenta por mais de 3 segundos, religando automaticamente ao ser acelerada.

 

Foto: Eduardo Mikail (@eduardomikail).
Foto: Eduardo Mikail (@eduardomikail).

 

Além da praticidade da chave por sensor (chave “smart-key”) e sistema start-stop, a Honda SH 150i veio para atender uma demanda crescente no país, onde muitas pessoas que possuem carro estão buscando uma alternativa que ofereça tecnologia e conforto, como uma solução eficiente e segura para o dia a dia em ambiente urbano, sem perder o estilo. Um mimo que vale o destaque é o porta-objetos com carregador 12V.

 

Imagem: Divulgação.
Foto: Eduardo Mikail (@eduardomikail).

FICHA TÉCNICA:

Motor: Um cilindro, 149,3 cm³, OHC, arrefecimento líquido
Potência: 14,7 cv a 7.750 rpm
Torque: 1,40 kgf.m a 6.250 rpm
Transmissão: CVT
Quadro Monobloco Underbone
Suspensão dianteira Garfo telescópico com 100 mm de curso
Suspensão traseira Sistema bichoque com 95 mm de curso
Freio dianteiro Disco de 240 mm de diâmetro e ABS
Freio traseiro Disco de 240 mm de diâmetro e ABS
Pneus 100/80-16 (D) e 120/80-16 (T)
Dimensões: 2.026 mm de comprimento, 740 mm de largura, 1.158 mm de altura;
Distância entre-eixos: 1.340 mm
Distância mínima do solo: 146 mm
Altura do assento: 799 mm
Peso a seco: 129 kg
Capacidade do Tanque: 7,5 litros
Cores: Azul claro perolizado, azul marinho perolizado e prata fosco
Preço: A partir de R$ 12.450

Principais concorrentes:

Yamaha NMax 160
Honda PCX 150
Dafra Cityclass 200i

Saiba mais detalhes em: www.honda.com.br


publicidade

publicidade